Beda 19 | Resenha: A caçadora de bruxos, Virginia Boecker

19 de agosto de 2016

    "No mesmo estilo de Guerra dos Tronos, “A Caçadora de Bruxos” reconstrói uma Inglaterra medieval mítica, com magia e muita intriga política. Na Ânglia do século XVI, a prática da magia é ilegal e infratores são queimados nas fogueiras. Elizabeth Grey é uma das melhores caçadoras de bruxos do rei: ela localiza e captura Reformistas, rebeldes suspeitos de praticar feitiçaria para que sejam julgados e executados, conforme manda a lei. Até que, inexplicavelmente, ela é incriminada e acaba presa sob a acusação de praticar a arte que se dedicou a erradicar. A salvação, no entanto, acaba vindo na forma de seu maior inimigo: Nicholas Perevil, o mago mais poderoso e procurado de Ânglia. À medida que Elizabeth se associa aos Reformistas, suas crenças sobre a legitimidade da proibição da magia são profundamente abaladas. Ela se vê em meio a uma contenda política de proporções épicas e percebe que seus antigos aliados agora são seus inimigos mortais. Será que Elizabeth está pronta para decidir de qual lado está sua lealdade, afinal de contas?"

Título: A caçadora de bruxos | Autora: Virginia Boecker | Editora: Galera Record | ISBN: 9788501073006 | Páginas: 308 | Skoob | Compre aqui
Livro cedido em parceria com a editora para resenha


   
Desde o primeiro momento em que eu recebi os livros nas minhas mãos eu imaginei que eu não fosse gostar dele. Não criei expectativa alguma e tampouco li a sinopse, pois odeio lê-las, acaba revelando demais muitas vezes e me deixa frustrada na maioria delas, pois acabo esperando demais da história e nem sempre ela é tão incrível quanto a sinopse diz. 
    Eu torci o nariz mesmo, porque o que eu conseguia deduzir tendo essa capa e título seria a história clichê de uma garota forte; treinada e preparada para caçar bruxos, até que por algum infortúnio ela se apaixonaria por um deles e viveria o conflito de decidir entre caçá-lo ou amá-lo. 
    A narrativa é ótima e o livro fluiu mais rápido do que eu esperava. Uma escrita muito bem feita, porém sem detalhes exagerados ou palavras demasiadamente difíceis, pelo contrário, é simples capaz de prender qualquer leitor. Até mesmo quem não goste de fantasia.
    O enredo não tem absolutamente nada a ver com o que eu imaginava. Elizabeth não quer saber de outro garoto além de Caleb, seu melhor amigo, mas ele não a vê de outra forma senão como a amiga de infância. Há algum tempo as coisas tem estado estranhas entre eles, pois Elizabeth vem escondendo um segredo que faz com que ela perca o foco de suas missões. Mas este segredo nem Caleb pode saber o que é. 
    Devido a este mistério, Elizabeth acaba sendo condenada à morte por Blackwell, o mesmo Inquisidor que a treinou para ser uma caçadora de bruxos, acusada de feitiçaria. A magia é extremamente proibida em Ânglia. Acontece que o mesmo motivo de sua condenação é também a sua única salvação, quando o mago Nicholas Perevil a resgata. 
    Nicholas a salva da prisão quando ela já esta muito doente e quase morrendo, mas ele tem seu preço e espera algo em troca. Ela é designada à uma missão, e aí entram outros personagens interessantes na história. Como George; Fifer e John.
    A construção dos personagens é fantástica, todos se desenvolvem muito ao decorrer da trama. Além da quantidade de aventura; suspense; luta e, é claro, romance. Porém o romance é muito bem inserido na história, discretamente e, portanto, não é o foco do livro. O que deixa tudo mais interessante e menos maçante.
    Quando terminei o livro senti que, literalmente, havia mordido a língua. O livro me surpreendeu de diversas maneiras e foi tudo aquilo o que eu não esperava de uma história de bruxos. Eu não queria ter terminado, queria continuar e ler mais. Desconfio que se trate de uma série ou trilogia, ainda não pesquisei sobre, mas dei nota cinco e o livro está com certeza entre os meus favoritos do ano até agora.

9 comentários:

  1. Esse livro tem um contexto um pouco parecido com o que estou lendo que se chama revelação.. Ele também se passa na Inglaterra antiga e fala sobre os reformistas.Nunca me imaginei gostando desse tipo de livros também,porém,eu estou apaixonada e cada página que passo o amor aumenta.É incrível quando o livro nos pega né? Beijos
    http://escolidivas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Não curto muito esse gênero literário, mas até que achei interessante o fato de ela ser salva pelo inimigo dela.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá,

    Li esse livro alguns dias atrás e gostei muito da obra. Adorei a forma como o ceticismo da personagem foi quebrado e o desenvolvimento da história foi muito bom.

    Abraços
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  4. é maravilhoso quando um livro faz isso com a gente. Não esperar nada e se surpreender de forma positiva ^^
    Já tinha ouvido falar dele mas não dei muita atenção... mas vc me ganhou quando compara com GOT <3 e pelo jeito não tem romance...
    dica anotada ;)
    bjs...

    ResponderExcluir
  5. Também nao dei nada pela capa e titulo, mas ao ler sua sinopse super me interessei hahaha. Não é aquele livro que fiquei morrendo de vontade de ler, mas deu uma curiosidadezinha em ler hehehe. Flores no Outono 

    ResponderExcluir
  6. Oie
    que legal sua resenha, eu não tenho curiosidade no livro mas já ouvi falar muitas vezes e super bem, quem sabe um dia eu arrisque

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Eu ainda nem havia ouvido falar nesse livro, mas fiquei super interessada na sinopse. Sua resenha me fez ficar ainda mais curiosa, eu gosto de livros assim, ainda mais por causa da pitada de romance.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. oi ^^ eu já havia visto resenhas sobre esse livro e a grande maioria foi bem positiva. tão bom quando a gente se surpreende né? :)
    gostei da opinião, vou ver se leio em breve. Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem?
    Quando vi este visto a primeira vez achei que era de terror, então já fui descartando. Mas pela a sua resenha o livro parece ser bem interessante!
    Gostei muito da sua resenha!
    Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.