Rock Star, S.C Stephens

23 de março de 2017


"Ele é intenso, complicado e perigoso. Ele é demais! O único lugar onde Kellan Kyle sempre se sentiu em casa foi no centro de um palco. Tocando guitarra num bar escuro, ele consegue esquecer o passado doloroso. Nos últimos tempos a sua vida se resume em três coisas: música, seus companheiros de banda e intensos encontros sexuais. Até que uma mulher muda tudo... Kiera é o tipo de garota que Kellan jamais deveria desejar -- ela é inteligente, doce, e também a namorada do seu melhor amigo. Convencido de que nunca conseguirá merecer o amor dela, ele esconde a sua crescente atração... até que o coração atormentado de Kiera oferece a Kellan algumas pistas de que os sentimentos dele podem ser correspondidos. Agora, não importam as consequências, Kellan tem uma certeza: não vai deixar Kiera escapar sem lutar por ela. Em Intenso Demais, Kiera contou sua história. Agora é a sua vez ouvir a versão pela boca do “rock star” sexy que cativou fãs do mundo inteiro"

Título: Rock Star | Autora: A.C Stephens | Editora: Valentina | Ano: 2016  | Páginas: 512 | Nota: 4 | Skoob

Livro cedido pela editora para resenha

   Eu vivo fugindo de livros "hots", mas eles andam me cercando ultimamente, por todos os lados. Rock Star é o volume #1,5 da trilogia de mesmo nome. Como assim Thai? Calma que eu vou explicar: a trilogia é composta por Intenso Demais, Complicado Demais e Perigoso Demais. Rock Star conta a mesma história narrada em Intenso Demais, primeiro livro, porém no ponto de vista de Kellan desta vez. Deu pra entender? Eu mesma não li a trilogia na sua versão original e decidi começar por Rock Star, o que dá no mesmo, a diferença é que agora o ponto de vista é masculino. 
   Para ser bem sincera eu não faço a menor ideia do motivo que me fez solicitar o livro pra ler, acho que me deu uns cinco minutos de loucura e curiosidade, porque eu não costumo ler hot e muito menos livros que envolvam música. Porque eu acho tudo muito clichê. O guitarrista badboy e super musculoso que todas mulheres desejam ter em suas camas, de repente descobre o que é o amor e se apaixona justo por uma garotinha indefesa e delicada, que não tem nada a ver com o mundo dele. Awn, não é mesmo? 
   Acontece que mesmo sendo clichê o livro me cativou muito, pois tinha um empecilho ali que eu não esperava, mas que eu não posso contar porque seria um tremendo spoiler pra quem ainda não conhece a trilogia original. Também porque a narrativa é muito gostosa e eu mal vi o tempo passar durante a leitura, todas as mais de quinhentas páginas fluíram deliciosamente em apenas dois dias. Motivo pelo qual eu vou parar de bobeira e ler mais livros do gênero, afinal tenho lido alguns "por acidente" nos últimos meses e finalmente posso admitir: tenho gostado de ler hot. 
    Eu tinha o pé atrás com Kellan no início da história porque imaginei que ele pudesse vir a ser um cara manipulador, machista ao extremo e que iria estragar toda a história. Mas não. Apesar de uma ou duas frases do personagem que me incomodou, ele era o contrário: um amigo, protetor, divertido e carinhoso. O desenvolvimento tanto dele quanto de Kiera foi impressionante no decorrer do livro. 
    Uma história cheia de drama e reviravolta, do jeitinho que eu gosto. Com cenas deliciosas e de tirar o fôlego, realmente intenso demais. Eu que pouco esperava do livro me surpreendi de uma forma muito positiva e pretendo muito ler um possível #2,5 se caso houver um. Também despertou minha curiosidade para ler a trilogia na versão de Kiera. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.