Eu assisti: Orphan Black

5 de junho de 2017
Sinopse: "Depois de presenciar o suicídio de uma mulher (que é exatamente como ela) em uma estação de trem, Sarah Manning (Tatiana Maslany) faz o que qualquer um faria: assume a identidade da suicida para tentar resolver os próprios problemas financeiros. Mas logo ela descobre que está no centro de um mistério que vai mudar sua vida, quando se vê cara a cara com mais três mulheres idênticas a ela. Todas são clones, e precisam salvar as próprias peles enquanto tentam descobrir quem são os responsáveis pelos experimentos genéticos."

   Há algum tempo me indicaram Orphan Black e me mostraram um trailer da quinta temporada, eu lembro de ter ficado maravilhada com o trailer e muito curiosa pra ver. Alguns dias depois eu decidi começar a assistir (tem na Netflix!) e confesso que só não terminei ainda devido a semana de provas e ter vários trabalhos pra entregar e conteúdo pra estudar. 
   A série é uma ficção científica maravilhosa, com efeitos especiais de tirar o fôlego também, mas o que chamou minha atenção mesmo foi a atuação espetacular de Tatiana Maslany, a atriz interpreta várias personagens completamente diferentes ao mesmo tempo. Na primeira temporada temos apenas algumas clones principais e da segunda em diante mais algumas aparecem, é muito mágico ver como Tatiana consegue se transformar várias vezes não só nas expressões, no modo de falar, mas também no sotaque. 
   

   Apesar de as coisas ficarem muito mais complexas e perigosas pra todas as clones conforme o decorrer da série, a impressão que fica é que o conflito é sempre o mesmo. Da primeira a terceira temporada (onde eu parei) o inimigo é praticamente o mesmo e o objetivo de Sarah também, porém é algo que se pode relevar pois a maneira como a série aborda os problemas de cada uma delas é o que torna tudo interessante. Gostei que os personagens se desenvolveram muito, alguns ganharam mais destaque e o episódio final da terceira temporada abriu um milhão de portas de possibilidade para a quarta temporada, o que me deixou extremamente aflita pra assistir logo e descobrir como termina. 

   É uma série que surpreende a cada episódio, cheia de personagens fortes e marcantes e reviravoltas também. Não dá pra confiar em ninguém, é um suspense constante. Os bons se tornando maus e vice-versa, já fico triste só de lembrar que a quinta temporada será a última. 

Um comentário:

  1. OB mora no meu coração e sou fã da atriz e de todo o elenco.
    Principalmente os roteiristas que conseguiram fazer muito com pouco rs..
    É um assunto complexo, mas conseguiriam passar para as telas de forma bem didática que prende a atenção de quem assiste e faz com que a pessoa queira saber mais <3

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.