MEME: 7 dicas sobre Blogs para quem está começando

12 de março de 2015


    Alô, alô. Vim novamente falar pra vocês de blogueira pra blogueira, mas o foco aqui hoje é para os iniciantes, ok? Mas se você já é veterana na blogosfera leia também e relembre alguns errinhos que você já cometeu ou comete por aí. Que é sempre bom a gente se atualizar e repensar algumas atitudes. Porque se você quer mesmo ter um blog, tem que se preocupar com o que pode transmitir aos seus leitores, ao contrário da vida que a gente leva fora daqui. Em que geralmente não ligamos para o que os outros dizem ou pensam de nós o tempo todo. Mas vamos ao que interessa. 
    Percebi nos últimos meses que alguns antigos costumes meus, já não me fazem mais feliz. Hábitos que atualmente eu considero chatos quando alguém os pratica na minha frente ou até mesmo me envolvem e decidi mudar algumas atitudes que, ainda eram de blogueira iniciante. Na verdade, não sou uma grande veterana, mas é sempre bom me atualizar e repassar o quanto eu já aprendi. 
    Vou falar de sete tópicos importantíssimos pra quem está começando, alguns eu só aprendi depois de muito tempo por aqui e vale o conselho de qualquer forma. Lembrando que, não são regras, apenas minhas observações e dicas baseadas no que eu aprendi. 
    A ideia do post, ou MEME, foi sugerida pelo grupo Rotaroots, que entrei há pouco tempo e esta é minha primeira blogagem coletiva através da comunidade. Aproveitem. 

Saiba sobre o que você quer falar

    É comum criarmos um blog "sobre tudo" e depois nos arrependermos, acabar dando mais importância pra um assunto do que pra outro, porque falar sobre muitos temas diferentes é complicado e exige muito mais conhecimento. Pois precisamos saber tudinho daquilo que estamos falando e repassando pros leitores através do post. É claro que, você pode e não tem problema nenhum caso você queira blogar livremente e falar sobre várias coisas ao mesmo tempo, só entre em um consenso. Afinal, não fica muito legal falar de pneus de carros em um post e fazer DIY de tiara de flores no outro, não é mesmo?
    Caso você opte por um assunto só, também não precisa se escravizar a escrever sempre a mesma coisa. Por exemplo: você pode optar por Moda e falar de unhas; cabelo; maquiagem; estilos. Ou escolher um blog Literário como o meu e fazer resenhas; falar sobre séries de TV; filmes; gibis e várias coisas que consigam alcançar o mesmo público e fazerem sentido. Ou seja, não fale apenas sobre UMA coisa, mas também não fale sobre MIL coisas que não têm relação uma com a outra. Procure um assunto que te interesse mais e explore suas vertentes. 

Escolha um nome fácil de memorizar 

    A parte mais difícil do início é escolher o nome, e depois, permanecer com ele conforme o blog se desenvolve. Mas fica mais fácil quando você sabe o assunto sobre o qual você vai falar, pois pode escolher algo que faça sentido com o tema. Porém é delicado e não devemos ter pressa no processo, afinal, o blog pode ficar como privado durante alguns dias e dependendo da plataforma há opções para troca de URL. 
    Existem vários blogs com o nome da blogueira, no caso, a maioria dos blogs grandes. Se você gosta muito do seu nome e não sente problema em carregá-lo pra lá e pra cá, vá em frente. Particularmente não gosto, prefiro blogs com nomes criativos e diferentes, geralmente relacionados ao assunto tema sobre qual o blog dá voz. Mas cá entre nós o mais importante é que seja um nome fácil de memorizar, nada de "Lendo um livro no chá das cinco", mas "Leitura das Cinco" entendem meu ponto de vista? 
    Outro erro que já vi algumas blogueiras cometerem é a troca por nomes mais bonitos. Eu acho que não faz sentido e passa uma impressão de falsidade ou mentira ao leitor. Por exemplo: a blogueira se chama Nathália, mas carrega um blog chamado "Vivendo no mundo de Alice" ou "Alice na Lua" e por aí vai. Gente, o nome Alice é lindo, mas só use se for realmente seu ok? 

Faça um post de apresentação

    Cometi o erro de não fazê-lo, mas hoje considero a apresentação muito importante. Conte ao leitor quem você é, o que você faz e sobre o que você pretende falar no blog. Qual conteúdo você está disposta a trazer pro seu leitor e peça a ele também que deixe nos comentários o que ele gostaria de ver; ler e abra espaço pra que lhe deem sugestões desde o início. Assim você vai saber como se programar e o que pesquisar para trazer novidades ao seu cantinho, certo? 
    Conte pros teus amigos; peça ajuda e opinião deles; compartilhe nas redes sociais e desde o começo busque conquistar o teu público: leitores fiéis que vão se identificar com teu ponto de vista, comentar e interagir com o seu blog desde o começo. 

Saiba onde divulgar seus posts e divulgue SIM

    No começo eu tinha muita vergonha, odiava a ideia de que os meus amigos soubessem que eu administrava um blog, tinha medo de acharem infantil ou coisa do tipo. O que é bobagem, viu? Pois quando eles descobriram me deram o maior apoio e acharam a ideia inteligentíssima. Afinal, é difícil os jovens lerem jornais, revistas ou verem TV. Nós lemos blogs, é tudo diferente agora. A publicidade e as informações chegam até nós através da internet como veículo principal. 
    Não tenha vergonha de mostrar o que você defende, independente do assunto. Conheça pessoas que se interessam, seja em grupos do Facebook ou comunidades no Google+, mas compartilhe. Mostre suas postagens em páginas cujo o público é o mesmo que lê o seu blog (mesma idade, mesmos interesses) e deixe seus links. Ofereça o seu conteúdo, traga as pessoas para conhecerem o seu blog e o que você escreve. 

Seguidores e leitores não são a mesma coisa

    Existem milhares de grupos, em todas as redes sociais possíveis, que fazem troca de seguidores no blog. Aliás, até as blogueiras mais famosas já foram adeptas desta tática no começo. Mas por experiência própria vos digo: não funciona. Números são bons sim, no caso de conseguir uma parceria com Editoras, lojas ou marcas. Só pra isso, no entanto. 
    Que adianta você ter cinco mil likes na sua página do Facebook, se ninguém curte ou comenta suas postagens? Que vale ter 13,000 seguidores no blog se ninguém comenta seus posts ou interage com o seu trabalho? Não vale nada, gente, batalhar tanto pra criar conteúdo, mas ter só números e não leitores reais que acompanham dia a dia o que você faz. Eu, por exemplo, conheço minhas leitoras fiéis e poderia citá-las todas neste post, porque sei quem está comigo desde o começo e sei quem é apenas um número nas minhas redes sociais. É triste, mas real. 
    Não é proibido trocar curtidas, entretanto, apenas tenha consciência de que ao fazer isso não está conquistando mais do que números. Não está conquistando leitores. 


O conteúdo do seu blog deve ser a prioridade 

    É normal, no início de um projeto nós querermos planejar e controlar tudo de uma só vez, pensar longe e imaginar um futuro distante. Afinal, ninguém cria um blog pensando em excluir daqui cinco meses, certo? Mas não podemos criar um blog, jamais, pensando apenas em ganhar dinheiro com publicidade; fazermos parcerias ou ficarmos famosas. É o que acontece com a maioria e é de blogs assim que os leitores fogem. Eu, por exemplo, deixei de ler vários blogs porque só fazem propaganda de marcas; só falam de suas parcerias no Instagram; só postam finais de semana na Disney; aparecem em programas de TV; viram ícones influentes nas redes sociais e esquecem do mais importante: atualizar seus blogs com conteúdos interessantes. Sem falar das blogueiras que se vendem e resenham produtos apenas porque ganham pra isso e não porque gostam de usar.
    Se eu não gostar de um livro eu vou falar que eu não gostei nas resenhas. independente de ser fã do autor ou da Editora em si. Mesmo que sejamos parceiros. É meu dever compartilhar no blog apenas opiniões sinceras e conteúdos nos quais eu acredito. Afinal, eu tenho inteira responsabilidade sobre o que eu escrevo aqui. Devo saber do que eu falo. 
    É ótimo que seu blog cresça e você faça parcerias, ganhe dinheiro com publicidades. Meus parabéns pra você, mas o seu leitor não está interessado nisso. Ele quer ver mais conteúdo real, então por favor mantenha o foco SEMPRE no teu conteúdo e seja fiel a ele. 

 "Não é fácil. Nada é fácil. Se tá fácil, tá errado."

     Já dizia meu querido Lucas Silveira. Nada vem do céu pra nós, nem pra quem trabalha em uma empresa; faz cachorro quente num trailer da esquina ou decide ser blogueira. Nunca pense nisso, aliás, como uma profissão. Estude, seja alguém e continue mantendo o blog como um hobbie. Mas saiba que, nenhuma parceria acontece tão fácil. Demora, muito e a maioria das lojas ou Editoras tem uma seleção rigorosa. Datas, prazos e esquemas de corte. 
    O Leitura vai fazer um ano no próximo mês e eu demorei muito pra conseguir a primeira parceria, até hoje não consegui fechar nenhuma com Editoras ou Autores, mas não é de se desesperar. Como eu disse, o importante é manter o foco no conteúdo e o que a vida nos proporcionar através deste mesmo conteúdo é lucro. 
    Saibamos também que, apesar de Bruna Vieira ou Tássia Naves ganharem muito dinheiro com o que fazem, elas deram muito duro por isso. Elas trabalharam vários anos ali, porque elas acreditavam no que faziam. Tanto que, uma hora deu certo. E foi a hora certa pra cada uma delas. 
    Não tenha um blog apenas pra ganhar dinheiro, ficar famosa e ir a programas de TV ou eventos da moda. Seja blogueira por amor e se oportunidades aparecerem agarre-as com a mesma humildade e pés no chão de sempre: foco no conteúdo em primeiro lugar. 

19 comentários:

  1. Ainda estou no começo do meu blog, e com certeza suas dicas serão úteis pra mim.
    Realmente, números não passam de números. Não adianta nada ter muitos 'seguidores' e eles sequer se darem ao trabalho de ler as postagens que a gente tanto se esforça pra fazer.

    Beijos da Bru <3

    http://multidaodepensamentos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bru, eu tive que errar pra aprender essa questão dos números, mas hoje eu sei o que vale realmente a pena. Fico feliz de ter ajudado, boa sorte com o blog!

      Excluir
  2. Gostei ,importante que blog tenha nosso estilo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Neia, esse é o ponto principal. Não adianta termos um blog a qual não representamos em nada. Meu blog é sobre livros porque eu amo a leitura de corpo e alma.

      Excluir
  3. Valeu as dicas sobre os blogs, nesse admiravel mundo novo, onde as dicas e os bons conselhos nos vem de veteranos de 20 anos de idade. rs rs. Muito bom. Utilidade publica, gostei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hernani, o mundo é mesmo louco, não? 20 anos e já aprendi tanta coisa por aqui!

      Excluir
  4. Valeu as dicas sobre os blogs, nesse admiravel mundo novo, onde as dicas e os bons conselhos nos vem de veteranos de 20 anos de idade. rs rs. Muito bom. Utilidade publica, gostei.

    ResponderExcluir
  5. Ah, tantas verdades num só post...basicamente tudo o que eu penso sobre a nova onda de blogs...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Joana, vejo muitas pseudo blogueiras cometendo todos os erros que eu comentei. Sinto muito por elas, espero que elas possam aprender tudo o que sabemos antes de se prejudicarem...

      Excluir
  6. Gostei, foram dicas muito uteis. E também me arrependo de não ter feito um primeiro post de apresentação. ://

    http://www.simplesmenteinsolita.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ema (amei seu nome), me arrependo também, mas deixa pra lá né? Vamos corrigir o resto que ainda dá!

      Excluir
  7. Adorei as dicas!
    Sempre gosto de ler posts assim, parece que quanto mais se ler mais você aprende e pratica no dia-a-dia.

    Blog Flores na Cabeça
    Paixão por Sorteios

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também adoro ler posts deste tipo e foi assim que aprendi. É sempre bom estar antenada sobre essas coisas.

      Excluir
  8. Ótimas dicas, tudo que eu diria também pra blogueiras iniciantes e olha pra muita veteranas também...
    Beijão, www.desapegaadri.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dri, ponto importante o que você tocou. Também existem blogueiras veteranas que cometem os mesmos erros, né?

      Excluir
  9. Acho muito importante blogueiras iniciantes lerem seu post porque é bem por aí mesmo, e normalmente quando começamos estamos bem perdidas. Beijos!

    www.jessalem.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu queria ter lido tudo isso antes de criar um blog, mas não pensei nisso. Queria saber na época que eu criei o que eu sei hoje, por isso fiz o post. Pra elas saberem o necessário.

      Excluir
  10. Fiquei emocionada ao ler suas dicas...ai você pergunta por quê?
    Eu comecei faz quase 3 meses com eu blog e fiquei muito perdida devido essa pressão por Parcerias e blá blá. Pensei meu blog tem que ter minha identidade e não virar marketing para a industria.
    Quero falar do que gosto e falar quando não é bom.

    Falar de poesia e leitura que estão a cada dia sendo esquecidos e deixados de lado.
    Hoje escrevo e construo meus textos com minha autenticidade.

    Obrigada pelas palavras. Me incentivaram mais a seguir o que estou fazendo.

    Beijos,minha linda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jô, já é difícil pra qualquer blog que esteja no começo. Imagine pra blogs com ideias cultas e diferentes, por exemplo, existem MILHARES de blogs de make e moda por aí. Agora os literários estão começando a ganhar espaço, então é complicado porque nem todo mundo gosta de ler. Mas com certeza estamos marcando território e fico feliz de ter te ajudado! Boa sorte com o blog.

      Excluir

Tecnologia do Blogger.