RESENHA | Cinquenta tons mais escuros

14 de setembro de 2015

Título: Cinquenta tons mais escuros
Trilogia Cinquenta tons #2
Autora: E. L. James
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580572100
Ano: 2012
Páginas: 485
Tradução:  Juliana Romeiro
SinopseAssustada com os segredos obscuros do belo e atormentado Christian Grey, Ana Steele põe um ponto final em seu relacionamento com o jovem empresário e concentra-se em sua nova carreira, numa editora de livros. Mas o desejo por Grey domina cada pensamento de Ana e, quando ele propõe um novo acordo, ela não consegue resistir. Em pouco tempo, Ana descobre mais sobre o angustiante passado de seu amargurado e dominador parceiro do que jamais imaginou ser possível. Enquanto Christian tenta se livrar de seus demônios interiores, Ana se vê diante da decisão mais importante da sua vida.

    Antes de ler essa resenha saiba o que eu achei do primeiro livro clicando aqui pra fazer mais sentido a leitura desta. Que inclusive eu estava muito ansiosa pra escrever, uma vez que eu devorei o livro em apenas três lindos dias chuvosos.
    Depois de ter gostado muito e atribuído quatro estrelas para o primeiro livro da trilogia, fiquei receosa para ler o segundo livro devido alguns comentários negativos sobre a trilogia e o filme. Mas comecei a ler, me envolvi demais na história e preciso deixar claro aqui: o importante é você ser sincero consigo mesmo e ler aquilo que tiver interesse. Não deixe que te digam o que é um livro bom, porque não existem livros ruins, apenas pessoas que por algum motivo não se identificam.
    Recado dado, preciso dizer que considero o segundo volume da trilogia melhor que o primeiro e que poucas coisas me incomodaram aqui. Senti uma evolução significativa na escrita de E.L James e percebo que ou seu costume de repetir palavras diminuiu ou seu vocabulário aumentou. Assim como a leitura fluiu muito mais rápida que a primeira, pois os personagens não se mostram mais tão confusos e já sabem que querem um ao outro definitivamente. Não sofremos aqui com aquele amor de pingue-pongue.
    Ana se desenvolveu de uma maneira incrível, está se mostrando uma mulher madura e de opinião. Mais segura de si e lidando melhor com suas dúvidas, sem todo aquele drama do primeiro livro o que deixa a leitura muito mais leve e gostosa. Mas Christian também evolui de forma absurda, apesar de seus conflitos e problemas psicológicos óbvios, ele realmente passa por cima de seus demônios para provar o quanto quer Ana do seu lado. O que nos leva a outra questão: muito mais romance que no primeiro livro e muito mais sexo também.
    Aqui vemos os sentimentos explodindo de ambas as partes, uma paixão avassaladora e incrível. Muito bonita de se ver, porém eles transam muito mais que um casal normal e este foi o primeiro quesito a me incomodar. Ok que é uma trilogia sensual e toda trabalhada nas cenas "quentes" porém, algumas delas foram exageradas, pois nenhum casal transa tanto em um só dia como esses dois. Ou seja, em alguns momentos fica longe da realidade, sabe? Toda mulher sabe, lá no fundinho, que nós não chegamos ao orgasmo com tanta facilidade quanto a Srta. Steele. Ficou forçado.
    Superado este fato, temos de lidar com a facilidade que Ana tem de conseguir tudo. Este continua sendo o ponto mais chato dos livros. É MacBook, celular, carro, casa, ela ganha tudo de mão beijada. Tudo bem que ela namora um milionário, mas é chato pois dá a impressão de que a personagem não consegue nada por conta própria. Espero que isso melhore no terceiro livro, contudo, sim, eu amei o segundo volume. Devorei o livro MESMO e não tenho medo de dizer o que eu penso a respeito, mesmo com tantos comentários negativos sobre a trilogia. Acho que cada um tem o direito de ler o que quiser. E vocês? Já leram a trilogia? O que acharam?


 

3 comentários:

  1. Eu já lia trilogia e fiquei com essa mesma impressão, a Anastasia ganha tudo do cara, tanto que nem parece que não rola mais aquela coisa do contrato, tipo eles cancelam o contrato, decidem ficar juntos e tal, mas depois de cada transa ela ganha um presente novo. Agora, apesar de não achar que a Anastasia tenha muita opinião ( acho ela meio sonsa e bobinha demais ) devo admitir que no segundo livro ele ganhou um pulso um pouco mais firme, embora ela tenha quase partido pra cima de outra mulher por que achou que ela estava dando em cima do bonitão lá. Foi pulso firme? Sim. Mas rivalizar com outra mulher por causa de homem, ainda mais por causa de um Grey da vida ( cara estranho, possessivo, com passado bizarro) soou meio errado... Eu não desgosto da séria totalmente, curto algumas partes e outras não. Acho legal por que dá pra avaliar um monte de coisas na história. Espero pela resenha do terceiro livro ok?

    http://www.blogminhaspalavras.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ainda não li mas quero ler, acho que vou gostar das partes mais românticas. Vou pegar a trilogia empresta e ler. Essas partes de transa acho que devem ser meio forçadas a não ser que eles sejam ninfomaníacos! hahaha
    Adorei sua resenha e a sinceridade. Também acho que temos que ler o que nos faz bem!
    Bjs

    http://achadosdamila.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/achadosdamila

    ResponderExcluir
  3. Também "ainda" não li este livro, mas com a tua resenha fiquei curiosa dmais pra ler! Otima resenha. Segui seu blog e curti sua fan page sucesso!
    www.eaidresch.com

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.