Um perfeito cavalheiro, Julia Quinn

2 de julho de 2017
"Sophie sempre quis ir a um evento da sociedade londrina. Mas esse é um sonho impossível. Apesar de ser filha de um conde, é fruto de uma relação ilegítima e foi relegada ao papel de criada pela madrasta assim que o pai morreu. Uma noite, ela consegue entrar às escondidas no baile de máscaras de Lady Bridgerton. Lá, conhece o charmoso Benedict, filho da anfitriã, e se sente parte da realeza. No mesmo instante, uma faísca se acende entre eles. Infelizmente, o encantamento tem hora para acabar. À meia-noite, Sophie tem que sair correndo da festa e não revela sua identidade a Benedict. No dia seguinte, enquanto ele procura sua dama misteriosa por toda a cidade, Sophie é expulsa de casa pela madrasta e precisa deixar Londres. O destino faz com que os dois só se reencontrem três anos depois, Benedict a salva das garras de um bêbado violento, mas, para decepção de Sophie, não a reconhece nos trajes de criada. No entanto, logo se apaixona por ela de novo. Como é inaceitável que um homem de sua posição se case com uma serviçal, ele lhe propõe que seja sua amante, o que para Sophie é inconcebível. Agora os dois precisarão lutar contra o que sentem um pelo outro ou reconsiderar as próprias crenças para terem a chance de viver um amor de conto de fadas. Nesta deliciosa releitura de Cinderela, Julia Quinn comprova mais uma vez seu talento como escritora romântica."
Título: Um Perfeito Cavalheiro | Autora: Julia Quinn | Editora: Arqueiro | Ano: 2014 | Páginas: 304 | Nota: 5/5 | Skoob | Livro recebido em parceria com a Editora para divulgação 

Resenhas anteriores:

  Adivinha quem mordeu a própria língua e se apaixonou por romances de época? Nunca fez meu estilo, de início eu não me sentia nem um pouco atraída pelo gênero e não conseguia entender que diabos as pessoas tanto viam nesses livros. Mas Julia Quinn não só me convenceu, como me conquistou de maneira que não tem mais volta: quero ler todos os romances de época possíveis nesse mundo. Inclusive estou aceitando indicações nos comentários.

  A autora fez em Um perfeito cavalheiro, uma releitura muito bem trabalhada do conto de fadas da Cinderela. De início, achei que não fosse gostar, pois não costumo me dar muito bem com livros que me lembram constantemente de outras obras, mas não tive tempo, ao menos, de torcer o nariz pro livro. Quando dei por mim eu já tinha terminado de ler.

  Sophie era pobre, uma bastarda sem dote algum, tudo o que eu esperava para dar uma chacoalhada na série. Afinal, todos os casamentos que presenciei até agora nos romances de época envolviam filhas de nobres senhores muito bem educadas e condes, ou viscondes, incrivelmente ricos. Ela e Benedict - o Bridgerton mais próximo de um príncipe que existe - se conhecem em um baile de máscaras exatamente como no conto clássico que conhecemos. O problema é que o destino os separa e, anos depois quando finalmente se reencontram, ele não a reconhece.

 Os personagens são, como sempre, encantadores. Sophie é minha protagonista favorita da série até agora, determinada, honesta e extremamente inteligente. Benedict é doce, encantador e completamente o contrário do que eu esperava. Atencioso, criativo, compreensivo e muito sensível.

  Quanto ao enredo não se preocupem, apesar de ter sido inspirado na história da princesa que perdeu o famigerado sapatinho, o livro tem muitas diferenças. Afinal, a autora é muito criativa e soube trabalhar muito bem a sua ideia. O romance tem uma essência única e encantadora, impossível não torcer pelos personagens.

  Uma coisa que eu amo na série Os Bridgertons é que a autora introduz aos poucos, os outros irmãos e a personalidade de cada um mesmo que o livro não conte a história deles. Fiquei apaixonada por Eloise neste volume e mal posso esperar pra chegar na história dela, mas por outro lado estou receosa quanto à Colin que parece ser um libertino bêbado e nada mais. Espero estar muito enganada, mas vocês só vão saber disso na próxima resenha da série. Aguardem. 

7 comentários:

  1. Ai, amo ler as resenhas desses livros e nunca li nenhum! Fico só na vontade, mas já é objetivo colocar um deles na minha próxima listinha de compras! Gostei de como você falou sobre a personagem que a autora foca na obra, gosto de personagens determinadas. Espero gostar da série <3

    Beijinhos,
    Livros que Li

    ResponderExcluir
  2. Oiii tudo bem?
    Que incrível essa sua resenha menina, eu estou aos poucos começando a ler romances de época, essa deve ser uma dica maravilhosa, mas quem sabe eu dê oportunidade futuramente, além disso, acho linda essas edições.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Preciso ler os livros da Julia Quinn
    sempre leio resenhas bem positivas dos livros dela!

    Bjooooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Tô amando ler seus posts sobre romances de época, hahahaha. Sempre bom ver mais gente se apaixonando por esse gênero. Eu amo Julia Quinn e gostei muito de O Perfeito Cavalheiro também. Amo a Sophie.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Já li muitos romances de época, e por isso cheguei a enjoar do gênero. Principalmente porque ficou tudo tão erótico. Antigamente era tudo mais sutil e puro, não que não existisse o erotismo, mas como falei, era mais sutil. Um dia se voltar a ler, começarei por essa série que todos apreciam.
    Anotado a dica
    Nizete
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  6. Olá, pela sua resenha esse livro parece estar bem bacana, adoro romances de época e releituras de contos de fadas e ter esses dois pontos em um livro só já me deixou animado para lê-lo, além de que sempre leio vários comentários positivos sobre a série e autora *-* Adorei a dica.

    ResponderExcluir
  7. Não é o meu livro favorito da série, porque eu sempre vou preferir o Colin <3 Mas eu realmente me diverti com essa releitura de Cinderela. Eu gosto da forma como a Julia Quinn escreve, embora a Sarah tenha me conquistado, acho que a Julia sempre vai ser a rainha dos romances de época.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.