Resenha: Um dia, David Nichols

18 de julho de 2016

   "Dexter Mayhew e Emma Morley se conheceram em 1988. Ambos sabem que no dia seguinte, após a formatura na universidade, deverão trilhar caminhos diferentes. Mas, depois de apenas um dia juntos, não conseguem parar de pensar um no outro. Os anos se passam e Dex e Em levam vidas isoladas - vidas muito diferentes daquelas que eles sonhavam ter. Porém, incapazes de esquecer o sentimento muito especial que os arrebatou naquela primeira noite, surge uma extraordinária relação entre os dois. Ao longo dos vinte anos seguintes, flashes do relacionamento deles são narrados, um por ano, todos no mesmo dia: 15 de julho. Dexter e Emma enfrentam disputas e brigas, esperanças e oportunidades perdidas, risos e lágrimas. E, conforme o verdadeiro significado desse dia crucial é desvendado, eles precisam acertar contas com a essência do amor e da própria vida."
 Título: Um dia | Autor: David Nichols | Editora: Intrínseca | ISBN: 9788580570458 |  Páginas: 416 | Skoob | Compre aqui
    Finalmente estou aqui para mais uma resenha da #MLI2016. Como vão as leituras de vocês? Bom, eu escolhi ler Um dia na segunda semana da maratona, dentro do tema Hype porque eu sempre ouvi falarem muito bem tanto do livro quanto do filme e fiquei curiosíssima pra ler. Eu o encontrei no sebo universitário da minha cidade e como a grana estava curta pra comprar algum livro novo, foi este mesmo que eu escolhi. Nem preciso dizer que as minhas expectativas eram altas, certo? Afinal, em todo lugar que eu pesquisasse (skoob; goodreads; outros blogs...) o livro de David era endeusado e tinha seu altar particular por ser extremamente emocionante. Bom, deixa eu compartilhar o que eu achei. 
    Emma e Dexter se conhecem numa festa de formatura no dia 15 de Julho de 1988,  a formatura dela mesma, e eles acabaram dormindo juntos no "apartamento" em que ela divide com uma amiga, mas não passam além de algumas preliminares na cama. O problema é que Dexter vive em uma realidade diferente: enquanto Emma mal sabe o que fazer no dia seguinte agora que é uma adulta formada e com duas menções honrosas no seu diploma, Dex é de família rica; formado em Antropologia; mas poderia muito bem mudar de profissão quantas vezes quisesse e ainda sim terminaria rico no fim da vida. Eles sabem que no dia seguinte, após passarem a noite conversando sobre a vida, vão seguir caminhos completamente diferentes e é com isso que a história começa se desenrolar. 
    O livro é narrado de uma maneira inusitada. Cada capítulo conta apenas os acontecimentos de um dia do ano, todo dia 15 de Julho, durante uns vinte e poucos anos. Narrado em terceira pessoa ele alterna entre os dois personagens que, mesmo de longe, agora são amigos e se comunicam por cartas. Ou melhor, Emma escreve cartas e Dexter manda alguns cartões-postais, o fato é que eles sentem muita falta um do outro e um sentimento começa a ser nutrido dentro de cada um, mas a diferença entre os dois é gritante. A forma como o livro é narrado foi muito diferente pra mim, apesar de eu não ter gostado muito do fato de que cada capítulo conta apenas os acontecimentos de 1 dia do ano e não mais que isso. 
    O livro não é dos mais cativantes, mas também não é tão lento. Porém, muitas coisas me incomodaram como, por exemplo, a construção dos personagens. Emma é uma garota bonita, mas sem muita graça também; é inteligente, mas não também extremamente autodestrutiva e acomodada. Ela não é o tipo de personagem chata e cheia de mimimi, ela só é apática. Não tem nada de interessante nela. Além de que o autor não pegou leve na hora de desgraçar a vida da coitada: tudo dá errado pra ela. Ela mora com uma amiga que é um saco; depois decide viver de teatro (o que não dá dinheiro nenhum); volta a morar com os pais e é obrigada a ouvir bobagens; acaba indo trabalhar em um restaurante (que é uma espelunca) mexicano e por aí vai. A vida dela chega a dar dó.
    Dexter por outro lado é mimado; convencido; arrogante; alcoólatra; galinha e mais um milhão de coisas. Literalmente um filho da mãe. Não existe praticamente nenhuma razão pra gostar dele, só a Emma. Ela é o melhor dele e como ela também não é lá grande coisa então fica difícil. Eu não gostei nada dos personagens individualmente, mas como um casal até que eles não são tão ruins assim. Afinal eu só continuei lendo até o final porque queria desesperadamente vê-los juntos. Não que eu tenha gostado muito do livro ou do enredo não, é que eles se desencontram TANTO durante o livro INTEIRO que chega dar raiva, mas aquela raiva que não te deixa dormir em paz até você descobrir o que acontece com o casal.
    Sem mencionar que enquanto a Emma sofre o cão que o diabo amassou, Dexter é quem está em ascensão e isso dura por vários anos. Chega a cansar. Mas quando as coisas começam a dar errado para ele, é Emma quem começa a dar um pouco mais "certo" na vida e todas as coisas colaboram pra que eles não fiquem juntos, mas é claro que é um romance e é clichê então mesmo sem ter nenhum motivo aparente que explique porquê eles estão apaixonados um pelo outro, eles acabam felizes. Até um certo ponto.
    Eu odiei o final. É triste, mas não é emocionante. Depois de o livro todo já ter sido ruim no enredo; na narrativa e na construção dos personagens, eu esperava que pelo menos o final fosse bom, mas só me decepcionei mais ainda. Eu sou muito chorona, mas não derrubei uma só lágrima com o final escolhido pelo autor e acho mesmo é que o livro poderia ter acabado uns cinco ou seis capítulos antes do verdadeiro final. A impressão que dá é que ele quis encher linguiça e perdeu o rumo, sabe? E mesmo depois de um acontecimento X ele quis continuar escrevendo e contou um pouco mais de como Emma e Dexter se tornaram amigos. Gente, foi desnecessário.
    Conclui dando duas estrelas apenas e eu vou terminar logo esta resenha antes que eu me arrependa da nota e a diminua mais ainda. O livro me deixou frustrada então não consigo recomendá-lo pra ninguém. Vou ver o filme e esperar que ele seja melhor!

36 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Oi linda, tudo bem?
    Estava ansiosa para chegar na sua resenha, tenho um caso de amor muito grande com esse livro e um xodó a parte...foi o primeiro livro que li e o primeiro livro que ganhei da minha mãe e que me marcou completamente por conta da história de Dexter e Emma! Foi incrível ler a sua resenha e relembrar sobre os personagens, relembrar das páginas que me fizeram viajar para outro mundo onde eles existiam de verdade! ;D Amei, me arrepiou! Beijinhos
    http://followyourdreamalways.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Karol, queria ter gostado tanto quanto você do livro...

      Excluir
  3. Olá!

    Eu sou fã demais desse romance sabe? Esse livro se tornou meu xodozinho por causa dos personagens. Eles são muito cativante e roubaram meu coração de uma forma, que poucos livros foram capazes de fazer isso. Adorei tua resenha, suas fotos são tão lindas e a diagramação desse livro é muito maravilhosa, diva, ryca de romance.

    Bjinhoos
    Oxente, Leitora!

    ResponderExcluir
  4. Muitas pessoas já me indicaram a leitura desse livro, e eu nunca sei ao certo se quero ou não lê-lo. Após ler sua resenha, não me senti mais atraída por esse livro, esperava algo totalmente diferente, e essa premissa não me convenceu.
    Mas adorei a sua resenha, muito bem detalhada, e com ótimos argumentos.
    Beijos

    blog-myselfhere.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bom servir pra esclarecer Bárbara, o livro também me passava uma ideia completamente diferente antes!

      Excluir
  5. Eu amei esse livro, o filme.
    Para mim eles eram o "casal!"
    E no final fiquei estupefata.
    Bjs
    www.mundoliterando.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? Eu perdi a vontade de ver o filme :/

      Excluir
  6. acredita que eu tive a oportunidade de ler, mas n li acabei abandonando pela metade porém antes não tinha conhecimentos dos blog então n sabia tão profundamente como era o enredo hj em dia é mas prático e confesso que suas conclusões foram as mesmas que as minhas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, ufa, finalmente achei alguém com opinião similar. Achei que só eu não tinha gostado :/

      Excluir
  7. Eu nunca me interessei por esse livro, um dia a cada ano me parece pouco demais.
    Ah, te indiquei numa tag, Thaisa!
    Bjs

    www.achadosdamila.com.br

    Fanpage - Achados da Mila

    ResponderExcluir
  8. Oie, adorei a sinceridade na resenha. Ano passado tentei ler Nós, desse mesmo autor e não consegui gostar nem um pouco e encontrei os mesmos defeitos que você encontrou aqui: personagens chatos, apáticos, mal construídos e um final horroroso, deve ser característica do autor. Acho que eu também me incomodaria com isso de ser narrado só um dia no ano e o resto não ser contado. Eu tenho esse livro na minha lista de futuras leituras, mas sinceramente não tenho toda essa vontade de fazer a leitura em breve. Que pena que não funcionou para você mas sempre vale a pena lermos para conhecer, né.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tamara, realmente, valeu a pena pra eu tirar a ideia que eu tinha dele da cabeça. Achei que o autor cagou muito na história, ele poderia ter feito muito melhor acho.

      Excluir
  9. Gente, claramente vemos como gosto é uma coisa tão estranha, individual e pessoal de cada pessoa, pois eu simplesmente amei o livro e ele é um dos meus favoritos da vida, amo o romance de Em e dex e sou perdidamente apaixonada pelos dois personagens, que pena que não gostou :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, vejo que bastante gente gostou dele, fiquei me sentindo até mal agora kkkkk Mas gosto é gosto mesmo, né?

      Excluir
  10. Oi, como vai?
    Esse livro estava na minha primeira semana da #MLI2016 como o Encalhado, mas eu não li porque tive que passar leitura de parceria na frente, lol. Eu tenho ele há pelo menos 3 anos na estante!
    Uma pena que não tenha funcionado para você e eu espero do fundo do meu coração que funcione para mim, apesar de eu odiar finais mal construídos.
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luiza, espero que funcione pra você melhor do que pra mim, de verdade. Boa sorte!

      Excluir
  11. Heey, tudo bem? Nossa, você não gostou MESMO do livro! hehe. Eu levei duas tentativas para conseguir sair da página 50, mas na terceira tentativa de leitura eu me surpreendi bastante... não costumo amar tanto livros que não me cativam de primeira, mas esse foi uma exceção. Amei demais a Emma, e por mais que o Dexter tenha uma quantidade impressionante de defeitos, não consegui odiá-lo de fato. Eu acho que o autor quis dar bastante realidade pro livro, nos diálogos, na interação dos personagens, na ambientação; pelo menos foi o que senti. E sobre o final: é realmente muito triste, e também não chorei. Acabei por ter muita raiva do autor e diminui uma estrela da nota final. É um livro que irei reler um dia, sim, mas não acho que irei continuar pensando o mesmo dele depois de alguns anos. Gostei muito de conhecer teu ponto de vista e sua resenha ficou ótima!

    Beijos!
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realidade teve mesmo, mas só que até demais né? Os personagens sofreram mais do que o necessário pra um livro kkk

      Excluir
  12. Olá,

    Essa história me trouxe sentimentos tão diversos, que ao ler sua resenha fico ainda mais emocionada. Gostei tanto da Em e do Dex. A forma como os dois se completavam, mas nem se davam conta disso, é simplesmente encantador. Derramei muitas lágrimas no final, mas faria a leitura toda novamente se pudesse.

    Abraços
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. UAU, EU TO CHOCADA COM A QUANTIDADE DE GENTE QUE GOSTA DESSE LIVRO, SÉRIO KKKKK queria ter tido essa visão de vocês!

      Excluir
  13. IH, ALA A DIFERENTONA, HAHAHA!
    Oi Tha, tudo bem?
    Confesso que estou extremamente surpreso com a sua resenha, foi a primeira resenha negativa de Um Dia que eu já vi em toda a minha vida. Mas te entendo perfeitamente, não em questão ao livro, porque ainda não o li, mas em questão ao final. Detesto quando o autor já tem a conclusão em suas mãos mas decide estender mais um pouquinho. Tipo, pra que diabos fazer isso?
    Enfim, ótima resenha e amei as fotos.

    Beijos
    http://ummundochamadolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHAHAHHAHAHA TINHA QUE TER ALGUÉM NÉ? Poxa, fiquei de cara que só eu não gostei do livro, mas espero que você possa ler então pra tirar suas próprias conclusões!

      Excluir
  14. Oie
    eu acho essa história muito bonita e me emociono muito no livro apesar da narrativa meio chata na minha opinião e no filme, que me fez chorar

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora tô em dúvida se vejo ou não esse filme kkkkk

      Excluir
  15. OIiii

    Só assisti o filme baseado no livro e mesmo sendo bem triste achei a estória linda. O livro pra ser bem sincera nunca tive vontade de ler, meio que não espero nada a alem do que já conheço, mas vendo sua resenha pude ver que tem muita coisa boa. Não sei se daria uma chance mas fiquei curiosa.

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Stefani, não sei se você leu direito a resenha pq eu não ressalvei muitas coisas boas do livro kkkk

      Excluir
  16. Oiii
    Tadinha! hahah
    Fiquei com pena de você. Eu já assisti o filme e também tenho ressalvas.
    Pena que você não tenha gostado! Como já vi o filme não sei se lerei o livro!
    Bjus

    ResponderExcluir
  17. Olha quando li esse livro fiquei passada, mas tive algumas impressões iguais a vc, como a construção dos personagens, o final arrasador, tanto que nunca resenhei esse livro kkkk Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E reconfortante saber que eu não fui a única a não ter gostado kkkk

      Excluir
  18. Olá,
    Que alivio saber que tem mais gente que não gostou. porque assim como você sempre li milhões de coisas positivas, e me desanimei tanto quando li e pensei: era só isso?
    Sério, me senti bem frustrada também, e me livrei rapidinho dele num sebo da vida.

    http://euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Debyh, olha que interessante: eu achei ele num sebo e trouxe pra casa. Quase certo que vou devolvê-lo lá mesmo!

      Excluir
  19. Hola!
    Yo no sé escribir en portugués pero espero me entiendan =)
    A mi este libro me mantuvo muy entretenida en su mayor parte, pero ya hacía el final lo odié de hecho me dejo muy triste y no paraba de llorar por lo que me tomo un tiempo en leer las últimas páginas. En general, siento que me dejó sin esperanzas y por ello no me gusto mucho. Estaba enojada con el autor, creía que era un amargado (jijiji).

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.