Não se apega não, Isabela Freitas

8 de maio de 2017
Foto: Para Sempre Julieta

"Desapegar: remover da sua vida tudo que torne o seu coração mais pesado. Loucos são os que mantêm relacionamentos ruins por medo da solidão. Qual é o problema de ficar sozinha? Que me desculpe o criador da frase “você deve encontrar a metade da sua laranja”. Calma lá, amigo. Eu nem gosto de laranja. O amor vem pros distraídos. Tudo começa com um ponto-final: a decisão de terminar um namoro de dois anos com Gustavo, o namorado dos sonhos de toda garota. As amigas acharam que Isabela tinha enlouquecido, porque, afinal de contas, eles formavam um casal PER-FEI-TO! Mas por trás das aparências existia uma menina infeliz, disposta a assumir as consequências pela decisão de ficar sozinha. Estava na hora de resgatar o amor-próprio, a autoconfiança e entrar em contato com seus próprios desejos. Parece fácil, mas atrapalhada do jeito que é, Isabela precisa primeiro lidar com o assédio de um primo gostosão, das tentações da balada e, principalmente, entender que o príncipe encantado é artigo em falta no mercado. Isabela Freitas, em seu primeiro livro, narra os percalços vividos por sua personagem para encarar a vida e não se apegar ao que não presta, ainda assim, preservando seu lado romântico."

Título: Não se apega, não | Autora: Isabela Freitas | Editora: Intrínseca | Ano: 2014 | Páginas: 256 | Nota: 3/5 | Skoob | Goodreads

  Este ano eu estou aproveitando pra ler alguns daqueles livros que eu sempre quis ler e não conseguia por falta de grana, tempo, ou outras prioridades. O Kindle facilita muito a minha vida nisso. Não se apega, não já estava na minha lista há muito tempo e eu lembro de ter tido uma desilusão amorosa enorme no ano em que o livro foi lançado, algo que me deu vontade de lê-lo na época. Anos depois cá estou eu, muito bem resolvida com o meu relacionamento, pra falar o que eu achei da leitura.

  Ao que me parece Isabela narrou muito de sua vida no livro, na verdade isso ainda está um pouco confuso pra mim: a personagem Isabela é mesmo uma personagem ou se trata da própria autora? As duas tem o mesmo nome, mesma aparência e nasceram na mesma cidade. Thai, então por quê a dúvida? Porque, gente, é impossível que os fatos narrados no livro sejam reais. Não são improváveis, pelo contrário, mas a quantidade de desilusão que Isabela sofre no livro faz com que a vida dela pareça uma comédia romântica da sessão da tarde. É forçado, mesmo a garota mais azarada não passa por todas aquelas situações em tão pouco tempo.

   Encontrei alguns conselhos ótimos, no entanto. Muitas frases de efeito bacanas pra colocar no status, na bio, na legenda das fotos. Muita coisa pra levar pra vida até. Gostei mesmo de alguns conselhos, mas para chegar até eles a autora usou exemplos muito clichês e fez uso também, em alguns momentos, de estereótipos que eu não achei legal. É óbvio que em meio ao público alvo do livro ele faz muito sucesso afinal, a maioria das meninas novas e apaixonadas vão se identificar com os clichês das histórias. Afinal, é por isso que são clichês, porque eles funcionam muitas vezes, né?

   Os diálogos são fracos, forçados. Se as histórias contadas realmente aconteceram com a autora, ela forçou a barra na hora de contá-las, porque são diálogos muito bonitos e "de filme" o que não passa a menor sensação de realidade. Agora, se tudo for ficção, trata-se apenas de uma escrita amadora. Uau, então por quê três estrelas Thai? Porque eu gostei de alguns conselhos sobre amor próprio, autoconfiança e sobre a definição de "desapego" que a autora faz ao decorrer do livro. 

   Quanto à edição do livro eu não posso comentar muita coisa, pois li o livro através do Kindle. Mas eu já folheei o livro em algumas livrarias e o achei muito bonito, bem trabalhado. 

24 comentários:

  1. Pois então, eu tenho os dois primeiros e digo que só comprei para autografar e conhecer ela. Kkkk
    Mas sim as histórias do livro são baseadas nela. Mas não aconteceu tudo exatamente igual. Bom isso é o que ela diz. Eu ainda não me vejo lendo esse livro simplesmente olho olho e não me da ânimo. Mas tá aqui na estante. Lindo e autografado. Um dia talvez. Kkk

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu terminei o livro e fiquei pensando, nossa, o que foi que viram de tão bom aqui que eu não vi?

      Excluir
  2. Olá,
    Ainda não tive nenhum contato com a escrita da autora, mas já faz muito tempo que quero ler seus livros.
    Concordo que o Kindle facilita bastante a vida nesse quesito e tem me ajudado bastante.
    Uma pena saber que os diálogos ficaram tão forçados, sem passar nenhuma sensação da realidade dos fatos.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Michele, vou tentar ler os outros livros da autora só pra ver se a coisa melhora ou piora.

      Excluir
  3. Oie,
    Lembro do boom que foi quando o livro foi lançado. Fiquei morrendo vontade de ler e até hoje não arrumei tempo. rsrs
    Ele me parece ser uma leitura muito fluida e divertida. Quem sabe um dia...
    Beijos
    Blog Relicário de Papel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jessica, fluída é mesmo, isso é verdade.

      Excluir
  4. Olá! Tenho visto alguns comentários positivos sobre a obra, já está na lista de desejados. Muito boa sua resenha. Tendo oportunidade, estarei lendo também, bjo

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Te farei uma confissão. Esse foi um livro que passou longe da minha casa. Não senti nenhuma vontade de ler... Mas, acredito que ela tenha feito muito sucesso entre os mais jovens. Gostei da sua resenha e sua sinceridade.
    Abs
    Nizete
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sempre importante ser sincera. Assim outras pessoas vão se alertando à partir do meu ponto de vista.

      Excluir
  6. Oie
    Ta aí um livro que não tenho interesse nenhum em conhecer. Não por preconceito, não. Mas o enredo não me chama atenção em nada.
    Acho a Isabela bem simpática, mas saber suas histórias não me apeteceu.
    Enfim, questão de gosto.
    Bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que passo pelo mesmo que você Thaís, minha curiosidade saiu pela culatra.

      Excluir
  7. Olá, tudo bem? Confesso que passo longe de livros assim. Não me despertar o interesse e não é o que costumo ler. Acho ótimo quem gosta, porque qualquer forma é leitura mas não me interesso mesmo. De fato parece que algumas situações são forçadas.
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não costumo ler livros assim, porque geralmente me decepciono. Me decepcionei de novo.

      Excluir
  8. Oi Thai,
    Esse livro, assim como toda a trilogia, é totalmente voltado para as meninas, por isso não tenho interesse em ler.
    Beijos,
    André || Garotos Perdidos

    ResponderExcluir
  9. Hey, tudo bem?
    Eu tenho esse livro, mas nunca li, na verdade minha irmã leu e não gostou e por isso eu nem peguei ele pra ler, mas de qualquer maneira ótimo post!
    Beijos literários!
    www.blogparadaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Manx, faz um sorteio ou doação. Troca no sebo, vai que te rende outra leitura boa <3

      Excluir
  10. Olá, tudo bem?
    Confesso que nunca me interessei muito em ler este livro, justamente por já ter visto algumas pessoas comentando que as situações retratadas são muito clichês. Talvez, um dia que eu esteja querendo uma leitura mais descompromissada, eu pegue para ler e tirar minhas próprias conclusões. Mas, por enquanto, não é um livro que eu deseje ler.
    De qualquer forma, gostei da resenha e fiquei feliz de saber que, apesar dos problemas, você conseguiu tirar alguns conselhos legais da leitura.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, tudo bom? Apesar de não ter gostado muito do livro eu precisava ser sincera quanto aos conselhos, né?

      Excluir
  11. Eu gostei desse livro a primeira vez que eu li, mas confesso que eu achei muito mal escrito e mal organizado e pouco criativo. Os conselhos da autora são bons, mas são clichés e óbvios demais pra mim.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oii
    Uma amiga minha que leu esse livro, só me falou mal dele. Já não tinha vontade de ler, mas agora depois de saber que diálogos são fracos e forçados. não leio nunca isso ai! Uma pena né!
    Bjus

    ResponderExcluir
  13. A edição é mesmo bem bonita, viu? Também li em formato digital, mas um tempo depois ganhei o físico.
    Concordo com você: tem umas situações e diálogos SUPER forçados, o que fez com que eu não sentisse vontade de ler os outros livros da autora, mas em contrapartida há uns conselhos realmente bons e dá pra dar algumas risadas
    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Oiii Thaísa tudo bem
    Eu também li esse livro em pdf e digo pra ti que criei tanto expectativa, são diálogos que não são reais, não parecem ser mesmo, parece ser aquilo que sempre queremos mas q na real nunca vai acontecer, fico feliz de encontrar alguém com a mesma opinião.
    Beijinhos

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.