Resenha: Boa Noite, Pam Gonçalves

23 de outubro de 2016


 "Alina quer deixar seu passado para trás. Boa aluna, boa filha, boa menina. Não que tudo isso seja ruim, mas também não faz dela a mais popular da escola. Agora, na universidade, ela quer finalmente ser legal, pertencer, começar de novo. O curso de Engenharia da Computação - em uma turma repleta de garotos que não acreditam que mulheres podem entender de números -, a vida em uma república e novos amigos parecem oferecer tudo que Alina quer. Ela só não contava que os desafios estariam muito além da sua vida social. Quando Alina decide deixar de vez o rótulo de nerd esquisitona para trás, tudo se complica. Além de festas, bebida e azaração, uma página de fofocas é criada na internet, e mensagens sobre abusos e drogas começam a pipocar. Alina não tinha como prever que seria tragada para o meio de tudo aquilo nem que teria a chance de fazer alguma diferença. De uma hora para outra, parece que o que ela mais quer é voltar para casa."
Título: Boa Noite | Autora: Pam Gonçalves | Editora: Galera Record | ISBN: 9788501106698 | Páginas: 240 | Skoob | Nota: 5/5
Livro recebido em parceria com a editora para resenha

    Boa Noite não é nada do que eu esperava. É melhor ainda e é, devo ressaltar, dedicado pela própria autora às meninas, garotas e mulheres. Devido a sinopse, eu imaginava um romance adolescente e leve pra ler em uma tarde e, em partes é isso também, mas muito mais. Vamos falar sobre.
    A escrita de Pam é suave e convidativa, nos prende rapidamente a história de Alina. Uma nerd de exatas que muda de cidade pra cursar Ciência da Computação, mas que também quer deixar esse rótulo pra trás e se engajar em algum tipo de vida social. Mas quando ela se muda para a República da Loucura, encontra dificuldades pra se adaptar à este novo estilo de vida e as experiências, boas ou ruins, que ele traz.
    Não demorei nada pra me sentir conectada com o livro, mas aceitar a personagem principal foi uma tarefa lenta. O fato de ela ser "certinha" demais me irritou um pouco no começo, mas aos poucos fui percebendo como esta característica fazia sentido dentro do enredo e também senti uma evolução enorme da personagem. Em alguns momentos ela foi facilmente influenciada, mas consegui entender também o objetivo da autora com algumas características, afinal é completamente normal qualquer pessoa ser influenciada em alguns momentos da vida e principalmente numa fase como esta, cheia de mudanças que é a entrada para uma universidade.
    O livro é bem realista, conta várias histórias além da de Alina e são coisas que poderiam acontecer com qualquer um de nós, o que nos aproxima muito e deixa a narrativa mais divertida e faz a leitura fluir rapidamente. Os temas abordados são temas atuais e que precisam ser muito discutidos ainda: como a homofobia e o estupro. Inclusive, fiquei apaixonada pelo final e pela proposta de intervenção da personagem para o problema em si. 
    Me senti enojada com algumas cenas, que só quem chegar a ler vai entender do que estou falando. Mas recomento o livro a qualquer pessoa do mundo e de qualquer idade, se compararmos o livro ao conto da Pam em O amor nos tempos de #likes, posso dizer que a escrita da autora evoluiu bastante de um para o outro, amadureceu. Talvez isso se deva ao fato de que aqui ela teve mais espaço para trabalhar a ideia, ou seja, não me decepcionei nem um pouco. Só fiquei com gostinho de quero mais.
    Boa Noite é um livro com personagens incríveis que eu gostaria que fossem meus amigos, é um livro pra se ler em um dia. Um livro que te emociona e te dá coragem, um livro pra ler e reler inúmeras vezes. Eu que quase não leio nacionais me sinto extremamente orgulhosa de ver que alguém que eu acompanho há tantos anos, como a Pam, tendo seu potencial reconhecido. Quero ler até a lista de compras dela de hoje em diante. 

15 comentários:

  1. Olá!
    Eu realmente compreendo essa coisa de querer experimentar novos ares que a personagem tem. Estamos em uma fase de descobertas e tudo. Gosto quando os personagens se evolui, e como você, jurei que fosse um romance infantil. Mas o livro parece ser muito bom e quero dar um oportunidade para ele!

    Oxente, leitora!

    ResponderExcluir
  2. Hey, Thaísa!

    Acabei de ler esse livro e também adorei!
    Fiquei muito fã da Pam e certamente lerei outros trabalhos dela.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Olá.
    Ao ler o nome da autora eu já quero ler esse livro, tenho um que ela escreveu e amei a forma com que ela desenvolve a história.
    Com certeza esse está na minha lista de desejos rs
    Beijocas.

    meumundosecreto

    ResponderExcluir
  4. Pela resenha e a sinopse, vi um livro adolescente com grande potencial. Como você salientou que traz questões pertinentes a sociedade, vou ler e quem sabe usar no trabalho. Visto que trabalho com adolescentes.

    ResponderExcluir
  5. Está é a primeira resenha que leio do livro, confesso que fiquei um pouco curiosa mas não o suficiente para ler ainda ( a lista de atrasados está quilométrica) mas quem sabe eu não leia em breve para saber se minha opinião bate com a sua.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Thaísa!
    Adorei essa dica de leitura. Ainda não li nenhum livro dessa autora, mas já coloquei esse na lista.
    Definitivamente é uma tristeza termos que mudar para sermos aceitos e, muitas vezes, mudar para pior ou esconder quem realmente somos. Além de triste, isso pode ser desastroso.
    Beijos!
    Gatita&Cia.

    ResponderExcluir
  7. Eu quero muito ler Boa Noite, mas confesso que eu estou com o pé atrás. Muitas pessoas tão falando bem do livro, mas não sei se isso acontece porque o livro é realmente bom, ou porque foi a Pam quem escreveu. Entende?

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá,

    Estou louca para embarcar nessa história, pensei que seria um livro clichê mas pela sua resenha a história parece ser muito mais do que parece.

    ResponderExcluir
  9. Nossa Thaísa, confesso que não imaginava que esse livro pudesse ser tão bom. Sua resenha despertou a minha curiosidade para ler... até por que me identifiquei bastante com a protagonista. ótima resenha! Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oie
    ai eu tambem li e adorei a leitura, foi super descontraída ao mesmo tempo que abordava um monte de assuntos tensos, fiquei muito orgulhosa da Pam e somos duas que queremos ler a lista de compras dela hehe

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Não imaginei que fosse uma história tão forte, achei que era um romance adolescentes daqueles clichés kkkk vou tentar ler!
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  12. Não imaginei que fosse uma história tão forte, achei que era um romance adolescentes daqueles clichés kkkk vou tentar ler!
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  13. Olá Thaísa, não imagina que o livro traria alguns temas fortes como este e pelos seus comentários acho que a autora deve ter trabalhado ele bem *-* Adorei saber que é um livro para se ler em um dia, preciso de livro fluidos assim <3 Dica anota.

    http://meumundo-meuestilo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá,
    Ainda não li nada de Pam, mas vejo que ela está conseguindo a evolução literária. E este livro é um exemplo claro disto. Gostei dos temas tratados e principalmente a forma como a autora aborda.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.