BEDA 8 | Rainha das Sombras, Sarah J.Maas

by - quarta-feira, agosto 08, 2018

Foto: Dicas de Malu

"Todos que Celaena Sardothien amou lhe foram tirados. Mas finalmente chegou a hora da retribuição. A vingança promete ser tão dura quanto o aço da Espada de Orynth — a espada de seu pai. Finalmente Celaena retornou ao império; por justiça, para resgatar seu reino e confrontar as sombras do passado. A assassina está morta. Ela abraçou a identidade de Aelin Galathynius, rainha de Terrasen. Mas antes de reclamar o trono, precisa lutar. E ela vai lutar. Por seu primo, a Puta de Adarlan, o general do Norte... um guerreiro preparado para morrer por sua soberana; por seu amigo Dorian, um príncipe preso em uma inimaginável prisão; por seu povo, escravizado por um rei cruel e à espera do retorno triunfante de sua líder; por seu carranam e a libertação da magia. Ao avançar em seu plano, no entanto, Aelin precisa tomar cuidado com velhos inimigos. E abrir o coração para novos e improváveis aliados. Tudo isso enquanto os valg continuam trabalhando nas sombras. E Manon Bico Negro, a Líder Alada das Treze, treina suas bestas voadoras. Mas é de Morath, a fortaleza montanhosa do Duque de Perrington, que uma ameaça como nenhuma outra promete destroçar seu grupo de rebeldes e sua corte recém-formada."

Título: Rainha das Sombras | Trono de Vidro #4 | Autora: Sarah J Maas | Editora: Galera Record | Ano: 2016 | Páginas: 644 | Skoob | Compre aqui

Resenhas anteriores:
Herdeira do Fogo

   Por motivos de forças maiores, tive que começar a escrever esta resenha antes mesmo de terminar o livro e ir acrescentando detalhes ao decorrer da leitura, porque eu tenho tanta coisa pra falar sobre esse livro que fiquei com medo de me perder nas palavras. Rainha das Sombras é tão espetacular que se tornou a minha melhor leitura do ano até agora, eu estou NO CHÃO com esse livro. Sério. Portanto, se você ainda não leu nada da série devo avisar que esta resenha pode conter spoilers dos livros anteriores.

    Lá em Herdeira de Fogo surgiram alguns personagens novos na história, como Aedion, Manon e Rowan, neste quarto volume eles são mais explorados, bem como todo o universo que a autora criou. Apesar das mais de 600 páginas, eu só não li mais rápido por falta de tempo, porém cada minuto livre que tinha me dedicava a leitura e quando não estava lendo estava pensando nos próximos capítulos. Sarah soube sustentar sua ideia principal e evoluí-la a cada página, levando a história para um outro patamar. Quando li o primeiro livro, jamais imaginei que a série fosse tomar a proporção que tomou.

    O romance entre Aelin e Rowan é forte, envolvente, intenso (insira aqui mais adjetivos) onde a química entre os dois é única e ambos os personagens são bem construídos, resolvidos, respeitam um ao outro. Tem cenas quentes, cenas mais carinhosas, cenas onde o afeto só está implícito e não tem melação. Me impressionei muito com a forma que a autora trabalhou encima disso, de forma que embora o romance seja presente, ele não atrapalha os outros arcos da série que são mais importantes.

     Outra coisa que me surpreendeu foi o fato de que cada plano traçado, cada detalhe importante e estratégia que Aelin pensava eram todos muito calculados e inteligentes, revelando-se aos poucos, sem dar a impressão de que os conflitos se resolviam de maneira fácil demais e nem demorada demais. Era plot twist atrás de plot twist, com reviravoltas jamais vistas no Casos de Família. Sarah sabe entreter e prender o leitor, deixá-lo faminto pelos próximos capítulos. Tais características em sua escrita são coisas a se valorizar - e muito - dentro da literatura fantástica, onde cada vez mais somos servidos com livros "mais do mesmo".

     Manon, Líder Alada das bruxas Bico Negro, não me conquistou de primeira, mas Rainha das Sombras fez com que eu me apaixonasse pela personagem. Manon e Aelin tem uma cena de luta (not a spoiler) empoderadíssima, digna, de tirar o fôlego. Duas personagens mulheres poderosas, letais, inteligentes, brutais, donas de si e que lutam MUITO bem. Li duas vezes a mesma cena e me deliciei com todas as consequências depois. Meu único ponto negativo no arco da bruxa seria um spoiler, portanto me procurem pra conversar depois de também lerem o livro.

    O final me deixou embasbacada, foi tudo o que eu jamais imaginei que pudesse ser e mais. Com uma ponte muito bem construída para o próximo livro, com novos obstáculos para serem vencidos, a história de Aelin Galathynius já me tem por completo. Tenho comigo os dois tomos em que foram divididos o quinto livro da série e só estou me segurando para não começar neste exato momento pois preciso mesmo ler outros títulos. Ou seja, se você ainda não deu uma chance para Trono de Vidro eu não sei nem por onde começar a explicar o quanto você está perdendo

You May Also Like

0 comentários

Tecnologia do Blogger.