TOP 5 | Filmes nacionais que valem a pena

10 de março de 2015
  
 
   Acho que já contei pra vocês, ou estou contando agora, que eu não sou muito fã de filmes nacionais e não é por não gostar da cultura do nosso país ou coisa do tipo, mas eu confesso sim ter uma preferência enorme por filmes americanos ou ingleses. E vejo legendado mesmo. 
   Mas o caso hoje é outro, dia desses conversando com o Mateus reparei que tem uns filmes nacionais que vimos juntos e que são bem bacanas então pensei "Por que não falei sobre eles no blog ainda? E cá estou eu com uma listinha talentosa pra você estourar a pipoca mesmo e ver.
 

Alemão 
O filme dirigido por José Eduardo Belmonte me pegou de surpresa, porque eu não esperava muita coisa. Na verdade, eu esperava que fosse algo como Tropa de Elite, e apesar de seguir a mesma linha de raciocínio "bandido mal e policial bonzinho", é bem diferente. É, na verdade, eletrizante porque as coisas que você nem imagina acontecem em momentos que você também não espera e quando tudo vai dar certo, dá tudo errado de novo. Que é uma coisa excelente: imprevisibilidade. O que te motiva do começo ao fim é o talento dos atores, todos escolhidos perfeitamente para os papéis, o roteiro, o script, quase tudo perfeito. A única coisa que me irritou é que, o Brasil tem o péssimo erro de fazer filmes que só mostrem o que os estrangeiros vêem do nosso país "tráfico, bagunça, futebol, bunda e churrasco" e não é bem assim. Eu sei que a situação do país não é perfeita, mas nós temos muito mais a oferecer que só a favela nos filmes nacionais. Não querendo desmascarar a nossa realidade, mas já que é ficção, vamos mudar um pouco o roteiro. Do resto o filme é maravilhoso, tem bastante ação e gostinho de perigo. Coisa que eu adoro. 

"Cinco policiais trabalham infiltrados no Complexo do Alemão, uma área que reúne diversas favelas e é considerada um dos locais mais perigosos do Rio de Janeiro. Desmascarados pelos traficantes, eles agora estão presos e aguardam que ou sejam executados ou resgatados pelas forças policiais, o que significaria na divulgação de uma missão clandestina realizada pela polícia militar."


 Mato sem cachorro

Uma das comédias românticas mais bem feitas do cinema brasileiro, gente, não existem palavras pra explicar o quão me apaixonei por esse filme. É, em primeiro lugar, original o suficiente pra te prender no sofá e não querer desgrudar os olhos da TV. Depois, é muito engraçado. Conta com Bruno Gagliasso que é um ator maravilhoso; Leandra Leal e Danilo Gentili. O filme é bem gostosinho mesmo de ver; com uma trilha sonora muito bem escolhida também. E, gente, vem cá quem não gosta de um cachorro? Dirigido por Pedro Amorim, o romance só perde um pouco nas piadas forçadas de Danilo Gentili, que de tanto tentar ser engraçado, fica um pouco chato. E a gente já não sabe se isso é do script ou não, mas dá pra deixar passar. Além de fofo e engraçado chega ser emocionante ver todo o carinho dos donos pelo cachorro Guto, ver quanta coisa pode mudar nas nossas vidas no momento em que a gente decide dar a um filhote todo o cuidado e o amor que ele merece. E ele, é claro, retribui sem pensar duas vezes.

"Deco, mesmo tento um talento sem igual para música, vive jogado no sofá de sua casa. Um dia, ao salvar um cachorrinho de um acidente ele se apaixona duas vezes: por Guto, que ele adota e por Zoé, a radialista que o ajuda a levar o cachorro pro veterinário. Acontece que Guto desmaia toda vez que fica muito animado, e vai precisar de cuidados especiais. Não demora muito e eles viram uma família muito feliz. Mas como nem tudo são flores, Zoé termina com Deco alguns anos depois e, leva o cachorro junto. É onde Leléo entra e eles inventam planos mirabolantes pra trazer o cãozinho de volta pra casa."


Hoje eu quero voltar sozinho

No resumo de fevereiro eu disse pra vocês que finalmente assisti á este filme e, preciso compartilhar o fato de estar até hoje maravilhada com a criatividade do roteiro. Por ser um filme que trata de tanto assuntos que, ainda são tabus pra algumas pessoas, me surpreendeu logo de cara. É uma lição de vida muito interessante, mostra mais uma vez que as pessoas não precisam ser heterossexuais pra terem um romance digno de filme. Os temas abordados me surpreenderam, pois o filme não gira em torno de apenas uma dificuldade, mas várias. E, como se não bastasse, tudo acontece na vida adolescente, que é uma fase repleta de obstáculos desejos e coisas ruins pra superar. E aos atores, meus parabéns por interpretarem os papéis tão perfeitamente que, quando o filme acabou eu ainda queria mais, queria saber o que aconteceria depois e qual seria o próximo passo, o próximo desafio a ser enfrentado. Na minha mera opinião, todos os seres humanos do mundo deveriam ter a oportunidade de assistir este filme, pois é espetacular. 

"Leonardo é um adolescente cego e, como qualquer outro, está tentando descobrir aonde é que ele pertence. Tentando lidar com a superproteção de sua mãe e com suas próprias limitações. E, para decepção de sua melhor amiga, Giovana, ele sonha com uma viagem de intercâmbio. Mas o que ele não esperava era a chegada de Gabriel, um garoto novo na escola que vai fazer com que Leo sinta e pense coisas que até então eram desconhecidas para ele. Fazendo-o redescobrir o mundo novamente." 



A Busca 

Precisamos fazer algum comentário sobre quão extraordinário é o trabalho de Wagner Moura? Assim que eu vi o trailer deste filme eu soube que não perderia, e fiz questão de ver no cinema. Mas a atuação maravilhosa de Wagner foi só um dos vários motivos que me convenceram a assistir o nacional. Que, cá entre nós, me fez chorar de tão emocionante.
Reunindo laços importantes de família; amor e a capacidade do ser humano de ir até onde nem ele mesmo imagina por algo ou alguém que signifique tudo pra ele. É uma agonia avassaladora, em menos de vinte minutos em frente a tela você se sente tão desesperada quanto o personagem, torcendo até o último suspiro por um final feliz. Juntando todos os pedacinhos do quebra-cabeça. O roteiro e a direção de Luciano Moura deixam muitos filmes internacionais no chinelo. Posso dizer que, é um dos meus filmes favoritos do gênero. 

"Theo e Branca são separados, mas são pais de Pedro. Filho único que partiu á cavalo para o Espirito Santo em busca do avô que nunca conheceu, com a desculpa de que havia ido dormir na casa de um amigo e voltaria do domingo. Sem contado nenhum com o filho os pais começam a se desesperar e Theo sai em busca de Pedro. Seguindo pistas vagas sobre seu paradeiro ele acaba descobrindo um rumo para sua própria vida." 


Somos tão jovens 

Como grande fã de Legião Urbana era de se esperar que eu me apaixonasse pelo filme e pela atuação de Thiago Mendonça, que foi esplendida. A melhor e maior banda de rock nacional (minha opinião) tão bem homenageada, tão bem retratada pelo cinema brasileiro que, sem dúvidas, Renato aplaudiu onde quer que ele estivesse quando o filme foi lançado. Eu até colocaria "Faroeste Caboclo" no lugar de Somos tão jovens, pelo roteiro, porém eu já fiz um post inteirinho só pra história de João de Santo Cristo (você pode ver aqui). Então hoje o espaço é da história do Aborto Elétrico. Foi fantástico ver nas telonas um pouco da história da banda e das fases de Renato. Que era uma mente inteligentíssima e merece ser homenageado várias e várias vezes com outros muitos filmes baseados em suas músicas. Mas enquanto "Eduardo e Mônica" não vem, a gente curte um som incrível com esse filme. Muito bem trabalhado, por sinal. 

"Dirigido por Antonio Carlos Fontoura, o filme era um projeto de documentário sobre a vida de Renato Russo, mas algum tempo depois a ideia foi descartada e o longa-metragem começou a ser produzido. Contando a história de Renato Manfredini Júnior, um garoto que após se mudar para o Rio de Janeiro e descobrir uma doença óssea rara, passou a fazer planos de se tornar o maior roqueiro do Brasil."

Se você tiver dica de filmes nacionais bons, de quaisquer gêneros. Deixe nos comentários e eu vou adorar assistir. 

24 comentários:

  1. Assisti quase todos e gostei também! Alemão eu amei o filme, mas confesso que o fim de chocou um pouco. Meio que um choque de realidade né? Indico Trash, é um filme metade brasileiro e metade inglês, mas ótimo!

    www.yesshedoes.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o final me abalou também, mas ainda sim gostei. Trash eu tô pra assistir faz um tempão, mas nunca dá coragem, meu namorado me contou o roteiro por cima e eu não gostei muito.

      Excluir
  2. Caramba aquele momento que voce se sente super anti patriota haha. Nunca assisti nenhum desses filmes mas na lista eu colocaria Minha mãe é uma peça.
    http://www.cubodeacucar.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? kkkkkkkkkk Já fica a dica então pra você assistir. Minha mãe é uma peça é legal, mas eu não acho bom o suficiente pra um Top 5.

      Excluir
  3. Dos que você cito já vi Alemão e achei muito bom, proque tem um pouco de comédia e Somos tão jovens que eu adorei porque adoro legião. Gostei dos filmes selecionados e já quero ver mato sem cachorro porque ouvi muitos elogios e A busca que é do Wagner Moura um grande ator nacional.

    ResponderExcluir
  4. quero muito assistir Hoje eu quero voltar sozinho e Somos tão jovens...
    Cara, eu AMO Leandra Leal, mas só de saber que no elenco está presente o boçal do gentili, me recuso a ver Mato sem cachorro. Eu sinto repulsa desse ser e nem o carisma e talento da minha loirinha me poupariam de ter asco ao longo do filme, nas cenas em que ele aparecesse, enfim...

    ResponderExcluir
  5. Oi, Thaísa
    Nem acredito que ainda não vi nenhum desses. Eu tenho Mato sem cachorro em casa e quero muito ver ainda. Os demais também, principalmente A busca. Adorarei as dicas, tem muitos nacionais que valem a pena.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oiii
    Somos tão jovens é tão maravilhoso este filme <3 muito amor envolvido.
    Beijão

    ResponderExcluir
  7. Adorei seu Post. Dos que citou só assisti "Hoje eu quero voltar sozinho". Mas "A Busca" me interessa muito. Valeu pelas indicações.
    Abraço;

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Olá Thaísa tudo bem, eu fiz um post no blog sobre filmes nacionais que valem a pena assistir kkkk, mas foram filmes diferentes do seu, bem eu tenho uma certa resistencia com filmes nacionais, são poucos que realmente gostei. Alemão foi um deles que não consegui assistir até o final. Apesar de gostar de Legião Urbana não gostei da atuação dessa ator, não me ache chata. Mas A busca, Mato sem cachorro e Hoje eu quero voltar sozinho eu tiro o chapéu gostei muito desses filmes. Bjkas

    ResponderExcluir
  9. Oiie
    Hoje eu quero voltar sozinho é um ótimo filme com muitos temas interessantes e que adorei quando vi, Somos tão jovens eu esperava mais, porém, curti bastante

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Thaísa, obrigada pelas dicas, ainda não assisti nenhum, mas agora certamente irei conferir ;)

    Beijokas da Quel ¬¬
    Literaleitura

    ResponderExcluir
  11. Assisti "somos tão jovens" e amei! Estou de olho em "A busca"
    Gostei das dicas.
    Abraço
    Ni
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  12. Hoje eu quero voltar sozinho é um dos melhores filmes que eu já vi. Eu acrescentaria Que horas ela volta, da regina Cazé. Muito lindo.

    laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Gosto bastante de filmes nacionais apesar de não conseguir assistir nenhum desde 2007 (quando fiquei surda; minha TV antiga não tinha close caption, espero conseguir ver alguns agora). Das suas indicações apenas não conhecia A Busca, mas ele também tem um enredo interessante. Parabe´ns pela postagem, difícil ver algum blog lembrando da cultura nacional.
    Até + ver! Nu.
    As 1001 Nuccias | Curtiu?

    ResponderExcluir
  14. hi baby, tudo bem? eu como uma boa cinéfila estou precisando muito ver mais filmes nacionais! desses que você listou só vi Mato sem cachorro e Hoje eu quero voltar sozinho e gostei muito dos filmes! valeu pelas dicas ;)

    Lilian Valentim
    http://speakcinema.blogspot.com.br/
    beijinhos

    ResponderExcluir
  15. Oii
    Eu assisti a Hoje eu quero voltar sozinho e adorei. Somos tão jovens eu larguei na metade porque não tava gostando. os outros tenho que assistir.
    Bjus

    ResponderExcluir
  16. Olá, gostei muito das suas indicações, ainda não vi nenhum dos listados mas quero muuuuito mesmo ver Hoje eu quero voltar sozinho.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Oi! Tudo bem?

    "Somos tão jovens" eu adoroooo! Adoro cinema nacional. Mas gosto dos filmes com conteúdo e boa atuação, não essa palhaçada de 'vai que dá certo' etc. Já assistiu operações especiais? Tem no netflix. É bem interessante! É interpretado pela Cleo Pires. É uma policial e sua trajetória... Mostra o machismo, a violência que existe no Brasil e muito mais. Bem interessante.

    Beijos,

    Juliana Garcez | Livros e Flores

    ResponderExcluir
  18. Olá, desses filmes eu só assisti Hoje eu Quero Voltar Sozinho, que é sem duvida um filme muito bem feito e sensivel *-* Vou ver se assisto os outros, adorei as dicas *-*

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  19. Oi! De todos os filmes da sua lista só assisti Somos Tão Jovens, mas todos os outros estão entre os meus desejados. A crítica deles é bem positiva. Depois desse post me deu uma vontade de fazer uma maratona para assisti-los. Acho que farei isso. Beijos.

    Ei Carol, Leia!

    ResponderExcluir
  20. Oii,

    Confesso que também não sou fã de filmes brasileiros, e que prefiro os americanos e legendados também!! Mas desses filmes que você citou vi o Alemão e Somos tão jovens, que são bem legais. E tem também o Cidade de Deus, que é um dos meus favoritos.

    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Olá Thaísa! Excelentes escolhas para o seu TOP 5, adoro A Busca e Mato sem Cachorro, pelas histórias e os atores que fazem parte de cada elenco.

    umreinomuitodistante.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Olá Thaísa! Adorei a sua escolha de filmes nacionais para o TOP 5, todos são excelentes, principalmente A Busca e Mato Sem Cachorro. Além disso, cada elenco um melhor que o outro.

    umreinomuitodistante.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.