Resenha: Proibido, Tabitha Suzuma

1 de fevereiro de 2017

    "Ela é doce, sensível e extremamente sofrida: tem dezesseis anos, mas a maturidade de uma mulher marcada pelas provações e privações da pobreza, o pulso forte e a têmpera de quem cria os irmãos menores como filhos há anos, e só uma pessoa conhece a mágoa e a abnegação que se escondem por trás de seus tristes olhos azuis. Ele é brilhante, generoso e altamente responsável: tem dezessete anos, mas a fibra e o senso de dever de um pai de família, lutando contra tudo e contra todos para mantê-la unida, e só uma pessoa conhece a grandeza e a força de caráter que se escondem por trás daqueles intensos olhos verdes. Eles são irmão e irmã. Com extrema sutileza psicológica e sensibilidade poética, cenas de inesquecível beleza visual e diálogos de porte dramatúrgico, Suzuma tece uma tapeçaria visceralmente humana, fazendo pouco a pouco aflorar dos fios simples do quotidiano um assombroso mito eterno em toda a sua riqueza, mistério e profundidade."

Título: Proibido | Autora: Tabitha Suzuma | Editora: Valentina | Ano: 2014 | Páginas: 304 | Nota: 5/Favorito | Skoob

    Sabe quando você lê um livro e ele é tão envolvente que você não consegue simplesmente parar de ler? Você não quer que acabe, porque está gostando, mas quer descobrir logo o final. Você sonha com os personagens e quando está ocupado com os afazeres do dia, como trabalho e estudos, se pega pensando no que vai acontecer em seguida. Sabe quando o livro é tão intenso que você não faz ideia de como descreve-lo? Este é Proibido. 
   Já fazia algum tempo que eu não lia nada tão profundo assim, dediquei o final do ano as leituras mais leves e rápidas, mas este livro já estava na minha lista há mais tempo ainda e quando meu Kindle chegou ele foi o primeiro que eu escolhi pra ler. 
   A escrita de Thabita é deliciosa e de uma escolha de palavras surpreendente. Eu amei a forma como ela escreve, o fato de ter dividido os capítulos nas visões dos dois personagens principais, pois isso permite que tenhamos uma visão mais ampla do cenário todo. Além de que preciso mencionar a tamanha genialidade dela de escolher um tabu tão complexo e delicado pra ser o elemento X do livro, é muito criativo e instigante. Quando eu soube, através de uma resenha, que se tratava de um relacionamento incestuoso eu não pude deixar de querer fazer a leitura dele um só dia que veio a seguir porque a curiosidade que fica nas nossas cabeças é imensa. Do tipo como assim? É abuso ou é consensual? Será que eu tenho estômago pra ler algo assim? A resposta é: só lendo mesmo pra saber.
  Os personagens são muito bem construídos e se desenvolvem bastante durante o decorrer da história, o plano de fundo que a autora escolheu para justificar alguns acontecimentos também foram muito convincentes, ela soube vender muito bem o peixe dela sem deixar muitas pontas soltas.
   O final é avassalador, um dos mais tristes (senão o mais triste) que eu já li em toda a minha vida, porém não consigo imaginar as coisas acontecendo de outra maneira. Odiei a mãe dos personagens com todas as minhas forças, mas amei Maya, Lochan, Kit, Tiffin e Willa. Gostei muito do casal em si, mas durante quase o tempo todo tentei convencer a mim mesma de que eles eram um casal normal, pra tornar mais fácil a digestão de algumas cenas. Porém, contudo, todavia cedo a primeira estrelinha de favorito do ano para Proibido, que fechou o mês de Janeiro com chave de ouro pra mim. Uma ótima recomendação pra quem tem a cabeça aberta e é extremamente curioso como eu. 

15 comentários:

  1. Olá Thaísa, como vai?
    Gostei muito de como explicou o livro de modo sensível. Tenho muito interesse nessa leitura e nesse ano o lerei com certeza. Ainda mais depois de ler suas impressões sobre a narrativa.
    Abraços
    www.qadulta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Foi um dos melhores livros que li na vida. É doloroso, lindo e faz a gente refletir demais sobre tudo.

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?
    Gente, que resenha maravilhosa, eu não tenho estruturas para ler esse livro, mesmo com comentários ótimos, o tema é um tanto polêmico.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  4. Sim, já passei exatamente por isso com um livro Thai! Ficava o tempo inteiro esperando chegar em casa para ler haha Sua resenha me deixou looouca pra ler!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oiii Thaísa, tudo bem?
    Eu tenho tanta vontade de ler esse livro desde a época que houve o lançamento, só li comentários positivos em todos os momentos e parece ser um assunto bem produtivo para debate.
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
  6. Olá Thaísa, tudo bem?

    Esse livro é uma novidade para mim, confesso que não conhecia. A sua resenha ficou muito boa e fiquei intrigado, curioso sobre Proibido. Fico feliz que tenha gostado da leitura, vou pesquisar mais sobre o livro!
    Bjuss

    ResponderExcluir
  7. Hey, Thai!

    Morro de vontade de ler esse livro e tenho como meta lê-lo neste ano.
    Só ouço (e leio) maravilhas a respeito dele e isso só aumenta minha ansiedade.
    Espero conseguir ler em breve.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Oi.

    Sempre vejo comentários sobre esse livro, do quanto ele é maravilhoso e precisa ser lido. Li um pouco dele e vi o quanto ele é incrível e muito triste. Esse tipo de livro sempre me faz chorar muito. Mesmo assim eu adoro!

    ResponderExcluir
  9. Eu sou suuuper cabeça aberta e foi por isso que "me joguei" nesse livro, mas por algum motivo que não sei explicar ele não me conquistou. O final é tristíssimo mesmo mas eu senti que algo estava faltando durante a leitura, tanto que dei apenas 3 estrelas. Talvez eu tenha lido no momento errado, não sei...
    Também odiei a mãe deles e do Kit só fui gostar lá no fim ahaha

    Duas Leitoras - no Top Comentarista de fevereiro você pode escolher entre 4 livros!

    ResponderExcluir
  10. Oi Thai,
    Proibido é um dos livros do catálogo da editora Valentina que quero muito ler.
    Só fico com medo de não ter estomago para isso, mas como você mesma disse: só lendo para saber.
    Beijos,
    André, do Garotos Perdidos
    Tem sorteio de 2 livros rolando lá no blog. Não deixe de participar :}

    ResponderExcluir
  11. Olá Thaísa, eu li esse livro faz um tempinho e também adorei o tema que a autora resolveu tratar e ela criou os personagens e os vinculo entre eles de tal forma que não tem como não se apaixonar por eles e sofrer com esse final =/ Adorei sua resenha.

    Meu Mundo, Meu Estilo

    ResponderExcluir
  12. Thai, não sei se tenho psicológico para ler esse livro não. Pelo menos por enquanto... Mas acho a premissa dele muito forte e ao mesmo tempo muito nova, ainda não tinha visto outros livros com essa abordagem... Amei sua resenha! Beijão

    ResponderExcluir
  13. Não conhecia o livro e confesso que fiquei bem curiosa, apesar do final triste e da atmosfera pesada do enredo. As vezes é bom levar uma "pancada" literária dessas né?! A capa é linda também <3 Abraço! :)

    Red Behavior

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Eu não costumo ler livros nesse estilo e por conta disso vou deixar a dica passar.
    Tenho amigas que vivem me falando para ler livros assim, mas até hoje resisti. Mas como sou curiosa um dia lerei.
    Abs e parabéns pela resenha ^^

    ResponderExcluir
  15. Thai! Estou louca para ler esse livro faz muito tempo, cada resenha que leio dele são super positivas e falam muito bem da história. Acho que vou precisar lê-lo assim que puder :)

    http://umreinomuitodistante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.