Resenha: Como ter uma vida normal sendo louca

2 de novembro de 2015

Sinopse:Você se considera louca ou normal? Seu jeito de ser é respeitado pela sociedade? Conhece alguém cafona? Já foi perseguida por um psicopata romântico? Já quis terminar um relacionamento, mas não sabia como e acabou se frustrando? Já rompeu com sua melhor amiga? Ja stalkeou alguém no facebook? Já foi stalkeada? Já fez uma tatuagem errada? Já quis parecer mais inteligente do que realmente é?"
Título: Como ter uma vida normal sendo louca | Autoras: Camila Fremder e Jana Rosa | Editora: Agir | ISBN: 9788522015399 | Ano: 2013 | Páginas: 206


    Devo começar dizendo, caros leitores, que adquiri o livro numa troca no sebo da minha cidade e que só o escolhi pela capa e pelo título, ok? Dito isso, preciso confessar que às vezes julgo os livros pela capa, seja de forma positiva ou negativa e em quase todas elas eu me decepciono.
    O livro de Camila e Jana é engraçadíssimo, leve e eu o li todo em apenas um dia. São diversos "ensinamentos" que nos fazem lembrar de um auto-ajuda, mas acontece que ele funciona mais como um bloco de notas repleto de dicas para lidar com situações hilárias e que acontecem demais no universo feminino. Desde os nomes dos capítulos você já se pega rindo, mas fui traída neste quesito. Pelos títulos eu esperava dicas melhores.
    Me decepcionei em vários pontos durante a leitura e vos digo por quê exatamente: a maioria delas é fútil. Sim. Ao meu ver, muitas dicas levam as leitoras a pensar de tal forma "preciso agir do modo X pra ser cool na sociedade" e acaba deixando de lado a essência de ser o que é e gostar de si mesmo. Passa uma ideia de que não podemos nos aceitar, mas sim mascarar o que somos. Sátira ou não eu achei que as autoras foram esnobes e mesquinhas em algumas dicas.
    Por outro lado o livro não é de um todo ruim, de tão ridículos que alguns ensinamentos soam chegam até a serem hilários. Eu ri muito do começo ao fim e achei muito corajosas as duas mulheres por exporem seus pensamentos malucos de uma forma tão franca, fazendo jus ao nome do livro. Elas são realmente loucas, como muitas de nós, e independente de status elas passam por situações que todas mulheres já passaram ou passarão na vida.
    A diagramação do livro é ok; os capítulos são curtos e facilita muito na leitura (que por sinal flui maravilhosamente bem) e as ilustrações são de tirar o fôlego: amei todas. Mas deixo uma carta aberta aqui para Camila e Jana: nem todas as dicas que elas tentaram nos dar servem para o dia-a-dia de uma mulher normal, que não é famosa ou rica ou apresentadora de TV. Algumas coisas no livro dizem respeito a outra realidade feminina, com a qual eu não me identifico.
    Indico o livro a todas as garotas de todas as idades que não têm a mente fraca a ponto de seguir os conselhos do livro à risca. Mas a dica é não esperar demais através da capa, ok? Eu esperava um livro mais adulto e sensato, me decepcionei um pouco, mas me diverti pelo menos. Talvez o propósito do livro era mesmo ser debochado e eu que não me liguei ou talvez as autoras tiveram ideias ótimas, mas não souberam executar.
    Meus ensinamentos preferidos foram:
  • Como ser solteira e ser respeitada pela sociedade
  • A vida depois de ser taggeada em uma foto feia com muitos likes e comentários
  • O fantasma da ex
  • Quinze maneiras de mostrar que é madura falando de relacionamentos
  • Dieta, academia e spa
  • Manual da Indireta 

30 comentários:

  1. Oi!
    O livro não faz muito o meu tipo, mas devo dizer que adorei a capa e amei o título, daria, como você, uma chance a ele só por causa desses fatores ^^
    Abraços,
    Andy - StarBooks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andy, se você não curte o gênero não aconselho mesmo.

      Excluir
  2. Olá, Thais.
    Eu também costumo comprar livros pela capa e sinopse, mas algumas vezes eu acabo quebrando a cara, foi uma pena que parece que foi uma dessas vezes para vocês. Eu não gosto de livros de dica, por que quase nunca o autor toma cuidado com o que ele vai indicar e acaba fazendo alguns livros super sem noção. Que ao meu ver foi o caso desse né?

    Beijos - Coisas de Mineira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É horrível Lê, mas acontece né? Bola pra frente.

      Excluir
  3. Fico meio com o pé atrás com livros assim, além de parecer ser bem auto-ajuda, ainda fico sempre brava com os tons machistas nesse tipo de livro, que deveria ser para a mulher.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E não é? Supostamente é um livro para levantar a auto estima da mulher, quando se olha na capa, mas os conselhos resumem tudo à "seja assim ou assado para agradar o fulano".

      Excluir
  4. Você acabou de achar outra pessoa que compra pela capa. kk
    Quando vou para adquirir um livro, analisar proposta de parceria ou pedir livro de editora, eu vejo primeiro a capa! Se me agradar leio a sinopse e se estiver tudo OK, estou pedindo. :p

    Sobre esse livro! Não curti a capa, mas a sua resenha está ótima.
    Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcio, muito obrigado. Fico aliviada em saber que não estou sozinha nessa.

      Excluir
  5. Oieee, tenho esse livro e concordo contigo. Muitas divas (MUITAS) achei desnecessárias, tipo, as pessoas lutam para serem elas mesmas e as autoras meio que dizem ao contrário, oi?
    Pessoas de baixa estima precisam cuidar com ele.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Helana, é exatamente isso. Eu tenho baixa auto estima, bem baixa, por sorte consegui separar as coisas. Meu lado crítico falou mais alto, senão não sei o que seria de mim.

      Excluir
  6. Oie!!!
    Acho que a maioria das pessoas ( e eu me incluo nelas) compra o livro pela capa ou pela sinopse, e é bem frustante quando o livro não é aquilo que esperávamos.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vanessa, verdade, eu na maioria compro pela capa, pois tenho mania de não ler sinopses hahaha.

      Excluir
  7. Eu nunca quis ler esse livro, e pelo que vi na sua resenha, fiz algo bom em nunca dar a chance haha
    Parabéns pela resenha, sincera.
    http://odiariodoleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brubs, realmente, se você não era afim antes agora então... Nem pense.

      Excluir
  8. realmente o título dos capítulos sugerem muita coisa kkk não sei se iria ler não sou fã de livros assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paac, parece ter muito mais conteúdo pelos títulos, né?

      Excluir
  9. Olá, eu ainda não conhecia o livro e pelo título e capa eu achei que gostaria dele, mas lendo a sua resenha eu não tenho tanta certeza assim, provavelmente se eu ler vai ser por diversão e não seguir os conselhos (como você falou ) mas fiquei sim curiosa com ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, por diversão é uma leitura boa. Entretenimento apenas.

      Excluir
  10. Oi Thaísa, tudo bem?
    O título desse livro realmente chama atenção e me deixou curiosa eu te confesso!
    Uma pena que os ensinamentos do livro tenham sido tão fúteis!
    Mas acredito que deve servir para dar algumas risadas, então quem sabe não leio...

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maiara, fico feliz de ter "alertado" muita gente que se interessaria por ele.

      Excluir
  11. Oi, Thaísa!
    O título e a capa desse livro também são fatores que muuito me chamam atenção, porém a premissa dele não me agrada, de verdade. Não gosto dessa coisa de "manual de comportamento", sabe? A ideia de padronizar as pessoas e a forma como elas devem agir me incomoda demais. Creio que no mundo em que vivemos hoje isso não é necessário, felizmente.
    Gostei muito de você ter destacado os pontos principais do livro e enfatizado que existe, sim, futilidade na obra.
    Amo seu blog cada dia mais!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rê, não gosto também de livros de manual de comportamento, mas como eu imaginava ele um auto ajuda diferente, enfim, nem preciso dizer acho que você entendeu...

      Excluir
  12. Olaa. Também sou dessas que julga a capa pelo livro e já me arrependi muito por causa disso. Gente que premissa de livro mais fofa adorei. Parabéns pela resenha.

    Beijão da Lari
    brilliantdiamond-bg.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Larissa, preciso perder esse costume feio, né?

      Excluir
  13. Eu não curto muito julgar livros por capa, mas é claro que eu gosto quando o livro que eu gosto tem uma capa bonita hahaha.
    Eu super fujo desses livros que são meio manual, meio auto ajuda, principalmente quando quer passar certos comportamentos que fogem da nossa realidade.
    Mas de todo modo, uma coisa foi boa: você se divertiu lendo, então não foi um tempo totalmente jogado fora.

    Zona de Conspiração | Fanpage | Canal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, pelo menos me entreteve né? Foi um tempo bom que passei por ele.

      Excluir
  14. Olá Thaísa, eu também escolho leituras as vezes pelas capas, mas tive bem mais sorte que você e quase todas me surpreenderam *-* Pela capa e titulo desse livro eu pensei que ele fosse totalmente diferente e com a sua resenha percebi que não é uma leitura para mim, mesmo que seja bem leve e fluida...

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É importante ler resenhas por isso, às vezes imaginamos algo e lemos outro totalmente diferente.

      Excluir
  15. Pela sua resenha ele parece ser engraçado mas nada para ser levado a sério!
    A capa é bem engraçada, lembra quando desenha chifre nas revistas quando estava entediada!
    Bjs

    http://achadosdamila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.