Resenha: As letras do amor, Paula Ottoni

12 de setembro de 2016

    "Bianca acabou de largar um curso de graduação de que não gostava, seus pais vão se divorciar e seus irmãos pequenos estão cada dia mais barulhentos. A oportunidade perfeita de escapar surge quando seu namorado, Miguel, resolve ir a Roma abrir uma empresa para o pai. Bianca decide que aprender italiano, arrumar um trabalho temporário e ajudar Miguel em seu negócio será um bom começo. O que parecia um sonho, porém, torna-se uma incerteza ainda maior quando Miguel fica sempre fora de casa, os empregos de Bianca não duram mais que uma semana, e, cada dia mais próxima de Enzo – o melhor amigo de Miguel, com quem moram –, ela começa a questionar seus sentimentos."
Título: As letras do amor | Autora: Paula Ottoni  | Editora: Novas Páginas | ISBN: 9788581638430 | Páginas: 224 | Skoob | Compre aqui

Livro cedido em parceria com a editora para resenha


    A transição da adolescência para a fase adulta é extremamente complicada. Bianca desistiu da faculdade de Pedagogia há algum tempo e ainda não tem ideia do que quer fazer na vida, por isso quando seu namorado Miguel a convida para ir com ele passar 6 meses na Itália, ela fica muito mexida com a proposta. Ela quer viajar e descobrir do que realmente gosta, mas ao mesmo tempo se sente insegura pois, mesmo namorando há mais de um ano, ela continua virgem e não sabe como vai lidar com o fato de passar toda a viagem dormindo no mesmo quarto que Miguel. 
    Eu me interessei pelo livro porque imaginei que ele tivesse alguma ligação com música, por causa do titulo e ele até tem, mas uma relação bem pequena e insignificante. A escrita é leve e portanto a leitura fluiu rapidamente, mas à partir da página 30 eu já sabia como seria o final, pois o enredo é extremamente clichê e portanto, previsível. Não é muito ruim de ler, eu fiquei curiosa pra saber como as coisas se desenrolariam pra chegar naquele final, mas foi tudo exatamente como eu imaginei. 
    Os personagens não me conquistaram, são estereótipos prontos e nada emocionantes. A garota insegura e apaixonada; o namorado babaca e que não dá valor; a melhor amiga louca e linda e o melhor amigo que é um príncipe aparentemente sem defeitos que mexe com o coração de todas as garotas. As cenas românticas tampouco são envolventes, de nos deixar com frio na barriga. Não consegui me identificar ou me conectar com os personagens de maneira alguma.
    O livro não é mal escrito, pelo contrário, a autora é bastante feliz na escolha de palavras, mesmo sendo algo simples e leve como eu já disse. O enredo não é dos melhores realmente, me lembra muito uma fanfic (nenhuma específica) devido a facilidade como as coisas acontecem e pela superficialidade de alguns personagens também. Não é algo que eu leria novamente ou que recomendaria aos meus amigos e leitores, mas, pela leveza do livro é uma boa dica pra ler no trajeto de uma viagem ou num domingo preguiçoso. Apenas para relaxar. 
    Dei nota 2 ao livro. A diagramação está legal, gostei da capa e do design do livro. A fonte está em tamanho ok e foram pouquíssimos os erros de revisão que eu encontrei. Não me sinto instigada a ler outro livro da autora, mas ela está no caminho certo, creio que tenha muitas outras ideias criativas que possam ser mais trabalhadas e desenvolvidas. 

16 comentários:

  1. Oiii Thaísa, tudo bem?
    Você não é a primeira pessoa que fala sobre a obra em relação da avaliação não muito alta citada na resenha, mas mesmo assim eu fiquei inspirada em realizar a leitura por causa da escrita da autora e porque gostei da capa mesmo, achei bem fofa.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Morgs, só te desejo boa sorte querida... Boa leitura!

      Excluir
  2. Ola
    Vish então com certeza passo a dica.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fazer o que, né? Espero trazer dicas melhores...

      Excluir
  3. Ola
    Vish então com certeza passo a dica.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Senti o mesmo que vc lendo esse livro e minha resenha está agendada..
    Não consegui aceitar a personagem, ela me irritou bastante..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No começo ela era insuportável, depois foi melhorando, depois voltou a ficar ruim e ficou pior ainda. Não me desce!

      Excluir
  5. Senti o mesmo que vc lendo esse livro e minha resenha está agendada..
    Não consegui aceitar a personagem, ela me irritou bastante..

    ResponderExcluir
  6. Para mim, de acordo com a sua resenha, nem para um domingo a tarde leria a obra. Penso que tem obras leves e clichês que encantam mais. Então passo a dica. Mas gostei da sinceridade de sua resenha.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tammy, que bom saber que está curtindo meu jeito de resenhar. Espero que as dicas sempre ajudem!

      Excluir
  7. Oie,

    Só pela sua resenha eu já fiquei irritada. Quando li o livro After, os primeiros me senti assim. As personagens são clichês e não tem nada que as desenvolva ou traga algo diferente. Terminei porque assim como você, eu não deixo uma leitura pela metade. Minto! kkk Não consegui terminar a garota do calendário. Eu odiei a Mia. Comprei porque era modinha.

    Beijos e Parabéns por tua sinceridade Thay, sou uma apreciadora de suas resenhas.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, fico muito feliz em ler isso, viu? Bacana saber que está curtindo as resenhas. Não me interessei pela garota do calendário...

      Excluir
  8. oi ^^
    mana ainda bem que eu não li esse livro, pq olha se eu já não queria ler antes, imagina agora.
    é tão ruim qndo a gente não consegue se conectar né? bom, de qualquer forma eu passo a leitura. Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alice, é péssima a sensação. Eu tentei de todas as formas, mas não rolou!

      Excluir
  9. Olá Thais entendo o quis dizer sobre o livro, apesar de ser uma premissa legal, ele se torna imprevisível quando o autor não cria empatia para os personagens. Quem sabe um dia leia esse livro. Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Flor, é Thaísa* hahaha. Mas se ler o livro me conta o que achou, ok?

      Excluir

Tecnologia do Blogger.