Não aprendi dizer adeus

6 de outubro de 2016


    Eu sei que você já ouviu essa frase em um sertanejo por aí, aquele que os nossos pais costumam cantar no fim da festa quando estão todos bêbados. Eu que nunca entendi o verdadeiro sentimento por trás de toda a música, hoje descobri que eu também não aprendi. Não sei dizer adeus. E na verdade eu nem sei se quero. Então desculpa a confusão, mas eu tô me esforçando pra entender. Entender quem eu sou, o que eu quero e o que eu realmente sinto. 
    Tudo o que eu posso dizer é que te quero de volta e que dói só de imaginar você por aí, se acostumando a uma nova rotina sem mim, aprendendo que existem novos gostos e cheiros por aí, quem sabe até outras pessoas mais interessantes que eu. A verdade sobre mim é que eu sou fodida da cabeça, eu sempre fui amor, e talvez não exista mais solução pra mim. Eu juro que eu tentei mudar, mas sozinha eu não consigo, não dá. Eu preciso de ajuda só que esse fardo não é teu. 
    Eu não consigo me despedir do teu sorriso, da tua voz e de toda a história que construímos. Todos os sonhos que tínhamos pro futuro não fazem mais sentido, porque eu não quero realizar com mais ninguém. Eu não consigo deixar pra trás de uma hora pra outra todas as suas manias, seus defeitos e pior ainda suas qualidades. Dói demais, de repente, não te ter mais do meu lado. E embora eu tenha motivos suficientes pra ir, é impossível não querer ficar.
    Ficar do teu lado, tentar mais uma vez, uma última quem sabe. Ficar mais próximos e ficarmos bem, só eu e você sem interferência de ninguém ou de nenhum outro fator. Porque é injusto deixar que outros problemas, sobre os quais você não tem o mínimo controle, interferirem na nossa relação. Parece injusto ser tão desgraçada assim das ideias que eu não consiga conciliar tudo ao mesmo tempo, quando o que eu mais quero é enfrentar o mundo do teu lado. 
    Eu sou mais confusa que os filmes clássicos que ninguém consegue entender, a diferença é que todo mundo tenta descobrir o enigma destes grandes filmes, porque todo mundo já quis ser cult um dia. Mas ninguém nunca teve a audácia de tentar me desvendar e me entender quanto você teve e é por isso que me afastar dói tanto. Porque eu sei que talvez eu esteja abandonando a pessoa que mais me amou na vida e eu sei que pra isso é preciso coragem. E quando eu penso assim, até me esqueço de todos os nossos erros e brigas e problemas e palavras que foram ditas. 
    Se nas novelas os casais se desencontram tanto, brigam, se magoam, mas acabam se perdoando e ficando juntos no final, por quê não nós dois? Por que é que eu tenho que acreditar nessa coisa de que nem sempre terminamos com os amores de nossas vidas? Por que é que parte de mim ainda teima em desistir? Você não é perfeito, eu sei do seu um milhão de defeitos, mas eu também sou amor e é por isso que eu ainda não disse adeus. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.