Nunca Jamais parte dois, Colleen Hoover e Tarryn Fisher

24 de março de 2017

"A segunda parte do suspense romântico de tirar o fôlego “Nunca Jamais” Um garoto abre os olhos e sequer se lembra que seu nome é Silas. O telefone toca... “Encontrou ela?”, pergunta a voz do outro lado da linha. Quem é ela? Quem sou eu? Charlie se vê presa em um lugar parecido com quartos de hospital (ou de um manicômio). Também não se lembra de nada, nem sequer do próprio rosto. O tempo passa e ninguém vem salvá-la. Ela precisa escapar por conta própria. Aos poucos, os dois descobrem que vêm perdendo a memória em períodos cíclicos. E também que se amam imensamente. Numa corrida para descobrir a razão dos apagões em suas memórias, Silas e Charlie acabam descobrindo muito mais sobre si e os mistérios que envolvem suas famílias. Mas muito em breve vão esquecer tudo de novo. E precisam estar juntos para evitar o pior."

Título: Nunca Jamais parte dois | Autor: Colleen Hoover e Tarryn Fisher | Editora: Galera Record | Ano: 2017 | Páginas: 144 | Nota: 4 | Skoob

   Nunca Jamais teve seu primeiro volume lançado também pela Galera no ano passado, se você não conhece e nem sabe do que se trata te aconselho a ler a resenha clicando aqui para evitar spoilers do primeiro livro da trilogia. 
   Devo começar dizendo que ainda não entendi qual o propósito da história ter sido dividida em três livros quando eles são curtíssimos e a trama não é tão aprofundada assim. Os livros são bons, eu tenho gostado muito, mas acredito que se juntassem os três num livro só, mais completo e elaborado o resultado seria mais satisfatório ainda. 
   A segunda parte começa exatamente de onde a primeira parou: Charlie sumiu e tanto ela quanto Silas perderam a memória novamente, agora Silas precisa confiar em suas anotações pra entender que alguma coisa está errada e tentar encontrar Charlie. O problema é que ele nem ao menos sabe quem ele é. Não vou entrar muito em detalhes porque é muito difícil falar desse livro sem dar um spoiler.
   A narrativa é legal, mas sinto que as autoras não avançaram muita coisa do primeiro para o segundo volume, afinal, esse devia ter sido o objetivo: dar mais pistas ao leitor e evoluir a trama em pelo menos dois níveis. Mas os personagens não descobriram muito mais do que já sabiam sobre toda essa confusão, basicamente Silas passou o livro todo - que já é curtíssimo - procurando por Charlie. 
    O final também foi um vácuo, no momento em que tudo parece estar encaminhando, o livro acaba e nós ficamos mais uma vez sem saber de nada. O ar de mistério na trama toda é muito envolvente, os personagens são cativantes (principalmente o Silas) e eu torço muito por um final feliz. Gosto da proposta das autoras, acho a ideia muito interessante e definitivamente me encantei com tudo. A unica coisa que eu mudaria é a separação da história em três livros, como já disse lá encima. Ao meu ver este é o único problema e ponto negativo. Portanto, nota quatro. 

3 comentários:

  1. Olá!
    Gente, tadinho do Silas!! Eu gosto tanto dele. Li recentemente essa segunda parte e fiquei mais uma vez com raivinha do final, hahah.
    Acho que eles avançaram bem pouco, descobriram novas coisas... mas ainda não entendem o que aquilo tem a ver com eles.

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
  2. Gosto muito do Silas, mas além de concordar contigo no fato de ter sido super nada a ver dividir em três volumes (puro marketing dos gringos). Acho que a história se perdeu muito na finalização. Não sei se você já acabou de ler os três, mas o final foi muito insatisfatório pra mim haha.
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  3. Peguei para ler o primeiro volume dessa série e confesso que não curti, tipo, é meio superficial, assim como você disse, e apesar de ser cativante eu fiquei super confusa e fiquei chateada com ofinal super wtf.
    Pela sua resenha o segundo livro continua sem um monte de respostas! e.e

    Beijos
    www.jadeamorim.com.br

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.