Resenha: O chamado do Cuco de Robert Galbraith

26 de julho de 2015
Título: O Chamado do Cuco
Autor: Robert Galbraith
Editora: Rocco
ISBN: 9788532528735
Ano: 2013
Páginas: 447
Tradução: Ryta Vinagre
Sinopse: "Quando uma modelo problemática cai para a morte de uma varanda coberta de neve, presume-se que ela tenha cometido suicídio. No entanto, seu irmão tem suas dúvidas e decide chamar o detetive particular Cormoran Strike para investigar o caso. Strike é um veterano de guerra, ferido física e psicologicamente, e sua vida está em desordem. O caso lhe garante uma sobrevida financeira, mas tem um custo pessoal: quanto mais ele mergulha no mundo complexo da jovem modelo, mais sombrias ficam as coisas e mais perto do perigo ele chega." Skoob.

    Ano passado, no começo do blog, eu comentei por aqui que estava começando a ler o primeiro livro de J.K Rowling publicado por seu pseudônimo Robert Galbraith, O chamado do Cuco. Eu criei muitas expectativas do livro e quando Mateus me deu de presente eu fiquei muito animada, mas depois de um mês inteirinho tentando ler eu abandonei a leitura por dois motivos: eu estava muito mais animada com outros livros da minha estante; o Livro de Robert tem a narração um tanto quanto lenta, sim, as coisas demoram demais a acontecer (talvez por ser uma investigação, não sei), mas não consegui acompanhar e só agora, na Maratona Literária de Inverno foi que eu dei mais uma chance ao livro. Eis que fui surpreendida.
    Ao começar preciso deixar claro que sim a narração é extremamente detalhista, algumas palavras difíceis aparecem (mas não me atrapalharam tanto) e as coisas demoram muito pra se desenrolar. Passei o livro todo jurando que o assassino fosse uma pessoa e não era. O que foi bom e ruim ao mesmo tempo. Bom porque o livro honrou seu gênero e fez suspense direitinho, surpreende o leitor e ruim porque me lembrou Atividade Paranormal: as coisas só acontecem no final do livro. Tudo só no final. Eu li até a metade achando tudo muito chato e parado demais, só depois da metade é que eu viciei no livro, mas viciei de uma forma sobrenatural. Não estava mais lendo apenas por curiosidade, mas estava faminta pra saber como o caso de Cormoran terminaria.
    Os personagens são muito bem escritos, a ordem dos acontecimentos e os atos de cada um são justificados pela mente brilhante de Strike no final do caso, todas as personalidades peculiares são analisadas e reveladas por ele. Strike e sua assistente são as peças chave do livro, mas todos os personagens presentes tem um papel importante na história. Muito bom, mas em alguns momentos chega a ser cansativo o fato de o elenco da história ser enorme. Personagens demais.
     O livro me conquistou pelo final, pela capacidade de Robert juntar todos os detalhes que eu deixei passar no decorrer do livro e desvendar o caso como um verdadeiro detetive. Eu fiquei em choque no último capítulo e definitivamente vou ler o segundo livro (O Bicho da Seda), mas pra quem pretende lê-lo eu recomendo ler com calma, um capítulo por dia ou dois, sem pressa e sem cobranças. De preferência intercalar a leitura a um outro livro de outro gênero, pois ler somente ele horas a fio pode ser um pouco cansativo. De qualquer forma, foi uma leitura muito rica e minha nota foi 3 porque eu realmente só passei a gostar dele depois da pagina 200.

5 comentários:

  1. sempre ouvia falarem mt bem desse livro e do outros que o "Robert Galbraith" escreveu mas confesso que não curti muito quando li, tive a mesma percepção de lentidão mas de maneira geral acho um bom livro só não estar entre os meus preferidos mesmo heheh
    adorei a resenha, bjs

    www.rhuanytta.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rhu, também não está entre os meus, mas confesso que ainda leio a continuação um dia.

      Excluir
  2. Sou apaixonada por essa série. Acho que só eu não senti a lentidão. hahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bela, acho que daria uma série de tv maravilhosa, haha!

      Excluir
  3. Sou apaixonada por essa série. Acho que só eu não senti a lentidão. hahaha

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.