O guia do mochileiro das galáxias, Douglas Adams

17 de março de 2017
    "Arthur Dent tem sua casa e seu planeta (sim, a Terra) destruídos em um mesmo dia, e parte pela galáxia com seu amigo Ford, que acaba de revelar que na verdade nasceu em um pequeno planeta perto de Betelgeuse. Considerado um dos maiores clássicos da literatura de ficção científica, este livro vem encantando gerações de leitores ao redor do mundo com seu humor afiado. Este é o primeiro título da famosa série escrita por Douglas Adams, que conta as aventuras espaciais do inglês Arthur Dent e de seu amigo Ford Prefect. A dupla escapa da destruição da Terra pegando carona numa nave alienígena, graças aos conhecimentos de Prefect, um E.T. que vivia disfarçado de ator desempregado enquanto fazia pesquisa de campo para a nova edição do Guia do Mochileiro das Galáxias, o melhor guia de viagens interplanetário. Mestre da sátira, Douglas Adams cria personagens inesquecíveis e situações mirabolantes para debochar da burocracia, dos políticos, da "alta cultura" e de diversas instituições atuais. Seu livro, que trata em última instância da busca do sentido da vida, não só diverte como também faz pensar."

Título: O guia do mochileiro das galáxias | Autor: Douglas Adams | Editora: Arqueiro | Ano: 2013 | Páginas: 208 | Nota: 4 | Skoob

    Não entre em pânico! Eu demorei, mas finalmente li o clássico de Douglas Adams. Sempre li boas críticas do livro e suas continuações e morria de curiosidade pra ler, então resolvi que eu leria sim. Douglas é conhecido por sua originalidade e seus livros por terem um humor irônico muito acentuado. Vamos ver o que eu achei disso tudo. 
    Minhas expectativas eram altíssimas e o medo de me decepcionar era grande, pois geralmente é o que acontece quando criam um altar enorme pra algum livro e eu só leio um bom tempo depois. Felizmente isso não aconteceu, logo de cara já gostei da escrita do autor e fiquei curiosa por mais e mais. Não conseguia parar de ler, simplesmente. 
    O livro é bem humorado, realmente, Douglas brinca bastante com a nossa falta de conhecimento que temos sobre o universo. Além de conter várias e divertidas ironias sobre o nosso estilo de vida. É uma leitura bem fluída, engraçada e pra lá de interessante. Ao mesmo tempo que o autor lida com questões profundas de um ar filosófico, ele escreve de uma maneira simples que torna o livro muito gostoso de ler lido. 
    O único ponto negativo na minha experiência é que eu levei um certo tempo pra me acostumar com o cenário por trás da história, digo, os nomes e os lugares. Fiquei um tanto quanto perdida na galáxia, até sentir que estava entendendo de fato o rumo da história. Mas ainda sim foi uma experiência leve e bacana, realmente vi no livro tudo o que me disseram que eu veria. Só não dei cinco estrelas porque ainda sim acho que, no fim, ainda faltou alguma coisa. Não saberia dizer o quê exatamente. 
    A diagramação é bem legal e eu fiquei curiosa pra ler o próximo volume logo, assim que eu o fizer, volto pra contar pra vocês o que eu achei. Combinado? 

Um comentário:

  1. Ahhh, eu tô aqui ansiosa pra saber o que você vai falar de o restaurante do fim do universo (particularmente, eu o acho O MELHOR dessa saga!).
    O Guia me prendeu pela escrita também, amei muito o jeito super-humorado do Douglas escrever, cativa bastante.
    Bjs, miga ♥

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.