Resenha: Fangirl de Rainbow Rowell

25 de abril de 2015

Foto: Melina Souza
SinopseFangirl - Cath é fã da série de livros Simon Snow. Ok. Todo mundo é fã de Simon Snow, mas para Cath, ser fã é sua vida – e ela é realmente boa nisso. Vive lendo e relendo a série; está sempre antenada aos fóruns; escreve uma fanfic de sucesso; e até se veste igual aos personagens na estreia de cada filme. Diferente de sua irmã gêmea, Wren, que ao crescer deixou o fandom de lado, Cath simplesmente não consegue se desapegar. Ela não quer isso. Em sua fanfiction, um verdadeiro refúgio, Cath sempre sabe exatamente o que dizer, e pode escrever um romance muito mais intenso do que qualquer coisa que já experimentou na vida real. Mas agora que as duas estão indo para a faculdade, e Wren diz que não a quer como companheira de quarto, Cath se vê sozinha e completamente fora de sua zona de conforto. Uma nova realidade pode parecer assustadora para uma garota demasiadamente tímida. Mas ela terá de decidir se finalmente está preparada para abrir seu coração para novas pessoas e novas experiências. Será que Cath está pronta para começar a viver sua própria vida? Escrever suas próprias histórias? Skoob.
Título: Fangirl | Autora: Rainbow Rowell | Editora: Novo Século | ISBN: 9788542803866 | Páginas: 424

     Preciso começar dizendo que esta foi minha primeira leitura da autora Rainbow Rowell e fiquei encantada com seu estilo e, até tentada a ler outros de seus livros. Li Fangirl em dois dias e mal notei o passar do tempo, sentei pra ler; folheei algumas páginas e bum! já estava acabando. Porque a história foi convidativa e levíssima, fácil de se envolver.
     Geralmente eu prefiro os livros mais intensos, com lições de vida ou algo a ensinar, mas ás vezes, pra curar a ressaca literária, é bom ler alguma coisa leve assim. Só pra dar algumas risadas e me sentir uma adolescente apaixonada novamente. É o clima exato de Fangirl. Um romance (meloso até) porém leve, engraçado e muito criativo. Bota criativo nisso. Me lembrou minha adolescência (exceto pela irmã gêmea) eu adorava escrever e ler fanfictions e me sentia exatamente como Cather no colégio: uma nerd fracassada cuja vida girava em torno de X ídolo. No meu caso era o Justin Bieber.
     O fato de ser bem adolescente e leve a escrita me lembrou Paula Pimenta, mas a autora brasileira consegue se diferenciar pecando e sendo extremamente infantil em seus livros. Fora isso a leveza das duas é igualmente aconchegante e como disse: perfeita pra nos tirar da ressaca de algum outro livro.
     Os pontos negativos são com certeza a insegurança irritante de Cather, que não se imagina sem a irmã e insiste em continuar em seu mundo pequeno e fechado, quase não deixando que ninguém se aproxime. Depois, embora o casal seja maravilhoso, me irritei com algumas cenas melosas entre Cath e Levi. Afinal, por quê diabos em quase todos os livros o cara gato se apaixona pela loser que usa óculos? Por que não um livro em que a gostosona se apaixona pelo nerd esquisito? Ou algum enredo diferente? Apesar de fofo e romântico, não faz com que as meninas nerds da vida real se sintam incluídas na sociedade, mas continua projetando a mensagem: continue sendo insegura e deixando sua vida passar em frente aos seus olhos até o seu príncipe encantado aparecer. Acaba influenciando elas a viver esperando por um cara e não é assim que tem de ser.
     Estamos precisando de um livro que leve a mensagem seguinte para as meninas (nerds ou não): viva a sua vida em prol de você mesma e se caso algum príncipe encantado aparecer, legal, mas este não é o foco. Nossa sociedade precisa de livros que coloquem na cabeça das meninas que elas devem ser independentes, principalmente em seus relacionamentos. Mas, fora isso, é um livro bacana e legal para passar o tempo. Como eu disse, quero mesmo ler mais livros da autora e estou torcendo para que os enredos não sejam parecidos e que suas personagens não sejam todas inseguras como Cather.

10 comentários:

  1. Eu me apaixonei pela escrita da Rainbow Rowell em Eleanor & Park e depois de Fangirl tive a certeza de que ela vai me levar à falência. Eu gosto de livros leves que abordam assuntos mais profundos, principalmente dramas familiares. Gostei bastante desse livro, só deixou a desejar na trama da mãe que não foi tão aprofundada quanto deveria.
    Beijo

    www.blogrefugio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cecília, realmente. Eles não entraram muito nesse assunto, o que eu acho que deixaria o livro com uma pegada mais adulta e realista mesmo.

      Excluir
  2. Esse também foi o meu primeiro livro da autora, e eu super tinha ficado ansiosa com pra tradução do livro, até paguei uma fortuna assim que saiu em português, mas me decepcionei no mesmo ponto. Dá vontade de sacudir a protagonista mandando ela acordar pra vida, sem falar que tem trechos da fic que eram massantes que zzzzzz mas achei uma leitura legal, gosto do jeito de escrever da autora e ela me inspira nesse quesito.

    http://www.leitecombiscoitos.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Monique, também tive a mesma vontade. Queria falar "O fia, para de choramingar" hahaha!

      Excluir
  3. Eu já tinha lido Eleanor & Park antes de pegar em Fangirl.. estava um pouco receosa, por que não gostei muito do anterior, mas Fangirl me fez esquecer totalmente E&P. Eu amei esse livro. Me identifiquei muito com a Cath e me irritei um pouco com ela as vezes, também, mas nada que me fizesse desgostar do livro ou da personagem. :3
    whoosthatgirrl.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renata, quero ler Eleanor & Park um dia, só não agora. Apesar de tudo o que me irritou eu gostei sim de Fangirl.

      Excluir
  4. Oi, Thaisa! Tudo bem?
    Eu ainda não li nada da Rainbow Rowell, mas de um tempo pra cá os livros dela são bastante comentados nessa blogosfera literária e claro, eu sempre me encanto com as opiniões que falam sobre os livros dela, inclusive a sua! Eu queria muito ler o "Eleanor & Park", fiz a compra tudo certinho, mas eu acho que a loja acabou esquecendo de mim e eu desisti da compra haha. Resumidamente, eu tenho um grande interesse a respeito desse livro, mesmo com uma protagonista na maior parte do tempo irritante HAUHAUAH. Amei sua opinião (:

    Beijos,
    http://umgrandevicioliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Hahahah, ela precisa mesmo de uma sacudida! Mas muita gente é assim (inclusive eu, um pouco :x). Fora que a história tem vários tipos de personagem, como a irmã dela, que é bem o oposto dela né? Rs

    Beijo,
    Atena.X.Afrodite

    ResponderExcluir
  6. Oi Thaísa, "Fan Girl" é um dos livros que quero muito comprar no black friday. *-* São tantos comentários legais! Bate uma curiosidade. Sem contar que ainda não li nada da Rain! Ela parece ser fantástica e preciso compartilhar disso. hahah

    Seu cantinho está lindíssimo. Super beijo.

    Luana
    http://psicoselliteraria.blogspot.com.br/
    @psicoseliteraria

    ResponderExcluir
  7. Quero muito ler esse livro agora que vi a resenha.Nunca tinha ouvido falar,mas agora já me apaixonei e estou louca pra comprar *-*

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.