Resenha: Tormenta, Lauren Kate

14 de maio de 2016
   "Quantas vidas você precisa viver antes de encontrar alguém que valha a pena morrer? Como consequência do que aconteceu na Sword & Cross, Luce foi escondida por seu namorado que é um anjo amaldiçoado, Daniel, em uma nova escola repleta de Nephilim, descendentes de anjos caídos e seres humanos. Daniel prometeu que ela estará segura aqui, protegida daqueles que querem matá-la. Na escola a Luce descobre o que as Sombras que a seguiram durante toda a sua vida significam – e como manipulá-las para ver dentro de suas outras vidas. Ainda assim, quanto mais a Luce aprende sobre si mesma, mais ela percebe que o passado é sua única chave para desbloquear seu futuro… e que Daniel não lhe disse tudo. E se a versão dele do passado não é bem como as coisas realmente aconteceram… e se a Luce era para estar realmente com outra pessoa?"
Título: Tormenta | Autora: Lauren Kate | Editora: Galera Record | ISBN: 9788501089632 | Páginas: 392

    Recentemente eu resenhei o primeiro livro da série Fallen e conforme o prometido voltei para dar continuidade e contar o que eu achei do segundo livro da série. Pra quem não sabe (esqueci de contar na primeira resenha) a série já teve os direitos comprados e a adaptação para o cinema já está pronta - faz tempo - e será lançada este ano, provavelmente em Setembro. Addison Timlin e Jeremy Irvine darão vida a Luce e Daniel respectivamente. E outro aviso: leia a resenha do primeiro livro ou você pode se deparar com alguns spoilers.

    Após ter descoberto um milhão de coisas, Lucinda foi mandada para Shoreline. Uma nova escola e aparentemente mais segura, onde ela vai aprender a se cuidar; entender melhor as sombras que a cercam e também manipulá-las para descobrir um pouco mais do que houve em suas outras vidas. Em Fallen, Daniel contou a ela que é um anjo que por ter se apaixonado por uma humana e ter escolhido este amor acima do Trono foi amaldiçoado e caiu, junto de outros anjos que também fizeram a escolha errada ou não souberam escolher qual lado ficar. A balança só permanecia sob controle porque em todas as reencarnações de Luce, Daniel a encontraria e eles se apaixonariam novamente e, sempre, ao completar 17 anos eles se beijariam e ela morreria em seus braços.
    Shoreline é uma escola bacana, mais moderna e comunicativa que Sword & Cross e lá Luce também faz amizades, longe daqueles que queriam matá-la, mas Daniel não está lá. A deixou sozinha garantindo que ela estaria segura, mas ela começa a desconfiar que ele não está lhe contando algo e começa a agir sozinha para descobrir mais sobre si mesma e sobre o seu passado. Além de ela ter algumas aulas que a permitem a lutar e se preparar para o perigo.
    Anjos e demônios fazem uma trégua de 18 dias e se unem para lutar contra os Párias. Criaturas que eu achei extremamente interessante, mas que não acrescentam muito na história pra ser sincera. E a narrativa de cada dia de trégua foi um pouco cansativa. Lauren continua com uma escrita leve e fácil, porém um tanto monótona e amadora. Aqui podemos perceber que a história tem potencial, mas que poderia ser melhor escrita.
    O romance neste livro é um pouco mais presente e é a melhor parte da história: o amor entre Daniel e Luce, as cenas em que os dois estão juntos me fizeram ficar suspirando e desejando ter um anjo pra mim. Aliás, o fato de a série ser sobre anjos e demônios foi o que mais me prendeu a atenção. Foi a primeira série e única que eu li sobre o gênero/tema e achei bem criativo. Porém, romance à parte, a história do livro em si deixou um pouco a desejar. Com menos ação e acontecimentos que não interferem muita coisa na maldição que eles desejam quebrar.
    Quando eu li considerei o segundo livro o meu preferido da série e eu li o mesmo em apenas um dia de tão ansiosa que estava. Hoje, recapitulando a história, vejo que Tormenta é o que eu menos gostei de todos, por não ter tantas revelações importantes. Talvez se eu começasse a série hoje, eu não gostasse tanto quanto gostei na época e isso quer dizer que o livro não é ruim, a série não é ruim, depende do momento em que você a lê e o tipo de livro que você procura ou gosta. Digo isso pelo fato de ver o público bem dividido quanto ao universo de Lauren Kate.
    Ressalvas a parte eu recomendo o livro para quem gosta de fantasias e procura algo leve para ler: sem muitas expectativas e com paciência, já que em alguns momentos os livros se arrastam. 

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.