Resenha: O Resgate do Tigre - Colleen Houck

2 de julho de 2014
Sinopse: Agora que ameaças terríveis obrigam Kelsey a encarar uma nova busca - desta vez com Kishan - o irmão bad boy de Ren -, a dupla improvável começa a questionar seu destino. A vida de Ren está por um fio, assim como a verdade no coração de Kelsey. 
Título: O Resgate do Tigre | Autora: Colleen Houck | Editora: Arqueiro | ISBN: 9788580410617 | Páginas: 432

O livro começa bem agoniante, Kelsey tem uma necessidade patética de se manter longe de Ren e decide conhecer outros caras. E, como qualquer ser vivo do planeta se apaixona por ela, isso acaba não sendo tão difícil e foi uma das coisas que me irritou logo de cara. Por que todo mundo tem que se apaixonar por ela? Deixa ela sofrer um pouco pra parar de ser boba e aceitar Dhiren como o amor de sua vida. 
Logo depois, o fato de ela poder ter tudo o que ela quer: carro chique, casa cara e mobiliada, faculdade paga, livros pagos, poupança cheia e roupas novas e caras me irritou mais ainda. Eu acho que, pelo menos no começo do livro, as coisas aconteceram fácil demais pra Kelsey. 
E só, foi só o que eu não gostei. O resto do livro é perfeito!
A luta de Kelsey para se manter longe dos olhos azuis cobalto de seu príncipe não dura muito, logo ela admite que seu coração pertence ao dele e, mesmo que seja um rabanete, ela se permite sentir e retribuir todo o amor que Ren sente por ela. A parte do romance é linda, emocionante, mas...
Lokesh - aquele cara chato - reaparece e embora Kelsey tenha descobrido novas habilidades com o poder do amuleto, é difícil pará-lo desta vez. Ela consegue fugir, afinal, mas alguém acaba ficando pra trás. 
O ritual todo de oferenda a deusa Durga é feito apenas com Kishan ao seu lado, mas as coisas parecem funcionar perfeitamente. Mais uma vez eles conhecem reinos distantes e lugares diferentes e da mesma forma correm perigo. Perigo constante. 
Uma vez que eu já li os três primeiros livros da série, garanto a vocês que O Resgate do Tigre é o que eles MAIS correm perigo, passam por aventuras muito arriscadas e há um destaque bem grande em Kishan. Ambos os personagens cresceram bastante até ai. 
Não darei spoilers sobre o final, mas o livro não acaba bem. Digo, é tudo muito bem escrito e planejado (deixando buracos a serem resolvidos só no quarto livro), mas é bem triste. Chorei igual criança! 

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.