Resenha: Revolta em Nova York

16 de janeiro de 2017
"Assassin’s Creed está de volta com uma novíssima história da antiga guerra entre Assassinos e Templários, dessa vez nos dias de hoje. O jovem Owen finalmente tem a chance de limpar a honra do pai, que morreu na prisão, acusado de um crime que o garoto tem certeza de que ele não cometeu. Por meio do Animus, máquina que permite quem a usa viver as memórias dos seus antepassados, o lendário Tridente do Éden é revelado. Duas organizações secretas, a Irmandade dos Assassinos e a Ordem dos Templários, estão em guerra há séculos e não irão descansar enquanto não tiverem esse artefato sob seu poder. Logo, Owen percebe que a única forma de permanecer a salvo é encontrando o Tridente antes de todos. Ele e outros jovens partem numa jornada dentro de uma memória que dividem, em seu DNA: a Nova York de 1863, em meio aos motins que tomaram a cidade naquela época. O grupo será testado pela violência das pessoas em meio à revolta, e tudo sem poder interferir nas injustiças e crueldades que presenciam. Afinal, o passado já está escrito. O que nenhum deles sabe é que sua experiência com o passado terá grandes implicações no presente. E aqui que o futuro é incerto. Tudo pode acontecer."

Título: Revolta em Nova York | Autor: Matthew J. Kirby | Editora: Galera Júnior | Ano: 2016 | Páginas: 252 | Nota: 4 | Skoob

Livro cedido pela editora para resenha

    Eu me recordo bem de ter prometido pra mim mesma não me intrometer em lançamentos de franquias que eu não li e não sei nada sobre, mas cá estou eu, sem nunca ter lido ou jogado Assassin's Creed, resenhando o primeiro volume de um novo arco deste universo, Last Descendants, Revolta em Nova York. 
     Apesar disso, não me senti muito confusa durante a leitura, pois são histórias distintas e a escrita é bem explicativa, ou seja, não importa se você nunca leu nada sobre Assassin's Creed, dá pra entender tudo direitinho. Ponto pro autor, que se preocupou com os novos leitores que poderiam surgir. 
    A narrativa é envolvente e mescla fatos históricos dentro da ficção, o que é bastante interessante. Usado como pano de fundo neste volume, o período é o dá Guerra Civil que ocorreu em Nova York. A única coisa que me incomodou durante a leitura foi a quantidade de detalhes, não costumo me dar bem com livros extremamente detalhistas, mas essa era também uma característica importante na descrição dos fatos. Não dava pra simplesmente jogar qualquer coisa ali.
    O universo em si é fantástico, muito criativo e bem estruturado. E e adoro fantasias me apaixonei, espero poder ler a série clássica em breve e passar a entender cada vez melhor do que se trata.
    Eu gostei e acredito que o livro vai conquistar muitas pessoas, já fãs ou não dá série. Vale também lembrar que Assassin's Creed já está em cartaz nos cinemas brasileiros, eu mesma vi o trailer e mal posso esperar pra assistir.

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.