O lado feio do amor, Colleen Hoover

15 de março de 2017
    "Quando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades. E o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo... apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor.O que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Eles têm a sintonia perfeita. Tate prometeu não se apaixonar. Mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor e o desejo."

Título: O lado feio do amor | Autor: Colleen Hoover | Editora: Galera Record | Ano: 2015 | Páginas: 336 | Nota: 5 | Skoob
   Já deixei bem claro aqui no blog, e lá no canal também, que Colleen Hoover é uma das minhas autoras favoritas da vida. Eu sou completamente fascinada pela sua escrita envolvente e me surpreendo a cada enredo novo dela. É claro que isso é uma moeda de dois lados completamente diferentes, pois algum dia, por esperar demais dos livros dela, eu posso acabar me decepcionando, né? Mas enquanto isso não acontece eu preciso enaltecer o trabalho maravilhoso dessa mulher. O lado feio do amor estava na minha estante há aproximadamente sete meses esperando pra ser lido e eu finalmente tive a oportunidade. Cá estamos agora pra discutir o que eu achei. 
    Eu não tenho o costume de ler livros mais "quentes" porque eles tendem a ser mais do mesmo, também não gosto da ideia de que os personagens só queiram sexo um do outro, mas eu tinha esperanças de que a autora conseguisse trabalhar bem essa ideia e desenvolver uma história legal. Eu não estava errada, apesar de conter alguns clichês no meio do caminho, a forma como a autora desenvolveu cada um deles foi o que eu mais gostei no livro
    Tate e Miles combinaram que seria só sexo: ela não perguntaria sobre o passado dele e muito menos esperaria por um futuro. Mas aos poucos ela se apaixonou pelo melhor amigo de seu irmão e acabou sofrendo mais do que imaginava, pois de modo algum Miles iria admitir que sentia algo por ela, se é que sentia. Já ouviram essa história em algum lugar? O cara bonitão, que teve um passado difícil e de repente não consegue, ou não quer, se apaixonar por mais ninguém. Aí ele decide magoar as outras pessoas. Já ouviram, né? Eu também já. 
    A ideia não me agradou logo de início e eu continuo pensando que não é porque você sofreu uma desilusão amorosa na sua vida que precisa ser um macho escroto com toda mulher legal que aparecer na tua frente. Isso é claramente errado. Porém, devido a empatia que os personagens geram na gente e também ao elemento X por trás de tudo, eu confesso que se estivesse no lugar de Miles e passasse por tudo o que ele passou eu também levaria anos pra superar. Na verdade, só o que faltou ali foi um analista. Sério: se Miles tivesse levado em conta a ideia de fazer terapia, teria poupado a si mesmo e a Tate muito sofrimento. Mas eles são só personagens, certo? 
    Apesar disso a escrita é impecável, o livro muito envolvente e o final compensa tudo. É uma reviravolta muito emocionante e com lições pra toda vida. Por isso a nota máxima. Também fica a ideia, que dá nome ao livro, de que o amor não é perfeito, não existe relacionamento perfeito, e que muitas vezes vamos enfrentar algumas tempestades para conseguir enxergar o arco-íris. 

20 comentários:

  1. Ahh preciso muito ler algo dela, Tha!!!
    Eu devia ter comprado este na promoção que teve na saraiva =/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Clay, ela é uma das minhas autoras favoritas então espero que goste bastante. Mas tem várias outras dicas bacanas também, por exemplo: Talvez um dia, é o meu preferido dela até agora.

      Excluir
  2. Oie! A capa em si e o título já me chama a atenção. Não gosto muito de livros hots, mas tô procurando dar chance há alguns. O enredo parece cliche msm, mas um clichê na mão de bons autores podem ser inesquecíveis, pelo visto esse é um caso. Com certeza vou ler esse livro quando tiver oportunidade. Obrigada pela dica. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabrina, espero que tu goste tanto quanto eu! Boa leitura <3

      Excluir
  3. Opa anotei a dica, e essa capa,lindaaa <3
    Adorei a resenha!
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maravilhosa né? É uma das capas mais bonitas da minha estante, eu acho.

      Excluir
  4. Olá, sua resenha me fez ficar com mais vontade de ler esse livro! Ainda não li nada dessa autora, mas tenho muita vontade de ler. Legal o seu comentário sobre o quanto um acompanhamento psicológico poderia ajudar o personagem a sofrer menos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mari eu acho que seria sensacional se alguma autora ou autor incluísse uma terapia em algum enredo para algum personagem, seria bem diferente.

      Excluir
  5. Já vi muitas resenhas e divulgações desse livro, e apesar da premissa ser muito interessante ainda não tive aquele sentimento para ler sabe? Do tipo "preciso ler esse livro"! Mas está anotado na listinha né? Hahahaha Um beijo :*

    ResponderExcluir
  6. Oiii Thaísa, tudo bem?
    Esse é um livro que realmente eu não tenho muita vontade de ler, sempre encontro ótimas resenhas igual a sua, mas acabo fugindo mesmo, acho linda essa capa e o título.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Uau! Você esclareceu minhas dúvidas. Eu comprei esse livro e estava até então sem coragem de lê-lo justamente pelo fato de conter erotismo. Não sou muito de ler esse tipo de livro. Mas, sua resenha deixou claro que o sexo é sutil e a historia é o ponto alto dessa obra.
    Adorei,valeu.
    Abs
    Ni
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  8. Olá! Quando li a sinopse desse livro, confesso que ela não me atraiu, pensei que fosse mais um hot, com a mesma receita. Mas, sua resenha me mostrou ao contrário. Me mostrou que tem um enredo forte, que sustenta a história e que vale a pena ser lido, beijos!

    ResponderExcluir
  9. Ainda não tive o prazer de ler algo escrito pela Colleen, mas vejo tantos elogios que estou ansiosa para conhecer melhor sua escrita.

    Apesar de você ter dito que este livro é bom apesar dos clichês, acredito que não seria minha primeira opção para conhecer o trabalho da autora, provavelmente eu acabaria irritada. Macho escroto me incomoda muito e não seria diferente em livros.

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    Amei sua resenha! A Colleen é uma das minhas autoras favoritas e amo tudo o que ela escreve, embora tenha lido poucos livros dela, O lado feio do amor é o meu preferido <33333

    Bjs!

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem?
    Também estou com este livro há um tempinho na minha estante. Sempre acabo pegando outro livro para ler, também gosto da Colleen só não tive aquele feeling de quero ler logo (eu ganhei este livro de aniversário)
    Gostei muito da sua resenha!
    Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

    ResponderExcluir
  12. Acho a escrita da Colleen muito boa, mas não a ponto de comprar o livro, se cair em minhas mãos, leio de boa. ‘Eu não tenho o costume de ler livros mais "quentes" porque eles tendem a ser mais do mesmo’ isso depende do livro, Hilda Hilst não tem absolutamente nada de clichê e é a rainha do erótico e pornográfico, amo. agora, se nos prendemos a leitura comercial, realmente, é mais do mesmo.

    ResponderExcluir
  13. Olá Thaisa, eu já tive a chance de ler um outro livro da autora e amei a escrita dela, então com esse enredo bacana fico morrendo de vontade de lê-lo. Adorei a dica.

    Meu Mundo, Meu Estilo

    ResponderExcluir
  14. mesmo que o desfecho da história compense a leitura, não me agarro mais nessa premissa clichê na construção dos personagens... apesar de ver muitos elogios com a escrita da autora, passo a dica dessa vez...
    bjs...

    ResponderExcluir
  15. Olá,
    Também sou apaixonada pela escrita da autora! A cada obra ela consegue nos surpreender demais.
    Compactuo com você e não gosto muito desse lance de só sexo, mas acho que aqui a Colleen desenvolveu muito bem toda a trama e esse elemento X infelizmente faz parte né e concordo que provavelmente agiria da mesma forma após tanto sofrimento.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  16. Oie
    que bom que o final compensou certos pontos pois o livro parece ser bom e estou louca de curiosidade, com certeza espero conseguir ler em breve pois amo a autora

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.