Nove regras a Ignorar antes de se Apaixonar, Sarah MacLean

3 de maio de 2017

Título: Nove regras a ignorar antes de se apaixonar | Autora: Sarah MacLean | Editora: Arqueiro | Ano: 2016 | Páginas: 384 | Nota: 4/5 | Skoob | Goodreads 

! NÃO INDICADO PARA MENORES DE 18 ANOS !


"A sonhadora Calpúrnia Hartwell sempre fez tudo exatamente como se espera de uma dama. Ainda assim, dez anos depois de ser apresentada à sociedade, ela continua solteira e assistindo sentada enquanto as jovens se divertem nos bailes. Callie trocaria qualquer coisa por uma vida de prazeres. E por que não se arriscar se, aos 28 anos, ela já passou da idade de procurar o príncipe encantado, nunca foi uma beldade e sua reputação já não lhe fará a menor diferença? Sem nada a perder, a moça resolve listar as nove regras sociais que mais deseja quebrar, como beijar alguém apaixonadamente, fumar charuto, beber uísque, jogar em um clube para cavalheiros e dançar todas as músicas de um baile. E depois começa a quebrá-las de fato. Mas desafiar as convenções pode ser muito mais interessante em boa companhia, principalmente se for uma que saiba tudo sobre quebrar regras. E quem melhor que Gabriel St. John, o marquês de Ralston, para acompanhá-la? Afinal, além de charmoso e devastadoramente lindo, ele é um dos mais notórios libertinos de Londres. Contudo, passar tanto tempo na companhia dele pode ser perigoso. Há anos Callie sonha com Gabriel e, se não tiver cuidado, pode acabar quebrando a regra mais importante de todas – a que diz que aqueles que buscam o prazer não devem se apaixonar perdidamente"

   Devo dizer que romance de época é o meu mais novo gênero favorito, na verdade esse meu amor surgiu a alguns anos atrás ( com Orgulho e Preconceito), E Sarah Mac Lean veio aflorar essa antiga paixão, com a série "Os números do amor" que eu só fui descobrir recentemente.

Sendo a Ordem cronológica:

  •  Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar (2016)
  •  Dez Formas de Fazer um Coração Se Derreter (2016)
  •  Onze Leis a Cumprir Na Hora de Seduzir (Em breve/2017)

   Que deverá ser seguida a risca, pois cada livro trata a história de um casal diferente, e todos  estão interligados em algum momento. A leitura fora de ordem poderia gerar um Spoiler, ainda que pequeno.
   Nove regras a ignorar antes de se apaixonar é sobre a história de Lady Calpúrnia (carinhosamente chamada de Callie) e ocorre no século XIX na Inglaterra. Sendo a filha mais velha de um conde e que foi educada para ser "Bela, recatada e do lar" é esperado que se case com um homem a altura e gere herdeiros. Mas oque realmente ocorre é bem diferente, após dez anos desde seu Debut agora com 28 anos e solteira com nada além de seu dote, Calpúrnia não tem mais perspectivas sobre o amor ou que o futuro possa lhe reservar.

  Considerada sempre uma mulher comum, de pouca beleza e mais robusta para os padrões de sua época, ela está cansada de manter seu bom comportamento e reputação imaculada, agindo sempre como os outros esperam dela. Decide então viver algumas experiências e é ai que surge a lista com nove regras que ela deseja quebrar.
  Nessa aventura vai contar com a ajuda de Gabriel, o marquês de Ralston que é considerado um dos maiores libertinos e devassos de Londres, pelo qual ela sempre nutriu sentimentos.
   E após um acordo de ambas as partes eles concordam em se ajudar: Ele precisa que Callie o ajude a inserir sua recém descoberta irmã na Alta Sociedade, em troca ele irá auxilia-lá a quebrar suas nove regras.
  No meio do caminho acabaram descobrindo algo que nem se quer procuravam: um amor profundo e um desejo inimaginável.

Nove regras a ignorar antes de se apaixonar:

1. Beijar alguém… apaixonadamente 
2. Fumar charuto e beber uísque 
3. Montar com as pernas abertas
4. Esgrimir
5. Assistir a um duelo
6. Disparar uma pistola
7. Jogar (em um clube para cavalheiros) 
8. Dançar todas as danças de um baile
9. Ser considerada linda. Pelo menos uma vez.

   Amei a personagem e sua constante luta interior, faz com que nos identifiquemos muito com ela. Em uma busca por si mesma e o que almeja, ela irá nos ensinar que acima de tudo devemos amar a nós mesmo verdadeiramente, independente da opinião alheia. 
  Também amei como a autora abordou o assunto que é constantemente vivenciado, uma sociedade que dita padrões e aqueles que não os seguem são considerados feios(as)/inadequados(as).
  Com cenas arrebatadoras e nem um pouco puritanas, será impossível ler e não suspirar. 



17 comentários:

  1. Hummm... Fiquei curioso agora! Vou procurar!

    Grande Abraço!

    Atenciosamente;

    O.C.

    ResponderExcluir
  2. Callie é a mais linda de todas! Eu quase morri quando percebi que os universos da Sarah MacLean são interligados, é maravilhoso! Eu gostei muito de como ela desenvolveu os personagens nesse enredo e como o romance foi algo construído aos poucos. Foi uma ótima leitura!

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina senta aqui vamos conversar kkkkk também gosto muito dela <3

      Excluir
  3. Por que é proibido para menores de 18? Eu uso Laranja Mecânica com gente de 16 e esse é para menores de 18? ‘Considerada sempre uma mulher comum, de pouca beleza e mais robusta para os padrões de sua época’ essa parte também me chamou atenção, quero saber como isso de forma mais aprofundada. Sobre nos amar acima de qualquer coisa, concordo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lilian, achei melhor alertar, pois o livro contém grande conteúdo sexual. Beijos <3

      Excluir
  4. Hey, Thaísa!

    Eu já tive várias oportunidades de solicitar esse livro e os demais da trilogia, mas nunca o fiz. Eu adoro romances de época, mas esses lançados pela Arqueiro acabaram perdendo a graça pra mim. Me vejo sempre lendo a mesma história, apenas com nomes de personagens diferentes. É sempre sobre a mocinha que nunca se adequa às convenções de sua época e o cara mais libertino de Londres que, aparentemente, nunca irá tomar jeito e se casar. Enjoei. rs

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey é a Thayná por aqui, sinto muito que seja assim pra ti :( Eu costumo ler tanto romance (MUITO MESMO) que começo a ter essa opinião as vezes.

      Beijos

      Excluir
  5. Sabe que eu nunca li nada desse gênero? Sei lá, acho que por conta de todo o clichê que a maioria tem, acabei ignorando esses livros. No entanto, esse parece ser diferente, acho que vou gostar.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, clichês a parte tem sempre algo bom pra se aproveitar <3

      Excluir
  6. Olá Thayna, tudo bem?
    Owmm que resenha linda, parabéns!
    Eu amo romances de época e esse é um dos meus favoritos. Já li a trilogia e esse ficou no meu coração. Amei cada minuto da leitura. Não tem como não torcer pela Calpúrnia ou querer dar uns tapas em Gabriel, mas no final acabamos apaixonados pelos dois.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi , ai que bom que gostou *-* estou resenhando o restante dos livros <3 me diz oque vc acha deles

      Excluir
  7. Amo romances de época e estou super curiosa para ler esse livro, parece muito bonito. Ficou ótima sua resenha. Vale a pena mesmo, super bjoooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oieee, Lorena eu gosto muito desse livro, leia sim <3

      Excluir
  8. Olá Thayna!
    Amo livros de romance de época,como são escritos os detalhes são magníficos,não tive oportunidade de conhecer a obra mas com toda certeza vai entrar pra minha lista.
    Adorei a resenha, obrigada pelas dicas.
    Abraços**
    http://FebredeLivro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OOOOOOOOOI eu estou me apaixonando cada vez mais por romances de época <3

      Excluir
  9. Oie
    eu ainda não li nada de romances de época mas esse título é um dos que eu arriscaria pra tentar curtir o gênero, quem sabe quando eu tiver com mais tempo, boa dica e resenha

    beijso
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você ta começando no gênero acho que vai gostar bastante! Pois sempre tem uma critica sobre clichês nesse gênero, mas acho que faz parte! A gente tem que aprender a selecionar. Afinal são costumes da época!

      Excluir

Tecnologia do Blogger.