Heirs, 왕관을 쓰려는자, 그무게를 견뎌라-상속자들

17 de julho de 2017
   Oie gente tudo bem? Tô sumida sim, mas tô mais viva que nunca e voltei pra falar de Dorama, mais especificamente do K-drama de 2013 Heirs. É o terceiro drama coreano que eu assisto e estou ficando cada vez mais viciada no assunto, por favor me deixem dicas de dramas legais nos comentários ok? 

Sinopse: "A série segue um grupo de estudantes do ensino médio ricos, privilegiados, e de elite como eles são preparados para assumir impérios empresariais de suas famílias. Estes estudantes ricos parecem ter tudo sob controle, exceto suas vidas amorosas. Kim Tan (Lee Min-ho) é um herdeiro bonito e rico de um grande conglomerado coreano que é enviado para estudar no exterior, nos Estados Unidos. Na realidade, é uma forma de exílio, com seu meio-irmão mais velho de volta para casa, Kim Won (Choi Jin-hyuk) tendo esquemas para assumir os negócios da família. Enquanto que nos Estados Unidos, Kim Tan esbarra em Cha Eun-sang (Park Shin-hye), que chegou da Coréia do Sul em busca de sua irmã mais velha. Lentamente, ele se apaixona por ela, sem perceber que ela é a filha da empregada da família."
  Confesso que só me interessei em Heirs por causa do ator Lee Min-ho que eu conheci em Boys over flowers e me apaixonei, mas não me arrependo da escolha. Me encantei logo no começo, pois os primeiros episódios se passam nos EUA e isso foi um diferencial enorme pra mim que estou começando nesse mundo da cultura asiática, achei muito bacana ver os coreanos falando inglês.
  O casal principal tem uma química muito bacana, a atuação de Lee melhorou mais ainda e eu me torno cada dia mais fã do ator. O primeiro ponto ruim foi a protagonista ser muito teimosa, cabeça dura e inocente demais, meu deus do céu. Que guria lerda, levou vários episódios pra perceber o que sentia por Kim. Mas até aqui nada novo sob o sol, né colegas?

  O drama tem muita fofoca, confusão, barraco e trata muito da relação familiar também. O bullying é muito presente na série também, mas gostei da forma como esse assunto foi finalizado, os personagens se desenvolveram MUITO da metade pro final (principalmente a protagonista) e aprenderam a se impor mais, lutar por seus sonhos e defender aquilo que acreditam.
 Outra coisa que me incomodou porém foi o clichê perfil de Pai-do-mocinho-CEO-que-proíbe-o-namoro-do-casal-apaixonado e algumas cenas machistas (ainda muito presentes nos dramas) onde rola umas puxadas nos braços, uns abraços forçados e esse tipo de coisa. Mas elas foram poucas, então eu consegui persistir até o final.
   Ah, o final! Os poucos dramas que eu vi até agora costumam ter reviravoltas maravilhosas e de cair o queixo no final. Isso não aconteceu com Heirs, o final não foi ruim, mas bem mais simples do que eu esperava, não tiveram muitas reviravoltas chocantes, nada revelador e o final do casal foi bem "ok". Eu fiquei pensando "20 episódios pra ISSO?", poderia ter sido bem melhor, mas também não foi péssimo. Dá pra continuar vivendo e vendo outros dramas maravilhosos.
   O legal mesmo foi o entretenimento que a série me rendeu, a trilha sonora maravilhosa, as cenas fofas e engraçadas e o elenco MARAVILHOSO. 

Um comentário:

  1. Foi nesse dorama que eu conheci woo bin e me apaixonei por essa coisa LINDA E MARAVILHOSA! tenho tara nele, meu crush da vida <3 kk

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.