10 motivos para você ler Os Instrumentos Mortais!

19 de agosto de 2014
Foto: MovieHDWallpapers
   Não é segredo pra ninguém aqui no blog, que eu sou apaixonada pela série Os Instrumentos Mortais da Cassandra Clare, que de início eu não tive muito interesse, mas em algum momento a curiosidade surgiu e eu resolvi ler. Por enquanto só li três livros, mas garanto que consigo preencher a listinha com 10 motivos.
   A ideia do post surgiu quando eu percebi que muitas pessoas já ouviram falar, ficaram curiosos; desenvolveram interesse, mas tem medo de não se identificarem. Medo de não gostarem dos livros, afinal, são seis livros e mais um spin-off.
   Fala sério, não tem nada mais desagradável que criar a expectativa sobre um livro, gastar uma nota pra comprar e descobrir que não tem nada a ver com você ou que não é o que você esperava. Então, se você ainda não começou a ler esta série por algum destes motivos, você vai gostar do post. Mas como ele ficou um tanto grande, por favor, clique em ver tudo.



1º - Jace Wayland 
   Parece clichê começar uma lista com dez motivos para se ler um livro falando justo do personagem principal. Tudo bem, mas Jace realmente merece o primeiro lugar dos meus dez motivos.
   O cara além de gato, inteligente, charmoso e badboy tem um lado romântico escondido por trás dos cabelos louros e a postura rígida que derrete o coração de qualquer uma. O interessante é que ele é um mocinho perfeito sem agir o tempo todo como o mocinho. Quero dizer que, ele é o garoto principal da história, mas não faz papel de Romeu e guarda seus sentimentos apenas para os momentos precisos.
   Às vezes você pode achá-lo um tanto convencido e confiante, mas é exatamente o que deixa as coisas mais interessantes. Jace não tem medo do perigo, ele é o perigo.

2º - Ação 
   Cassandra soube muito bem explorar os momentos de perigos e aventuras em todos os livros que eu li até agora. As cenas de ação são muito bem escritas e os acontecimentos não param, é um perigo atrás do outro, um ato arriscado seguido de mais um e assim a leitura nunca fica monótona.
   Eu li que a autora gostava bastante de ler livros de aventuras entre outras coisas e acho que o fato cooperou bastante pra que ela desenvolvesse os obstáculos para Clary e Jace.

3º - Magnus Bane e Alec Lightwood
   De início eu tive uma impressão confusa dos dois. Alec parecia um menino chato e mimado que se forçava a odiar Clary e Magnus me aprecia um impostor perigoso que logo deixaria suas garras à solta. Eu ainda não terminei os seis livros, como disse, mas me apaixonei pelos dois personagens.
   Não é o fato de eu mais gostar da dupla, mas saber que existe um casal homossexual em uma série de livros me deixa feliz de saber que o preconceito está realmente sendo derrubado e os tabus cairão com ele. Teremos nos telões do cinema um casal gay e eu esperava muito por alguma série que incluísse o tema.

4º - A história
   Sim, eu acho que é o quesito mais importante para se ler alguma coisa: saber se a história vale a pena. Porém o quarto lugar não faz do enredo menos importante. É que provavelmente vocês já ouviram falar e se não ouviram eu não vou contar. Apenas digo que é uma ideia interessante, original e muito bem escrita.
   Cassandra pensou em tudo, vários pontos se ligam a outros pontos e quando você acha que alguma coisa não pode acontecer ela acontece e de forma absurdamente surpreendente. Foi um tema bem pensado, detalhado e trazido a vida de um jeito único. Acho que vale muito a pena ler!

5º - Os seres do submundo
   Se você leu, assistiu ou já ouviu falar de Harry Potter e gostou, vai adorar os seres desta série também. Assim como J.K. Rowling, Cassandra incluiu animais do submundo de vários tipos, classificações e origens diferentes. O mais interessante é termos lobisomens, vampiros, fadas e nefilins tudo no mesmo livro.
   A descrição de cada um deles, principalmente dos demônios, são bem intrigantes e nos fazem imaginar vários tamanhos e formas para cada um deles. É muito interessante viajar pelas espécies através das palavras da autora.

6º - Os trajes e as armas
   Os caçadores de sombras não podiam caçar sem armas ou roupas específicas, certo? E os livros estão bem caprichados quanto o assunto é esse. A forma como é detalhada as roupas de batalha e as armas, pra que elas servem e como elas funcionam é bem interessante.
   Claro, cada caçador teve treinamento e Cassandra não pretendia nos treinar também durante a leitura, por isso, alguns detalhes sobre os trajes e as armas você só vai encontrar no Spin-off da saga chamado O Códex dos Caçadores de Sombras, que eu tô louca pra comprar logo!

7º - Inteligência 
   Cada personagem tem seu talento, sua habilidade e todos se destacam por cada uma delas. Clary é corajosa; Alec é fiel; Izzie é boa com o chicote; Jace é o melhor caçador de sombras pra idade dele; Simon é compreensivo e por aí vai. Não tem essa de personagens principais ou coadjuvantes, cada um deles se sobressai no momento exato que foi destinado à ele por algum motivo.
   Conforme os livros passam, eles crescem e amadurecem em inúmeros sentidos. Todos são importantes à sua maneira e juntos são imensamente fortes.

8º - As Capas 
  Confesso que não foi a capa que me impulsionou a ter interesse pelos livros. Mas conforme você lê a história, percebe que cada capa tem um significado. Cada uma delas é estrelada por um dos personagens, o qual se destaca muito no determinado livro.
   No primeiro livro sabemos que Jace está na capa, no segundo livro vemos Clary e no terceiro Sebastian. Os outros eu não vou comentar com certeza pois ainda não li, ok?

9º - Cenários 
   Assim como em minha querida série Harry Potter, Os Instrumentos Mortais têm cenários muito fortes e ambientes extraordinários. Pelo menos nos livros a descrição de cada lugar, nos faz sentir realmente viajando. Conhecendo o mundo dos Caçadores de Sombras, fazendo uma visita.
   O primeiro lugar que me impressionou foi O Instituto de Nova Iorque, depois a casa de Magnus Bane, então uma igreja que Jace utilizou para conseguir um arsenal de armas e nossa querida Idris.

10º - Clary 
   Por último, mas não menos importante a nossa personagem principal é muito inteligente, corajosa, determinada e linda, claro. De todas as personagens de séries como Bella; Luce; Kelsey e mais algumas a Clary foi a que eu mais gostei.
   Apesar de suas inseguranças (que em alguns momentos são compreensivas e têm motivos concretos) ela é a menos dramática, menos frágil e dependente. Ela vai atrás do que quer, ou pelo menos tenta ir e faz de tudo para ajudar aqueles que ela ama e considera importantes. Como seu melhor amigo e sua mãe.
   Como todas as personagens do mundo ela tem defeitos, claro, mas me apaixonei por Clary desde o pandemônio e ela é a personagem principal que menos me decepcionou durante um livro (de séries) até hoje.

7 comentários:

  1. Ainda não li, fiquei interesada
    http://toobege.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mariana, vale muito a pena. Leia e depois me fale o que achou!

      Excluir
  2. Eu sou completamente apaixonada por essa saga, tenho os 6 livros, mas falta ainda ler os dois últimos. Infelizmente não concordo com a ideia de colocar o Jace no topo da lista, acho ele dramático demais em algumas partes.. Mas Os Instrumentos Mortais está em 2º lugar na minha lista de melhor saga, o 1º obviamente é Harry Potter <3

    www.palavrasrepetidas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marlana, como você deve ter lido no post eu só li os três primeiros então, talvez mude de ideia sobre o Jace. Ele é mesmo dramático, mas gosto muito do charme dele e da personalidade badboy que ele tem!

      Beijão.

      Excluir
  3. Olá Thaísa, gostei muito do seu blog! assim que vi a imagem do elenco de Instrumentos Imotais, logo quis ler o post! A Cassandra Claire é impressionante, nos prende! adoro essa história, inclusive vi o primeiro filme, por isso comecei a ler os livros, estou no segundo. Gosto muito do Jace, ele é lindo, quem faz esse personagem no filme, fez muito bem, nossa adoro! rs.

    www.universopraticofeminino.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabrina, que bom saber que você gosta. Eu adoro a Cassandra, queria muito ter ido ver ela na Bienal este ano.

      Excluir
  4. Não gosto da Clary,se você perceber ela é u7ma típica menininha que protagoniza um livro ao lado de um garoto bonito. O fato de ela ser independente e corajosa é o que deixa tudo mais clichê: Todas as personagens femininas principais nos livros são assim. Clary não tem nada de diferente e além do mais eu não gostei da história. Cassandra Clare quer focar no romance. Assim como você eu gostava da série até ler o quarto livro, sinceramente eu acho que você vai se decepcionar com ele assim como eu, são trezentas paginas de pura enrolação e pareceu que ela só decidiu o que iria fazer com o livro no final: começar o assunto do outro livro o que não me motivou nada a le-lo porque seria outras trezentas páginas da Clary chorando pelo Jace, mas só teria uma diferença: nenhuma.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.