Um beijo inesquecível, Julia Quinn

by - segunda-feira, abril 16, 2018

Foto: PS Amo Leitura
"Toda a alta sociedade concorda que não existe ninguém parecido com Hyacinth Bridgerton. Cruelmente inteligente e inesperadamente franca, ela já está em sua quarta temporada na vida social da elite, mas não consegue se impressionar com nenhum pretendente. Num recital, Hyacinth conhece o belo e atraente Gareth St. Clair, neto de sua amiga Lady Danbury. Para sua surpresa, apesar da fama de libertino, ele é capaz de manter uma conversa adequada com ela e, às vezes, até deixá-la sem fala e com um frio na barriga. Porém Hyacinth resiste à sedução do famoso conquistador. Para ela, cada palavra pronunciada por Gareth é um desafio que deve ser respondido à altura. Por isso, quando ele aparece na casa de Lady Danbury com um misterioso diário da avó italiana, ela resolve traduzir o texto, que pode conter segredos decisivos para o futuro dele. Nessa tarefa, primeiro os dois se veem debatendo traduções, depois trocando confidências, até, por fim, quebrarem as regras sociais. E, ao passar o tempo juntos, eles vão descobrir que as respostas que buscam se encontram um no outro... e que não há nada de tão simples e de tão complicado quanto um beijo."

Título: Um beijo inesquecível | Autora: Julia Quinn | Editora: Arqueiro | Ano: 2016 | Páginas: 272 | Skoob 

Resenhas anteriores:

  Imaginem só vocês que temos uma caça ao tesouro deliciosa no sétimo livro da série e que a detetive do caso, bem no estilo Sherlock Holmes, é ninguém menos que Hyacinth Bridgerton. Audaciosa, dona de um humor sarcástico e conhecida por sua língua afiada, ela está de saco cheio de ouvir dizerem que ela tem de se casar logo, ou vai acabar solteirona, afinal já está em sua quarta temporada e ainda não conseguiu encontrar um pretendente que a impressione. 

   Hyacinth costuma ler para Lady Danbury (amo demais) todas às terças-feiras durante a tarde e elas mantém uma amizade extremamente sadia e franca, mas todos nós sabemos que Lady Danbury não tem um pingo de sutileza quando se trata de arranjar casamentos. E quando o neto dela surge num recital acreditando que a avó está doente, todo mundo entende logo o que está para acontecer. O objetivo dela é aproximar o neto de sua querida e jovem amiga Hyacinth.

   Gareth no entanto é um libertino de mão cheia e não pensa em se casar, mas quando cai em suas mãos o diário de sua outra avó já falecida todo escrito em Italiano ele precisa de um tradutor. E quem seria ele? Isso mesmo jovens, Hyacinth além de tudo fala Italiano e ao ajudar Gareth St. Clair em sua missão de traduzir o diário da avó eles vão acabar se aproximando e se juntando numa caça ao tesouro contagiante.

  Sem mais delongas sobre o enredo do livro, devo dizer que Um beijo inesquecível definitivamente substituiu O visconde que me amava se tornando o meu favorito número um da série toda até aqui. Hyacinth me encantou desde o primeiro livro da série, quando ainda uma criança, mas hoje tenho a certeza que é a personagem com a qual eu mais me identifico. Seu jeito nada discreto, que fala o que pensa; que não obedece à risca todas as etiquetas; que não se importa com o que vão pensar e principalmente por ser tagarela e falar mais que o homem da cobra. Me senti representada.

   Hyacinth tem conceitos bem feministas para a época em que vivia, mas também é uma romântica incorrigível. Engraçada, determinada, inteligentíssima e curiosa. Gareth também tem lá suas qualidades, um personagem cômico, sensível e honesto. Li o livro muito rápido, como sempre acontece com os livros da Julia, pois a narrativa flui de maneira espetacular. Não teve uma só frase que tenha me decepcionado ou que eu considere um ponto ruim. Foi o melhor livro da série até agora, estou extasiada. 

You May Also Like

0 comentários

Tecnologia do Blogger.