Resenha: Illidan, William King

2 de novembro de 2016


    "Illidan Stormrage é um dos seres mais poderosos já a andar as terras de Azeroth. Ele também é um dos menos compreendidos. Por trás de sua lenda, abaixo de sua missão enigmática, mentiras uma brilhante mente cujas maquinações são compreendidas por poucos — e ainda menos confiável. Começou o reinado de justos do Illidan de Justiça e vingança. Há muito tempo, o feiticeiro elfo noturno Illidan se infiltrou na demoníaca Burning Legion para repelir a invasão de Azeroth. Em vez de saudando-o como um herói, marcaram ele como traidor, questionando as intenções dele, depois ele apareceu para ajudar os senhores do demônio. Há dez mil anos, ele definhou na prisão — vilipendiado, isolado, mas nunca esquecendo o seu propósito. Agora a Legião voltou, e há apenas um campeão que pode verdadeiramente ir contra ele. Liberado de suas amarras, Illidan prepara-se para o confronto final no Reino alienígena de Outland, reunindo um exército de nagas, grotescos fel orcs, elfos de sangue astuto e caçadores de demônios para o lado dele. Ele só sabe que motivos profundamente ocultos vão guiar sua mão; Ele só entende o preço que deve ser pago para derrotar os inimigos da criação. Ainda como antes, ele é assaltado por aqueles que vêem seus esquemas como uma cínica busca por poder, incluindo o elfo noturno Maiev Shadowsong, seu antigo carcereiro. Warden Shadowsong e seus observadores tenham prosseguido o traidor para Outland à vingança exata por seus crimes, e ela não descansará até Illidan é sob sua custódia... ou no seu túmulo."

Título: World of Warcraft - Illidan | Autora: William King | Editora: Galera Record | ISBN: 9788501076830 | Páginas: 308 | Skoob | Nota: 3/5
Livro recebido em parceria com a editora para resenha


    Illidan Tempesfúria é um elfo, um dos mais poderosos que já passaram por Azeroth, mas considerado um traidor. Ele se infiltrou na Legião Ardente para conhecer melhor seus inimigos e descobrir suas fraquezas, fingindo ser um aliado enquanto buscava uma forma de destruí-los e salvar Azeroth. Mas seu povo não o considerou como um herói e, sendo julgado traidor, Illidan ficou preso por dez mil anos. 
    Agora a Legião voltou e ele é o único que pode enfrentá-la, então foi solto por sua amada Tyrande e assim parte para se preparar para o confronto. Mas se torna novamente incompreendido e a partir disso é que a trama começa a se desenrolar. 
    Eu já contei por aqui que nunca joguei WoW e tampouco li todos os livros, apenas Durotan e o Livro oficial do filme. Decidi que queria conhecer mais do universo e portanto solicitei Illidan para leitura, querendo entender o motivo de ele ser um dos personagens mais amados pelos fãs da franquia. Mas confesso que cair de paraquedas me atrapalhou muito na leitura, porque eu demorei demais pra conseguir me sentir conectada com os personagens e o enredo. 
    Não seria capaz de criticar o enredo em si, pois eu não conhecia os personagens até agora. De qualquer forma me encantei com Illidan e matei a saudade do universo de orcs, feiticeiros e de cenas de luta. Continuo curiosa pra conhecer mais sobre o universo, mas a partir desta experiência juro solenemente a mim mesma que não vou mais cair de paraquedas, mas vou começar a ler a do começo toda a história de World of Warcraft e quem sabe, começar a jogar também. 
    A narrativa de William é muito gostosa e fácil de acompanhar, tive minhas dificuldades pra me conectar com a história, porém deixo claro que não foi a escrita dele o problema. O livro foi lançado juntamente com uma nova expansão do jogo de WoW, onde Illidan é o personagem principal, pois Legion se passa na terceira invasão da Legião Ardente em Azeroth.
    A lição que eu consegui tirar do livro é que toda história tem dois lados e nem sempre as coisas são o que parecem. Os "vilões" às vezes só são incompreendidos. 

8 comentários:

  1. Também nunca joguei WoW, mas tenho um interesse imenso em ler os livros. Adoro histórias com elfos e demônios!
    www.rosastenue.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, tudo bem? Quero começar a série toda do começo pra ver se eu entendo melhor.

      Excluir
  2. Olá, tudo bem? Eu nunca joguei o jogo, mas assisti ao filme e fiquei bastante interessada na história. Sua resenha me convenceu. Vou anotar a sua dica na minha lista de leitura. Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi!!
    Eu adoro esse game, conheci ele depois de muito jogar Diablo, já que eles são da mesma produtora.
    Tenho vontade de ler os livros, para quem joga e conhece a história e os personagens, os livros são muito legais, eu li os do Diablo lançados pela Galera e adorei.
    Agora que li a tua resenha me deixou com mais vontade conhecer os livros.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  4. Morro de vontade de jogar WoW e ainda mais de ler os livros, mesmo não curtindo muito elfos e as criaturas do jogo nos livros, eu acho que eu iria gostar.

    ResponderExcluir
  5. Olá Thaisa, tenho curiosidade de conhecer esse mundo do Jogo/Livro e como eu tenho o livro do filme espero conseguir um tempinho para lê-lo em breve *-* É ruim quando acabamos caindo meio perdidos no enredo mesmo, mas pelos seus comentários parece que o personagem conseguiu te cativar um pouco também *-*

    http://meumundo-meuestilo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Nunca gostei deste tipos de jogos, e apesar de ser um universo incrivel, não me interesso muito pela leitura, justamente porque eu nem ia cair de paraquedas como vocês, e sim direot de cara no chão.

    ResponderExcluir
  7. Oiee,
    Não conhecia o livro, acho que nunca havia ouvido falar nele.
    Gostei da premissa gosto de RPG, entrou pra lista de interesses
    Beijos

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.