Resenha: Tudo e todas as coisas, Nicola Yoon

29 de março de 2016

Título: Tudo e todas as coisas | Autora: Nicola Yoon | Editora: Novo Conceito | ISBN: 9788581637884 | Páginas: 300 | Lançamento: 05/04/2016 |

Sinopse: "Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa. Nunca saí em toda minha vida. As únicas pessoas que já vi foram minha mãe e minha enfermeira, Carla. Eu estava acostumada com minha vida até o dia que ele chegou. Olho pela minha janela para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano. Ele me pega olhando-o e me encara. Olho de volta. Descubro que seu nome é Olly. Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre."
Livro cedido em parceria com a Editora Novo Conceito para resenha e divulgação

    Quando eu comecei o livro achei que fosse um enredo típico de sick-lit no qual estamos acostumados a chorar o tempo todo e temer pela morte de um dos personagens. Acontece que Nicola soube inovar o gênero e construiu um enredo completamente original. Apesar de um pouco lento no começo, o livro se desenrola de uma forma bem gostosa e a leitura flui rapidamente. A escrita e a narrativa da autora são ambas espetaculares, as ilustrações e os rabiscos dentro do livro nos fazem sentir lendo um diário de Madeline.
     Maddy é uma garota de 18 anos, ela basicamente é alérgica ao mundo e por isso vive em sua "bolha" com sua mãe, que é também sua médica e uma enfermeira. Tudo vai bem, porque a garota já se acostumou com a vida que tem e toda a sua rotina monótona e entediante. Ela não deseja nada além do que já tem; não se sente curiosa para saber como é lá fora, ou, pelo menos, deixou a curiosidade de lado há algum tempo. Mas ela não o conhecia ainda.
    Um dia Olly se muda com os pais e uma irmã para a casa ao lado e faz brotar uma sementinha de interesse na vizinha doente. Através das janelas eles passam a criar algum tipo de contato e quando nos damos conta eles já tem um relacionamento profundo e laços cravados dentro de si, acontece, que Madeline não pode sair lá fora e Olly não pode entrar.
     A única coisa que me incomodou foi que o tempo todo senti que estava lendo sobre um casal de crianças de 10 anos e não dois adolescentes de 18. Talvez isso seja derivado da doença de Maddy e o fato de ela ser totalmente ingênua por nunca ter saído de casa, mas, Olly também deixa a desejar no quesito maturidade. Do contrário, achei que todos os aspectos da trama foram trabalhados na quantidade certa. A autora não deixou, que eu me lembre, nenhuma ponta solta que fizesse importância.
     O gostoso no livro é que ele não é o tempo todo dramático, inclusive é engraçado várias vezes e ele não gira em torno apenas da doença de Maddy. Mas discute temas como confiança; medo; sonhos; paixão pela vida; bebida; violência contra a mulher e até mesmo sobre uma mãe super-protetora. Eu não achei uma história previsível, como a maioria dos sick-lit são... Só consegui realmente imaginar o final quando ele já estava debaixo do meu nariz, mas pode ser que eu seja lerda também.
    A quantidade de reviravoltas é surpreendente e o livro sobe de nível a cada uma delas, achei o final muito lindo e portanto dei 5 estrelas. A novo conceito acertou em cheio com o lançamento!

15 comentários:

  1. Oie.
    Acho que identificarei muito com a leitura! Também sou cheeeia de alergias e minha mãe viva dizendo quando eu era criança que eu deveria viver reclusa. rsrsrs
    Beijos
    Blog Relicário de Papel
    relicariodepapel.wordpress.com

    ResponderExcluir
  2. É a segunda resenha que leio desse livro hoje, e ambas me fazem chegar a conclusão de que preciso ler.
    A história me lembrou um pouco Extraordinário, acho que porque apesar de haver uma doença que influencia toda a história, as personagens não vivem sofrendo por isso. E também pela pitada de humor e abordagem de temas parecidos.

    Beijos,
    S de Sarah

    ResponderExcluir
  3. Oiii menina, tudo bem?
    Tenho muita vontade de ler este livro! Acho a edição linda e apaixonante, o enredo em si me agradou bastante, sua resenha só aumentou a minha curiosidade.
    Beijão

    ResponderExcluir
  4. Oioi!
    Eu vi a divulgação do livro Tudo e todas as coisas, mas nao sabia do que se tratava direito.
    A capa é linda e eu ja vi o marcador, ele é transparente ne? Desejando...
    Gostei mto de ler mais sobre o livro aqui e que bom que nao ficou pontas soltas.
    Bom saber que tem muitas reviravoltas para nos surpreender.
    Adorei o post.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  5. Oie
    nossa, estou vendo várias resenhas e estou louca para ler esse livro, o enredo me atrai muito e os elogios ainda mais, que bom que curtiu e indica a leitura

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi. Lá no Poesia na alma recebemos o livro bem antes do lançamento em parceria com a editora, ano passado, não curti muito o enredo.

    ResponderExcluir
  7. Este livro está fantástico! A capa, a diagramação, tudo!
    Quero muito ler desde que vi que seria lançado. A premissa é muito boa.

    Beijinhos...
    http://estantedalullys.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Thaisa, tudo bem?
    Cada vez mais tenho vontade de ler esse livro =D
    Geralmente não curto enredos com personagens doentes e tudo o mais, mas esse é um livro que me atrai bastante.
    Talvez por tudo isso, por ele ser tão diferente do que costumamos ver em obras do tipo
    Acho que eu meio que já imagino um pouco o final e sei um pouco o que acontece no relacionamento (isso eu li em outras resenhas hahahha) e acho que vou gostar :)
    Ahh, mas vai dizer, a história lembra muito Jimmy Bolha (filme da sessão da tarde :3 )
    Beijooooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Recentemente fiz a resenha desse livro lá no blog, e só posso dizer uma coisa: é um daqueles livros que você tem que ler um dia.
    Adorei a escrita da Nicola, e todo trabalho que a Novo Conceito teve.
    Sua resenha ficou muito boa
    Beijos

    blog-myselfhere.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Ei, tudo bem?
    Estou doida para ler esse livro! A trama parece ser bem envolvente e por eu curtir sick-lit tenho certeza de que vou adorar a leitura. Saber que a autora inovou no gênero me deixa mais confiante ainda e espero ter a oportunidade de ler esse livro em breve.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir
  11. Olá,
    Eu amei esse a história desse livro, pretendo muito ler!
    Amei a resenha!
    Beijos
    Jana

    ResponderExcluir
  12. Oiee,
    Eu to doido pra ler esse livro, a divulgação dele foi muito grande e eu adorei a historia e essa capa? Mds!

    Abraços!
    http://lendocomobiel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Eu sou apaixonada pela capa desse livro, mas apesar dos elogios, eu não me interessei pela premissa dele.
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Já vi resenha desse livro e confesso que estou desesperado para lê-lo. Sua resenha está ótima, só me deixou mais curioso ainda.
    Abraço;

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oi!
    Ano passado eu recebi uma release desse livro e fiquei bastante curiosa. Preciso ler ele logo! Hahaha
    Ótima resenha!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.