Resenha: A Guardiã de Histórias, Victoria Schwab

12 de maio de 2016
"Imagine um lugar onde, como livros, os mortos repousam em prateleiras. Cada corpo tem uma história para contar, uma vida disposta em imagens que apenas os Bibliotecários podem ler. Aqui, os mortos são chamados de Histórias, e o vasto domínio em que eles descansam é o Arquivo. Mackenzie Bishop é uma implacável Guardiã, cuja tarefa é impedir Histórias geralmente violentas de acordar e fugir do Arquivo. Naqueles domínios, os mortos jamais devem ser perturbados, mas alguém parece estar, deliberadamente, alterando Histórias e apagando seus trechos essenciais. A menos que Mac consiga juntar as peças restantes, o próprio Arquivo sofrerá as consequências."
Título: A Guardiã de Histórias | Editora: Bertrand Brasil | Autora: Victoria Schwab | ISBN: 9788528620566 | Páginas: 322 

Livro cedido em parceria com a editora Galera Record para resenha

    Confesso que o motivo de eu querer ler este livro, de primeiro momento, foi a capa mesmo e o fato de nele conter fantasia. Que é um gênero que eu adoro ler. Mas ao saber, logo depois, que se trataria de mortos eu fiquei com o pé atrás (por recentemente ter tido uma experiência ruim com zumbis e realmente achei que se tratasse de zumbis), mas fui surpreendida logo de cara e aqui vos conto o que achei. 
   Mackenzie, ou Mac, é uma garota comum ao que parece, mas ela guarda um segredo passado a ela pelo seu avó. Ela conhece um mundo que ninguém mais vê, ela tem acesso a ele e uma missão a cumprir por lá: levar de volta á luz aqueles mortos - ou Histórias como ela chama - que acordam e não sabem onde estão. Mac é uma Guardiã e este lugar, que ela considera o seu trabalho, é chamado de Arquivo e dentro do Arquivo existem os Estreitos (os corredores por onde as Histórias se perdem quando acordam) e o nosso mundo é o que chamam de Exterior, onde as Histórias não podem em hipótese alguma chegar. 
    Ela acaba de se mudar para o Coronado, um lugar misterioso antigo e caindo aos pedaços. É lá que ela e os pais vão recomeçar suas vidas, após a perca de Ben o irmão de Mac que morreu com apenas 10 anos. O que ela não imagina é que o Coronado é um imã para os Estreitos e que o trabalho dela vai triplicar. Mas ela é a única Guardiã no território já que seu avó também se foi, anos atrás e é assim que as coisas começam a se complicar pois ela tem que dar conta do trabalho sozinha e sem compartilhar o segredo com ninguém. 

    O universo que Victoria criou é um pouco complexo nos dois ou três primeiros capítulos, porque a narrativa hora ou outra nos leva ao passado, pequenas cenas (geralmente de uma página) em que Da (o avó de Mac) está vivo e lhe dá algumas lições e conselhos sobre a sua função de Guardiã. Porém a confusão não dura muito, se dissolve em uma narrativa maravilhosa e nada cansativa e é quando você se vê extremamente envolta e familiarizada com o Arquivo. 
    A personagem de Mac é corajosa, persistente e vai até o fim quando acha algo de errado. Segue seus instintos e muitas vezes quebra regras pra isso - ela me lembra Tris Prior. Apesar de ser apenas uma garota ela é forte e luta o quanto pode para não deixar que as emoções tomem conta dela. Mas claro, ela é humana, e isso chega a acontecer algumas vezes. 
    O enredo é interessantíssimo e me prendeu desde o primeiro momento na leitura com bastante fantasia; suspense e ação. E o mais importante: não tem aquele plot um tanto cansativo de um personagem principal, endeusado e especial que tem a missão de salvar o mundo e as pessoas que o habitam. Não. Mac precisa cuidar dos mortos, garantir que permaneçam mortos e, consequentemente, salvar algumas vidas. Mas ela não é a única especial: existem vários Guardiões ao redor do mundo. Acima deles estão as Equipes e acima das Equipes estão os Bibliotecários e Avaliadores. Cada um tem a sua função na hierarquia. O que me lembra de leve uma distopia. 
    Além de Mac os outros personagens da história também evoluem muito. Wesley é o vizinho sedutor e de uma auto-confiança sem fim e tem também Owen, o cara delicado que se identifica com Mackenzie por também ter perdido sua irmã. Mas existem muita coisa acontecendo e Mac está tentando desvendar o passado do Coronado então ela não tem muito tempo para os garotos, aliás, tudo o que ela gostaria de ser é uma garota normal. 
    Quanto ao suspense do livro ele é bem elaborado, o enredo se desenvolveu maravilhosamente. Criei diversas teorias durante a leitura; prestei atenção em cada detalhe e pelo fato de a narrativa ser detalhista e criativa na medida certa, pude criar na minha mente cenas perfeitas que dariam um ótimo filme com efeitos pra lá de especiais. No final, o vilão era uma das pessoas que eu menos esperava ou desconfiava, o que quer dizer que a ideia da autora deu certo: prendeu o leitor até o final. 
    Se eu não convenci você até agora a fazer esta leitura, não há muito mais o que eu possa dizer. Ouvi alguns comentários por aí dizendo que o livro é muito adolescente e até mesmo no skoob ele está classificado como Infanto-juvenil, mas não se deixem enganar: a escrita é ótima e apesar de simples tudo é muito bem elaborado. A originalidade incomparável da história foi o que me ganhou de fato: tudo é inovador e o modo como a morte é tratada no livro é sensacional. Consegui tirar muitas lições sobre perdas; sobre confiança; mentiras e sobre deixarmos ir. Desagarrarmos. 
    Sem mais delongas, achei o livro maravilhoso. Dei nota 5 e favoritei, mal posso esperar pelo próximo volume. Sim, se trata de uma série e ela se chama The Archived. 

16 comentários:

  1. Confesso que a primeira vez que vi sobre esse livro ele não me chamou nenhum pouco a atenção. Mas quando cheguei ao final de sua resenha e vi que você além de dar 5 estrelas favoritou fiquei curiosa para conhecer mais da história. Acho que não tem muito a ver, mas sei lá lendo a resenha me lembrei do livro Nas sombras, não se se você já leu?

    Blog Profano Feminino

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anne, eu confesso que não li este livro, mas se for parecido já me interessei!

      Excluir
  2. Esse é um livro que estou muito a fim de ler, também acho a capa linda e a história parece super interessante.
    Beijos
    Mari
    Sorteio no blog Pequenos Retalhos: Livro Mentira Perfeita. Participe!

    ResponderExcluir
  3. Oi.
    Não conhecia o livro, mas assim como você a primeira coisa que conquista realmente é a capa, que capa maravilhosa. Adorei sua resenha, e é bom saber que o livro é inovador. Irei coloca-lo na lista de leitura.

    Beijos!
    www.cantinhodelaluna.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luna, boa sorte, espero que consiga ler logo.

      Excluir
  4. Thaísa, oi! Eu fiquei bastante interessada na leitura deste livro. A capa realmente é linda!
    Parabéns pela resenha!
    Beijos
    Http://Danielagcorrea2011.wordpress.com

    ResponderExcluir
  5. olha, mesmo se a proposta for infanto-juvenil, a premissa me pegou de jeito... parece ter uma boa estrutura na narrativa e esse ponto do final ser surpreendente tb me deixou interessada...
    anottei a sugestão e assim que puder, lerei ^^
    parabéns pela resenha, Thai :D
    bjs...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria, fico feliz que tenha gostado da dica, espero que se divirta lendo!

      Excluir
  6. Oii
    Essa capa convence qualquer um né!
    To doida para ler esse livro, parece maravilhoso!
    Bjus

    ResponderExcluir
  7. Essa historia se parece muito com um livro que li e adorei, por isso fiquei super interessada na leitura e assim que tiver a oportunidade, o lerei
    Beijos

    http://blog-myselfhere.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bárbara eu espero que goste igualmente ao outro livro!

      Excluir
  8. Oie
    eu adorei essa capa e chamou muito a minha atenção mas infelizmente não é meu gênero de de leitura, mesmo assim, é algo que eu daria chance se tivesse mais tempo, ótima resenha

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cath, espero que algum dia sobre tempo então pra você ler kkkk

      Excluir

Tecnologia do Blogger.