Um sedutor sem coração, Lisa Kleypas

by - quarta-feira, junho 20, 2018

Foto: Dicas de Malu
"Devon Ravenel, o libertino mais maliciosamente charmoso de Londres, acabou de herdar um condado. Só que a nova posição de poder traz muitas responsabilidades indesejadas – e algumas surpresas. A propriedade está afundada em dívidas e as três inocentes irmãs mais novas do antigo conde ainda estão ocupando a casa. Junto com elas vive Kathleen, a bela e jovem viúva, dona de uma inteligência e uma determinação que só se comparam às do próprio Devon. Assim que o conhece, Kathleen percebe que não deve confiar em um cafajeste como ele. Mas a ardente atração que logo nasce entre os dois é impossível de negar. Ao perceber que está sucumbindo à sedução habilmente orquestrada por Devon, ela se vê diante de um dilema: será que deve entregar o coração ao homem mais perigoso que já conheceu? Um sedutor sem coração inaugura a coleção Os Ravenels com uma narrativa elegante, romântica e voluptuosa que fará você prender o fôlego até o final."

Título: Um sedutor sem coração | Os Ravenels #1 | Autora: Lisa Kleypas | Editora: Arqueiro | Ano: 2018 | Páginas: 320 | Skoob | Nota: 4/5 | Livro cedido em parceria com a Editora para divulgação

  Na tentativa de ampliar meu repertório de romances de época e conhecer novas autoras, pedi algumas indicações para outras leitoras e cá estamos nós hoje para conferir o que eu achei do meu primeiro contato com a autora Lisa Kleypas. Lisa que já é conhecida pela série Os Hataways, também romance de época, inicia com Um sedutor sem coração uma nova série. Os Ravenels.

   Devon acaba de herdar um título e com ele propriedades falidas, sem esperanças de um concerto. Mas vender todas as terras significaria colocar nas ruas mais de duzentos arrendatários que dali tiram seu sustento e também desamparar as irmãs e a viúva de seu primo Theo que ainda vivem ali. Porém ele permanece com a ideia de se desfazer de tudo e todos, até se encantar com Kathleen, a viúva que ele acreditava ser uma megera. Ela, no entanto, carrega uma série de traumas e não se permite deixar levar pelos sentimentos que acaba por vir a nutrir por Devon.

   O romance se desenvolve bem rápido, li mais de duzentas páginas numa longa fila do banco, a leitura é impossível de largar. Os personagens são cativantes e cheios de personalidade, o enredo muito bem trabalhado e de uma criatividade incrível. Lisa sabe prender o leitor com os dramas certos, sem a necessidade de criar conflitos desnecessários apenas para movimentar a história. 

   A tensão entre Devon e Kathleen acaba se dissolvendo em um caso amoroso, quando nenhum dos dois quer admitir que precisa de algo mais sério um do outro, mas a quantidade de traumas individuais dos dois torna impossível não torcer para um final feliz. As cenas íntimas entre os dois são muito mais avassaladoras que as de qualquer outro livro do gênero que eu já li, a quantidade de detalhes tem a medida certa. 

   A única coisa que me incomodou no livro foi que, neste primeiro volume da série, a autora já criou uma ponte para o próximo volume. Em certos momentos é como se estivéssemos lendo dois romances ao mesmo tempo, devido ao segundo casal que já é introduzido e de certa forma, quebra um pouco do suspense. Além disso este segundo casal não me gerou empatia, não gostei da combinação entre os dois e não torço muito por eles, torço para que a tal moça fique com outro personagem cujo eu acho mais digno, porém se eu contasse mais que isso seria um spoiler tremendo.

   Porém se essa tal "ponte" entre os dois livros foi criada para me deixar mais curiosa, funcionou. Mal posso esperar para ler Uma noiva para Winterborne. 

You May Also Like

0 comentários

Tecnologia do Blogger.