A promessa da rosa, Babi A. Sette

29 de março de 2017

"Século XIX: Status, vestidos pomposos, carruagens, bailes… Kathelyn Stanwell, a irresistível filha de um conde, seria a debutante perfeita, exceto pelo fato de que ela detesta a nobreza; é corajosa, idealista e geniosa. Nutre o sonho de ser livre para escolher o próprio destino, dentre eles inclui o de não casar-se cedo. No entanto, em um baile de máscaras, um homem intrigante entra em cena… Arthur Harold é bonito, rico e obstinado. Supondo, por sua aparência, que ele não pertence ao seu mundo, à impulsiva Kathelyn o convida a entrar no jardim – passeio proibido para jovens damas. Nunca mais se veriam, ela estava segura disso. Entretanto, ele é: o nono duque de Belmont, alguém bem diferente do homem que idealizava, só que, de um instante a outro, o que parecia a aventura de uma noite, se transforma em uma paixão sem limites.
Porém, a traição causada pela inveja e uma sucessão de mal-entendidos dão origem ao ciúme e muitas reviravoltas. Kathelyn será desafiada, não mais pelas regras sociais ou pelo direito de trilhar o próprio caminho, e sim, pela a única coisa capaz de vencer até mesmo a sua força de vontade e enorme teimosia: o seu coração."
Título: A promessa da rosa | Autora: Babi A. Sette | Editora: Novo Século | Ano: 2015  | Páginas: 432 | Nota: 4 | Skoob

   É extremamente importante que um ser humano, ao longo de sua vida, mude de opinião algumas vezes, mude de ideia ou até mesmo de gosto. Apenas mude. É natural e faz parte da nossa evolução. Sou prova viva de minha própria teoria: desenvolvi, ampliei o mudei (vejam como quiser) meu gosto literário nos últimos anos. Estava completamente convencida de que não gostava de ler suspense e tampouco tinha interesse em ler romance de época, mesmo nunca tendo lido um e não saber do que se tratava. Cá estou finalmente convencida que quero ler todos os bons romances de época que me forem indicados
    A promessa da rosa é o segundo do gênero que eu tenho o prazer de ler (o outro vocês verão em breve por aqui), um nacional pelo qual vale a pena se apaixonar. Quem me indicou foi a Kah lá do blog Books and Carpe Diem e eu não poderia deixar de agradecê-la aqui pela dica e experiência maravilhosa que eu tive com a leitura. 
    Apesar de ainda ser um pouco difícil pra eu me inteirar no cenário, no caso o livro se passa no século XIX, e me acostumar com as temporadas; bailes; a forma como os casamento eram tratados e como uma moça era cortejada. Porém a autora soube detalhar tão bem os costumes que eu me senti numa viagem do tempo. Outra coisa marcante e que talvez tenha me incomodado um pouco é que na antiga Londres vitoriana a sociedade era extremamente machista, a ideia de casamento arranjado e das aulas de "comportamento" para as damas é bem repulsiva, mas a autora trabalhou da melhor maneira possível a realidade da época. 
    Uma coisa que eu adorei no livro, onde, como eu disse, o cenário é uma sociedade machista, foi a personagem principal, que vai contra todas as regras e baboseiras de títulos e modos. Ela sonha em se casar por amor, bate o pé e enfrenta tudo e todos pelos seus ideais e pouco se importa com o que pensam: quer ser ela mesma. Uma mulher forte, que enfrenta as dificuldades de frente e passa por cima dos obstáculos com a cabeça erguida e calçando saltos
    O livro é repleto de drama e muitas reviravoltas, talvez por isso eu não tenha dado mais uma estrela, quando eu achava que eles finalmente seriam felizes algum desencontro desastroso acontecia e me deixava frustrada, porém a narrativa é viciante e o livro flui perfeitamente. Eu o devorei em pouquíssimo tempo, não conseguia simplesmente parar de ler. O final foi um tanto diferente do que eu imaginava, mas não foi ruim. Fiquei com gostinho de quero mais: a escrita da Babi é maravilhosa. 

10 comentários:

  1. Eu gosto de romances de época mas só até certo ponto. Tenho aquele favoritismo por Austen e é isso aí hahaha Mas a premissa parece muito interessante, gostei <3 Agora, me conta uma coisa: como você consegue ler em formato digital? Eu sofro e não consigo de jeito nenhum _0_ Um beijo :*

    www.fleurdelune.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não li nada da Austen AINDA, vou mudar essa realidade em breve. Eu adoro ler em ebook, mas me certifico sempre de ser o formato MOBI porque o tamanho da fonte é melhor, odeio ler PDF no Kindle.

      Excluir
  2. Oii Thaisa!
    Já tem muito tempo que quero ler esse livro, me falam horrores de coisas boas, meus olhos enchem com ele, quero muito lê-lo. Gostei de sua resenha.
    Abraços;**
    http://FebredeLivro

    ResponderExcluir
  3. Eu tenho tamanha curiosidade e vontade de realizar a leitura desse livro Thaísa, mas não sei se conseguiria ler se fosse em e-book, gostei muito de saber a sua opinião, ótima resenha lindinha.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Bem isso! Sobre suspense não digo nada porque sempre amei, mas eu torcia o nariz para romance de época. Aí resolvi ler um da Sarah MacLean e adorei! Resultado: também estou colocando vários do gênero na minha listinha.
    Eu comprei O despertar do Lírio, mas pelo que vi é continuação desse que você resenhou :s isso que dá comprar na empolgação hahaha agora preciso ler A promessa da Rosa!
    É bom quando o final é diferente do que pensamos mas também não é decepcionante

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Ai amiga eu penso como vc.
    Já paguei com a língua diversas vezes. Eu já tinha a cara virada para autores nacionais e agora estou lendo mais e adorando as recomendações que vão surgindo haha.
    INCLUSIVE EU ANOTEI ESSA DICA PQ AMO HISTÓRIAS DE ÉPOCA

    Saudades de vc e espero que esteja bem
    Beijão

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?
    Owmmm eu amo romances de época e encontrar uma autora nacional com o nivel da Babi me deixou extremamente feliz porque costumamos valorizar muito os autores de fora quando temos preciosidades como ela aqui.
    Esse romance é lindo, mágico e cheio de amor. FOi realmente uma leitura maravilhosa.

    ResponderExcluir
  7. Gostei do enredo, romances de época estão me conquistando cada vez mais, principalmente se tem muitas reviravoltas. Adorei a resenha ;)

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?
    Eu também não tinha o menor interesse em ler romances de época e confesso que olhava com um certo desdém para esse tipo de livro. Porém, mudei de ideia depois que li "O Duque e Eu" da Julia Quinn.
    Ainda não conhecia esse livro, mas, apesar de achar que o machismo da sociedade da época também me incomodaria, fiquei curiosa para ler.
    Adorei sua resenha e já anotei a dica. Parece ser uma leitura muito gostosa, e, ainda por cima, é de uma autora nacional. Com certeza, vou querer ler em breve!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oii
    Gosto muito da escrita da Babi. Eu comecei essa série lendo o segundo, acredita??
    faz pouco tempo que leio romance de época, mas to adorando.
    bjus

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.