Eu assisti: Iron Fist

22 de maio de 2017

 "Daniel Rand (Finn Jones) é um bilionário, herdeiro da fortuna das Indústrias Rayne. Por 15 anos, todos acreditaram que ele estava morto, após um acidente de avião no Himalaia que vitimou seus pais, Wendell e Heather Rand. Mas Danny foi salvo e viveu todo esse tempo na cidade mística de K'un-Lun, uma das Sete Capitais do Céu. Lá, Danny aprendeu a canalizar o seu chi e se tornou o Punho de Ferro. De volta a Nova York, ele vai tentar retomar seu posto na empresa, agora sob o comando de seus amigos de infância Joy (Jessica Stroup) e Ward Meachum (Tom Pelphrey). Mas ele precisa convencer a todos que é realmente quem diz ser e combater o Tentáculo, com a ajuda de Colleen Wing (Jessica Henwick)."

   Já faz algum tempo que a Marvel e a Netflix vem lançando séries sobre super heróis numa parceria bem bacana. Jessica Jones, Daredevil e Luke Cage são alguns deles e agora a mais recente Iron Fist, ao que parece todas as séries vão dar uma base para a futura Marvel's The Defenders onde estes super heróis farão um crossover. Até agora só falta eu assistir Luke Cage, mas hoje eu vim falar pra vocês o que eu achei do Punho de Ferro.
  Os críticos deram notas péssimas para a série, eu não entendi o motivo, afinal me apaixonei logo no primeiro episódio. Série tem que me prender no começo, senão eu desisto logo de cara. Fiquei intrigada para conhecer melhor os personagens e descobrir qual era o mistério de Danny Rand. O que eu gosto das séries da Marvel é que mesmo sem ter lido quaisquer HQ's eu consigo entender o que está acontecendo, talvez só perca algumas referências e piadas internas. Mas tudo bem, não é mesmo?

   Porém nem tudo são flores. A primeira coisa que me incomodou foi a duração dos episódios. São episódios longos, alguns com mais de uma hora de duração e que poderiam ter sido reduzidos com os cortes de algumas cenas desnecessárias. Além de já ter episódios longos a série fica maçante da metade pro final, tendo uma caída no roteiro e se desenvolvendo muito devagar. Porém eu insisti.
   O plot twist da série é muito legal no começo e nós vamos nos deparar com o Tentáculo (que também já vimos em Daredevil), mas também chega uma hora em que perde a graça e parece não fazer mais tanto sentido. Aí então comecei ver algumas justificativas para as críticas, apesar disso discordo de uma crítica feita ao papel do protagonista: ele realmente repete várias vezes a frase "Eu sou o Punho de Ferro" e é extremamente influenciável. Mas vamos combinar né gente? Qualquer um que fosse submetido à uma lavagem cerebral por monges, afastado da sociedade e tivesse perdido os pais ficaria com o emocional desequilibrado com um retorno repentino à vida "normal".

   Minha personagem preferida no entanto é Colleen Wing e eu amei o destaque que ela teve nos últimos episódios. Além de ser uma personagem muito forte e empoderada. Espero que a mesma continue crescendo de forma significativa.
  A série, portanto, não é perfeita e tem muitos defeitos sim. Porém carrega um potencial enorme e pode ser muito explorada ainda, aguardo mais temporadas!

Eu assisti: Dear White People

19 de maio de 2017

"As mais refinadas faculdades americanas podem representar uma enorme carga de estresss para seus alunos. Tensões sociais, a pressão acadêmica e o medo que vem com a chegada à idade adulta podem ser aterrorizantes. Pior que isso, só se você for um afro-americano, tendo que lidar com os alunos majoritariamente brancos e os estigmas associados a você pela sociedade."
    Dear white people, nós precisamos falar sobre esta série maravilhosa e que não recebeu toda a atenção da mídia quanto deveria por não ser uma série de personagens principais brancos. Eu assisti tudo em um dia e fiquei apaixonada logo no primeiro episódio, não canso de indicar pros amigos viciados em séries como eu e espero que cada vez mais pessoas assistam e gostem.
   Vamos começar dizendo que a série, baseada num filme de 2014 que leva o mesmo nome, é criada, dirigida, atuada e produzida por negros, por quem sente o preconceito na pele. A voz é dada a quem de fato deve ter voz de fala. Uma série que vai discutir o racismo e vai incomodar muita gente que acha que em 2017 não existe mais o preconceito racial, mas existe sim e ele vai ser muito falado.

   A série me ganhou também por cada episódio alternar entre pontos de vistas diferentes, desta forma nós não vemos só o preconceito como o grupo negro todo sofre. Mas nós vemos o ponto de vista do cara negro que também é homossexual, da negra de pele mais clara, da negra de pele mais escura, do negro de família nobre. Vemos a forma como cada um lida com a causa, como cada um enfrenta não só o preconceito, mas também suas experiências de vida. Um dos temas que eu mais gostei e que a série aborta é o colorismo.

O elenco tem uma atuação impecável, comandado pelo diretor Barry Jenkins que também dirigiu Moonlight filme vencedor do Oscar deste ano. Mas foi o roteiro quem ganhou minha atenção, é basicamente uma aula de história; uma crítica social pesada e de impacto. Uma das minhas cenas favoritas é quando os personagens principais na companhia de uma asiática (cujo papel ainda não foi muito explorado nesta temporada) criticam o cinema e vários filmes clássicos onde o negro não costuma ter papel principal e sim de coadjuvantes e/ou papel algum. Não vou me lembrar agora em qual episódio isso aconteceu, mas foi da metade da série pro final. 

   O humor da série é inteligente e sarcástico. A série é muito envolvente e fluída, eu não diria "leve", mas muito gostosa de assistir sim. Te faz pensar e repensar quanta coisa de errado nós fazemos no dia a dia e o quanto ainda precisa ser corrigido no nosso comportamento, o que basicamente da ênfase na necessidade de discussão do tema. A gente precisa falar sobre o racismo. A gente precisa falar sobre o preconceito que ainda existe, às vezes velado, e que machuca muita gente. 
   Outros pontos positivos foi o relacionamento de Sam com um homem branco, a baboseira do "racismo reverso" que eu já vou deixar bem claro aqui: não existe. E também a maneira como nós Latino americanos somos vistos na América do Norte, pois temos no grupo de ativistas um personagem latino e ele não é visto como branco. Nós brasileiros, não somos considerados brancos nos EUA por exemplo (corrijam-me se eu estiver errada) mas sim latinos. E eu aposto que muita gente não sabe disso ainda!

   Não quero e nem vou dar spoilers de como a luta dos personagens acaba ficando cada vez mais séria e necessária. Só posso dizer que me emocionei muito ao ver a injustiça com a qual o jovem negro é tratado pela polícia enquanto o jovem branco na maioria das vezes sai impune. 
   Bom, eu só posso dizer que estou extremamente ansiosa para a próxima temporada e que AMEI esta primeira. Gostaria que ela fosse muito mais divulgada, discutida, assistida e ficarei feliz se ao menos alguns de vocês leitores assistirem. Um beijo e até o próximo post!

Wishlist de aniversário

   Oie gente tudo bem? Já é um costume meu fazer wishlists por aqui sempre que alguma data está próxima, seja aniversário; dia dos namorados; natal e por aí vai. Porque meus amigos e parentes nunca sabem o que me dar, às vezes até o namorado, e as listas sempre ajudam. Meu aniversário está chegando, eu faço 23 aninhos no da 08/06 e eu separei algumas coisinhas que eu adoraria ganhar, mas também algumas coisas que estou juntando uma grana pra comprar. Vamos ver o que tem na minha Wishlist?


1 - Box de Jogos Vorazes: Jogos Vorazes está na minha lista de leituras há décadas, preciso ler ao menos o primeiro este ano. Me ajuda ai, vai? 
2 - Box Sherlock Holmes: Recentemente eu comecei assistir Sherlock e me apaixonei pela série. Quero muito ler os livos e se alguém me presentear com este box maravilhoso eu vou ser feliz pra sempre.
3 - Canon T5i: Apesar de estar na minha lista, a câmera é um dos itens que eu estou juntando uma grana pra comprar. Óbvio que eu adoraria ganhar de presente, mas como eu sei que eu não vou por causa do valor muito alto, vou continuar juntando. Mas aceito colaborações ok? Queridos amigos e familiares, me ajudem na vaquinha.
4 - Almofada Hogwarts Express: Como boa Potterhead que sou, tinha que ter algo relacionado à Harry Potter na minha lista, não é mesmo?
5 - Softbox: Eu voltei com o canal e assim como pretendo trocar de câmera logo, quero investir numa softbox também (mas fica aí a dica pro caso de você querer me dar um presente legal).
6 - Camiseta The Flash: Eu tô precisando de muitas brusinhas e o Flash é meu super herói favorito então juntem o útil ao agradável. 
7 - Estante de livros: Essa eu não deixei link porque encontrei numa loja aqui na minha cidade e custa R$ 160,00 golpinhos então me ajudem na vaquinha pra comprar gente, tô precisando muito. A minha não cabe mais nada!
8 - Coleção Agatha Christie caixa 1: Como vocês devem saber eu estou com o projeto 6 meses com a Rainha do Crime e gostaria muito de ter alguns livros dela na minha estante. Seja solidário e me dê livros de presente.
9 - Avental Wonder Woman: Eu amo cozinhar, quem me acompanha sabe. E este avental da Wonder Woman está maravilhoso, não está gente?
10 - Caneca Expresso Patronum: Eu faço coleção de canecas, qualquer dia mostro todas elas pra vocês, mas essa tá uma graça, não tá? Gente, expresso patronum? Eu amei!

Bônus: Eu estou tentando completar uma coleção com todos os livros da autora Jojo Moyes e ainda faltam muitos títulos, caso ainda queiram me presentear com livros: O som do amor; O navio das noivas; A garota que você deixou para trás; Paris para um e outros contos e Nada mais a perder!

6 meses com a Rainha do Crime

17 de maio de 2017

 
   Oie gente tudo bom? Há algum tempo eu recebi a indicação de uma amiga pra ler Agatha Christie, até então nunca tinha tido interesse, afinal o gênero nunca foi um dos meus preferidos. Porém depois dessa indicação eu parei pra pensar melhor sobre o assunto e comecei a ficar curiosa pra saber por quê a Agatha é tão querida e seus livros tão aclamados. Resolvi impor à mim mesma (e agora à vocês também) o desafio de ler alguns livros dela e cá estou. Quem topa uma viagem de 6 meses comigo, com o blog Eu Insisto e a Rainha do Crime? Assista o vídeo para saber mais.


Regras:

Curta a página do blog Eu Insisto
Preencha o Formulário até o dia 09/06
Participe do Grupo no Facebook
Use a Hashtag #6mesesrainhadocrime


LIVROS A SEREM LIDOS DURANTE O PROJETO:

Tecnologia do Blogger.