Dica de filme: Horns

    Oie gente, tudo bem? Já faz um bom tempo que eu não atualizo a categoria de filmes por aqui, porque ultimamente eu não tenho assistido filmes, só algumas séries. Mas no final de semana passado eu resolvi ver Horns (Amaldiçoado em Português) e encontrei a oportunidade de compartilhar com vocês o que eu achei do filme. Bora lá?
    "Um jovem de 26 anos de idade descobre um dia, quando acorda, que sua namorada foi estuprada e assassinada. Ele é imediatamente apontado como principal suspeito, o que o obriga a partir em busca do verdadeiro responsável. Sua arma será o par de chifres que cresce em sua cabeça e força as pessoas que o encontram a revelarem seus segredos."
    Antes de mais nada quero deixar claro que Horns é baseado no livro "O Pacto" de Joe Hill, que eu não li. Mas o filme foi indicado a mim diversas vezes e por vários amigos diferentes, então quando eu vi que estava disponível no catálogo da Netflix eu não pensei duas vezes em assistir.
    Ig Perrish tinha uma namorada e eles eram apaixonados desde a infância, sonhavam juntos com o futuro e tinham planos. Mas na noite em que ele resolveu propôr casamento, as coisas deram completamente errado e ele acabou se tornando o principal suspeito da morte dela. Agora, além de querer se vingar do verdadeiro assassino, precisa provar sua inocência. Se é que ele realmente é inocente, pois Ig não se lembra de quase nada daquela noite.
    Como se já não bastasse o inferno que sua vida se transformou Ig se surpreende com um par de chifres que passa a crescer na sua cabeça e o mais estranho é que as pessoas não reagem como o esperado, pelo contrário, elas acham normal os tais chifres. E o mais curioso é que eles despertam o que há de pior (ou verdadeiro, eu diria) nas pessoas. As fazem por pra fora os desejos mais profundos de suas almas.
    Horns é mais suspense do que terror, como foi originalmente categorizado. Carrega uma espécie de humor negro também, o que me fez gostar ainda mais de como as coisas iam se desenrolando. Fiquei extremamente curiosa pra descobrir quem seria o verdadeiro assassino, ou se seria Ig mesmo e mesmo tendo acertado em cheio no palpite o filme conseguiu me surpreender nos detalhes do enredo.
    A única coisa que me incomodou foi o fato de alguns efeitos (repito: alguns, não todos) ficaram forçados. E também a duração do filme, que eu achei que poderia ser menor, algumas cenas eram desnecessárias e não fariam muita falta. Fora isso é uma ótima dica pro Halloween que tá chegando, ou pro final de semana mesmo. Beijos, até a próxima!

Lançamentos Galera Record: Outubro/2016

    Oie meus amores, tudo bem? Já faz algum tempo que eu não trago novidades das editoras parceiras por aqui, confesso que acabei esquecendo de mostrar os lançamentos em agosto com a correria da Bienal e também com os estudos pro Vestibular. Mas agora que as coisas andam mais calmas por aqui eu vou retomar o jogo e mostrar quais serão os lançamentos da Galera Record no mês de Outubro, então vamos saber um pouco mais deles?

Novembro, 9 - Colleen Hoover
"Autora número 1 da lista do New York Times retorna com uma história de amor inesquecível entre um aspirante a escritor e sua musa improvável. Fallon conhece Ben, um aspirante a escritor, bem no dia da sua mudança de Los Angeles para Nova York. A química instantânea entre os dois faz com que passem o dia inteiro juntos – a vida atribulada de Fallon se torna uma grande inspiração para o romance que Ben pretende escrever. A mudança de Fallon é inevitável, mas eles prometem se encontrar todo ano, sempre no mesmo dia. Até que Fallon começa a suspeitar que o conto de fadas do qual faz parte pode ser uma fabricação de Ben em nome do enredo perfeito. Será que o relacionamento de Ben com Fallon, e o livro que nasce dele, pode ser considerado uma história de amor mesmo se terminar em corações partidos?"
O livro dos artefatos mágicos


 Filha das Trevas  (Deuses & Monstros #1) - Kelly Keaton
"Ari se sente perdida e solitária. Com olhos azul-esverdeados e cabelos prateados esquisitos, que não podem ser modificados nem destruídos, sempre chamou a atenção por onde passava. Depois de crescer em casas adotivas, tudo o que quer é descobrir de onde veio e quem ela é. Em sua busca por respostas, encontra uma mensagem escrita pela mãe morta há muito tempo: fuja. A garota percebe que precisa voltar para o local de seu nascimento, Nova 2 — a cidade luxuosa, que foi inteiramente remodelada —, em Nova Orleans. Lá, ela é aparentemente normal. Mas cada criatura que encontra, por mais mortal ou horrível que seja, sente medo dela. Ari não vai parar até desvendar os mistérios de sua existência. No entanto, algumas verdades são terríveis e assustadoras demais para serem reveladas."


Lúcida - Ron Bass & Adrienne Stoltz
"Um thriller psicológico eletrizante, do roteirista de Rain Man e O casamento do meu melhor amigo. Sloane é uma aluna nota 10, com uma grande e amorosa família. Maggie vive uma existência glamorosa e independente, como aspirante a atriz em Nova York. As duas não poderiam ser mais diferentes. A não ser por um pequeno detalhe, algo que não têm coragem de revelar a ninguém. À noite, cada uma sonha que é a outra. Os sonhos são tão vívidos que as garotas sentem e experimentam o que a outra está passando naquele momento. Seriam as duas reais? Uma delas estaria mentalmente instável e imaginando a outra? Seriam ambas a mesma pessoa? Qual delas é real?"


A Caçada (Círculo Secreto #5) - Aubrey Clark
"Para Cassie e seu círculo de bruxas, é difícil imaginar a vida em New Salem ficando pior. Um grupo de caçadores de bruxas poderosas tem como alvo o grupo, determinado a destruí-los um por um. E a meia-irmã de Cassie, Scarlett, não vai descansar até que ela tenha uma mancha no Círculo, mesmo se ela tiver que matar Cassie para obtê-la. A única esperança do Círculo contra seus inimigos é o livro das Sombras do pai de Cassie, um guia antigo para o mundo da magia negra. Mas Cassie logo descobre que abrir o livro tem consequências graves. Cassie está atraída pelo feitiço sinistro do livro, e ele começa a controlar suas emoções e impulsos, revelando sua relação com Adam como ele assume a sua vida."

Suzy e as águas-vivas - Ali Benjamin
"Às vezes, quando nos sentimos mais solitários, o mundo decide se abrir de formas mágicas. Suzy Swanson está quase certa do real motivo da morte de Franny Jackson. Todos dizem que não há como ter certeza, que algumas coisas simplesmente acontecem. Mas Suzy sabe que deve haver uma explicação — uma explicação científica — para que Franny tenha se afogado. Assombrada pela perda de sua ex-melhor amiga — e pelo momento final e terrível entre elas —, Suzy se refugia no mundo silencioso de sua imaginação. Convencida de que a morte de Franny foi causada pela ferroada de uma água-viva, ela cria um plano para provar a verdade, mesmo que isso signifique viajar ao outro lado do mundo... sozinha. Enquanto se prepara, Suzy descobre coisas surpreendentes sobre o universo — e encontra amor e esperança bem mais perto do que ela imaginava. Este romance dolorosamente sensível explora o momento crucial na vida de cada um de nós, quando percebemos pela primeira vez que nem todas as histórias têm final feliz... mas que novas aventuras estão esperando para florescer, às vezes bem à nossa frente."

Garota Desaparecida - Sophie Mackenzie
"Lauren mora na Inglaterra e sempre soube que é adotada. Mas, quando uma breve pesquisa sobre o seu passado revela a possibilidade de ela ter sido roubada de uma família americana ainda bebê, a vida de Lauren de repente parece uma fraude. O que ela pode fazer para tentar encontrar os pais biológicos? E seus pais adotivos terão sido os responsáveis por sequestrá-la? Lauren convence sua família a fazer uma viagem para o outro lado do Atlântico e, lá chegando, foge para tentar descobrir a verdade. Mas as circunstâncias de seu desaparecimento são sombrias, e os sequestradores de Lauren ainda estão à solta — e dispostos a qualquer coisa para mantê-la calada."

O oráculo do tempo na selva - Mark Cheverton
"O herói de Minecraft terá seus limites testados e, como nunca antes, a vitória será uma questão de vida ou morte! No segundo volume da série O mistério de Herobrine o verdadeiro inimigo de Gameknight999’s finalmente foi desmascarado: Herobrine, um vírus que quer escapar de Minecraft e destruir a humanidade com uma de suas criações: a internet. Se ele conseguir sair do jogo e se conectar, Herobrine irá infectar milhares de computadores, jogando máquinas e sistemas de defesa contra seus mestres, ameaçando a vida na Terra."

    E aí, gente? O que acharam dos lançamentos? Quais vocês querem ler? Eu já solicitei os meus e em breve vocês vão ver por aqui resenhas de: Novembro, 9; Filha das Trevas e Lúcida!

Top 5: Minhas séries favoritas

    Mas olha só quem resolveu dar as caras e gravar vídeo novo? Ficou decretado por mim mesma que o canal vai ser atualizado agora toda Terça Feira com vídeos novos, inclusive o conteúdo das próximas semanas já está garantido. Hoje eu resolvi falar de Séries no canal, uma coisa que eu adoro e ainda não havia falado sobre em vídeo. Fiz um Top 5 com as minhas favoritas e expliquei um pouco de cada uma delas. Bora assistir?


    Agora eu quero saber de vocês, quais suas séries favoritas? Me deixem dicas nos comentários porque eu adoro assistir coisas novas e se tiverem sugestões de vídeos eu vou ADORAR e ler todas com muito carinho, semana que vem eu volto com mais vídeos!

Resenha: Evangelho de Sangue, Clive Barker

   "Clive Barker retorna à sua poderosa voz narrativa em grande estilo. Evangelho de Sangue é o sombrio, sangrento e brutal épico do terror, narrado pelo mestre inquestionável do gênero, e ansiosamente aguardado pelos fãs. Evangelho de Sangue oferece uma junção clara dentro do universo de Barker. Os leitores mais atentos já perceberam que as histórias dele se passam em um mesmo universo, mas, agora, o mundo de Hellraiser é explicitamente unido ao do detetive Harry D’Amour – que aparece em outras histórias do autor, como o conto “The Last Illusion”, presente no sexto volume dos Livros de Sangue, e no romance Everville. D’Amour, que se dedica a investigar casos sobrenaturais, mágicos e malignos, vem encarando seus demônios pessoais há anos. Quando ele se depara com uma Caixa das Lamentações, seus demônios internos são substituídos por demônios de verdade, conforme ele se vê enredado em um terrível jogo de gato e rato, absolutamente complexo, sangrento e perturbador. Evangelho de Sangue reconduz os leitores ao tempo marcado por dois de seus mais icônicos personagens, que conduzem a história em uma batalha entre o bem e o mal tão antiga quanto o tempo, onde o autor conecta a mitologia de Hellraiser ao Inferno bíblico."
Título: Evangelho de Sangue | Autora: Clive Barker | Editora: DarkSide | ISBN: 9788566636857 | Páginas: 360 | Skoob | Compre aqui
Livro cedido em parceria com a editora para resenha
    Clive Barker foi meu passaporte de entrada pro Terror na literatura. Eu que nunca li terror na vida, apenas alguns suspenses bizarros, fiquei encantada logo de cara com a proposta da DarkSide de que Evangelho de Sangue poderia ser lido independentemente do primeiro livro do autor, Hellraiser - Renascido do Inferno, pois mesmo se passando dentro do mesmo universo com mesmos personagens, o enredo seria totalmente novo. Aproveitei o tema de Agosto do projeto 12 Leituras e resolvi embarcar nessa experiência. 
    Clive, que já foi descrito por Stephen King como o "futuro do horror" roteirizou e dirigiu o filme baseado em seu primeiro livro, que contou depois com várias continuações e só agora, depois de anos, é que publicou Evangelho de Sangue. Eu também não conhecia os filmes, ou seja, cai de paraquedas na história dos Cenobitas, não tinha ideia alguma de onde este livro me levaria e como seria a experiência. 
    O livro já começa com um prólogo de tirar o fôlego, completamente insano e recheado de cenas que podem levar você a ter pesadelos, onde um último grupo de magos se reúne para um ritual necromântico, na esperança de que o falecido amigo possa lhes ajudar a enfrentar o que está por vir. O Sacerdote do Inferno passou os últimos anos caçando todos os ocultistas em buscas de segredos; feitiços e grimórios raros. Os cadáveres que ele deixou pelo caminho são obras de arte, frutos de torturas, uma vez que Pinhead - como é vulgarmente conhecido - é mestre em causar dor e conhece os pontos mais sensíveis do corpo humano. A narrativa detalhista de Clive é uma experiência fantástica que começa ali, ao ver os magos falhando miseravelmente na tentativa de sobreviver ao Sacerdote. 
    Após o prólogo, somos apresentados (ou reapresentados, se você conhece as histórias anteriores) a Harry D'Amour, um detetive particular que há algum tempo mergulhou no ocultismo e teve sua existência transformada de uma vez por todas. Agora Harry está velho e cansado e de volta ao ponto de partida. Quando ele começa a trabalhar em um novo caso aparentemente "normal", seu caminho se cruza, não por acaso, com o do Sacerdote do Inferno. E toda essa confusão, extremamente complexa, os levará até o Inferno. Literalmente. 
    Evangelho de sangue é um livro bem detalhado, uma mistura de suspense sobrenatural com fantasia. Em alguns momentos a escrita é densa, mas continuou chamando a minha atenção por também ser avassaladora, recheada de cenas sangrentas; bizarras e chocantes. Fico feliz de ter ingressado neste gênero através de um livro tão bem escrito, apesar de ter respirado fundo e engolido em seco várias vezes alguns acontecimentos. Terror só é bom se cumprir o propósito de aterrorizar, não é mesmo? Acredito que o livro possa trazer esta sensação até mesmo pra quem já esteja acostumado com leituras do tipo. É um livro pesado e que se você tiver o estômago fraco, provavelmente não vai aguentar. Senti repulsa muitas vezes, mas uma curiosidade sobrenatural também. 
    No fim das contas fui infeliz em ter lido Evangelho de Sangue sem ter lido Renascido do Inferno antes, consegui entender o enredo boa parte do tempo, mas me perdi em alguns detalhes também. Não consegui compreender todos os objetivos dos personagens, principalmente do Sacerdote do Inferno e fiquei muito curiosa pra entender melhor a mitologia por trás disso tudo. Ou seja, se você ficou com vontade de ler este lançamento, sugiro que leia o clássico primeiro ou assista aos três primeiros filmes da saga. O que eu pretendo fazer neste exato momento. 
    A edição da DarkSide está de tirar o fôlego, porém me deparei com vários erros de revisão. Bobos e que não atrapalham em nada, mas estão lá. Fiquei chocada quando o livro chegou em casa acorrentado e trancado, mas logo no prólogo se entende qual a relação das correntes com o enredo. Foram vários os quotes que eu separei deste livro, mas vou deixar apenas meus dois favoritos aqui pra atiçar vocês.

"Tudo é morte, mulher. Tudo é dor. O amor gera a perda. O isolamento gera ressentimento. Não importa a direção que nos viramos, sempre somos feridos. Nossa única herança verdadeira é a morte. E nosso único legado, o pó."
"Acho que bebês choram quando nascem porque eles sabem de toda a merda terrível que vai acontecer com eles. Por isso nunca tive filhos. Toda vida é uma sentença de morte. A gente só se esquece disso conforme a vida passa, que nem sonhos que esquecemos assim que acordamos. Quer a gente se preocupe com isso ou não, a merda ainda vai bater no ventilador. O importante é que a gente está aqui. Pelo menos por enquanto."

Diário: Uma carta do passado


    Oi gente, tudo bem? Já faz algum tempo que eu não compartilho coisas pessoais minhas aqui no blog, aliás, esta ainda é uma categoria nova e ainda é algo no qual eu preciso trabalhar mais. Não sei se vocês sabem, mas além de ler eu sou apaixonada por escrever e meu sonho é um dia poder publicar um livro. Não sinto como se eu tivesse uma ideia madura o suficiente ainda pra escrever sobre, mas eu sempre faço alguns rabiscos quando preciso desabafar alguma coisa. Eu desabafo no papel.
    Hoje eu resolvi compartilhar com vocês um texto meu, de aproximadamente dois anos atrás, quando eu estava passando por um momento difícil após terminar um relacionamento. Na época eu me propus o seguinte desafio: escrever, como em um diário mesmo, cada dia meu após o término. Eu escrevi por dez dias e só hoje eu fui reler as palavras antigas, aliás, posso dizer que foi bastante enriquecedora essa experiência: de documentar um período ruim. Me fez pensar, hoje enquanto eu lia, que ficou tudo bem afinal e que eu superei aquele sentimento. 
    Estou pensando em escrever mais coisas pessoais, mais textos e quem sabe até compartilhá-los aqui, então me digam se gostam ou não e o que acham, pra eu saber se eu estou no caminho certo ou não, tudo bem? Aqui vai: 

"Dia 10.

É incrível como todas as coisas se encaixam com o passar dos dias.

   O desespero passou. A vontade incessante de morrer está se esvaindo. O choro preso na garganta está dando espaço para novas sensações. Eu ainda penso nele, mas a cada dia em que eu abro os olhos eu tenho uma percepção mais serena das coisas. Hoje, por exemplo, eu acordei sabendo que eu não preciso de ninguém além de mim mesma pra ser feliz.
   É claro que não tem sido fácil. Tem horas em que o meu coração quer explodir, quer dizer que sente falta, quer correr atrás e então eu choro. E eu não tenho mais vergonha de chorar, eu deixo as lágrimas caírem porque eu sei que é fase, é o movimento da vida. Você precisa deixar que algumas coisas partam, pra que novas coisas surjam.
   A saudade fica, é claro. Afinal, eu esbarro nas lembranças do que vivemos todos os dias e às vezes até me lembro das promessas que fizemos. Mas passa. Dói e eu vou deixar que doa porque eu sei que vai passar. Porque eu sei que para cada dia de dor virão mais dez dias de sorrisos. E que pra cada sorriso venham mais dez mil outros. Sem nunca parar.
   Eu não tinha motivos, eu não queria seguir em frente, mas hoje foi um daqueles dias em que ninguém conseguiu estragar. E eu me deitei pra dormir e as lágrimas não me encontraram, os pesadelos e os medos não me perturbaram e eu soube que tudo ia ficar bem.
   Por que é a vida, não é? As pessoas partem, as pessoas desistem de você. Elas resolvem que não te amam mais e você tem de lidar com isso. Tem que erguer a cabeça e seguir em frente, mesmo que o seu peito grite, mesmo que doa pra caralho, mesmo que você queira morrer. Porque ninguém vai deixar de seguir em frente por você. 
   Ele foi uma pessoa assim. Ele entrou na minha vida e me ensinou coisas maravilhosas, me deu momentos prazerosos e incomparáveis. Mas ele se foi, ele decidiu seguir em frente sozinho e eu não posso ficar sentada aqui segurando uma bagagem que não é só minha. Não posso ficar presa nas memórias que não vão voltar. Eu tenho de seguir em frente também, eu sei disso e, porra, eu juro que eu tô tentando."

Resenha: As letras do amor, Paula Ottoni

    "Bianca acabou de largar um curso de graduação de que não gostava, seus pais vão se divorciar e seus irmãos pequenos estão cada dia mais barulhentos. A oportunidade perfeita de escapar surge quando seu namorado, Miguel, resolve ir a Roma abrir uma empresa para o pai. Bianca decide que aprender italiano, arrumar um trabalho temporário e ajudar Miguel em seu negócio será um bom começo. O que parecia um sonho, porém, torna-se uma incerteza ainda maior quando Miguel fica sempre fora de casa, os empregos de Bianca não duram mais que uma semana, e, cada dia mais próxima de Enzo – o melhor amigo de Miguel, com quem moram –, ela começa a questionar seus sentimentos."
Título: As letras do amor | Autora: Paula Ottoni  | Editora: Novas Páginas | ISBN: 9788581638430 | Páginas: 224 | Skoob | Compre aqui

Livro cedido em parceria com a editora para resenha


    A transição da adolescência para a fase adulta é extremamente complicada. Bianca desistiu da faculdade de Pedagogia há algum tempo e ainda não tem ideia do que quer fazer na vida, por isso quando seu namorado Miguel a convida para ir com ele passar 6 meses na Itália, ela fica muito mexida com a proposta. Ela quer viajar e descobrir do que realmente gosta, mas ao mesmo tempo se sente insegura pois, mesmo namorando há mais de um ano, ela continua virgem e não sabe como vai lidar com o fato de passar toda a viagem dormindo no mesmo quarto que Miguel. 
    Eu me interessei pelo livro porque imaginei que ele tivesse alguma ligação com música, por causa do titulo e ele até tem, mas uma relação bem pequena e insignificante. A escrita é leve e portanto a leitura fluiu rapidamente, mas à partir da página 30 eu já sabia como seria o final, pois o enredo é extremamente clichê e portanto, previsível. Não é muito ruim de ler, eu fiquei curiosa pra saber como as coisas se desenrolariam pra chegar naquele final, mas foi tudo exatamente como eu imaginei. 
    Os personagens não me conquistaram, são estereótipos prontos e nada emocionantes. A garota insegura e apaixonada; o namorado babaca e que não dá valor; a melhor amiga louca e linda e o melhor amigo que é um príncipe aparentemente sem defeitos que mexe com o coração de todas as garotas. As cenas românticas tampouco são envolventes, de nos deixar com frio na barriga. Não consegui me identificar ou me conectar com os personagens de maneira alguma.
    O livro não é mal escrito, pelo contrário, a autora é bastante feliz na escolha de palavras, mesmo sendo algo simples e leve como eu já disse. O enredo não é dos melhores realmente, me lembra muito uma fanfic (nenhuma específica) devido a facilidade como as coisas acontecem e pela superficialidade de alguns personagens também. Não é algo que eu leria novamente ou que recomendaria aos meus amigos e leitores, mas, pela leveza do livro é uma boa dica pra ler no trajeto de uma viagem ou num domingo preguiçoso. Apenas para relaxar. 
    Dei nota 2 ao livro. A diagramação está legal, gostei da capa e do design do livro. A fonte está em tamanho ok e foram pouquíssimos os erros de revisão que eu encontrei. Não me sinto instigada a ler outro livro da autora, mas ela está no caminho certo, creio que tenha muitas outras ideias criativas que possam ser mais trabalhadas e desenvolvidas.